Home Noticiário Nacional Corveta Imperial Marinheiro

Corveta Imperial Marinheiro

25
41

corveta-v-15.jpg

A corveta Imperial Marinheiro (V15) da Marinha do Brasil, cruzou o vão da ponte móvel nesta manhã. Quem for morador de Porto Alegre-RS e proximidades, a corveta estará aberta ao público do dia 6 ao dia 11, no Cais Mauá.

FONTE: http://naviosempoa.blogspot.com /Fotos: José Arthur

NOTA DO BLOG: A corveta é a primeira de uma classe de 10 navios incorporados a partir de 1955. As corvetas classe “Imperial Marinheiro” foram idealizadas e construídas por ordem do almirante Renato de Almeida Guillobel, para atuarem como navio guarda-costas, rebocador, mineiro e varredor. Já nos anos 1990, as unidades remanescentes mantinham apenas as características de unidade de patrulha (guarda-costas) e salvamento (rebocador). Seus trilhos para lançamentos de minas e paravanas de varredura não existem mais a bordo. Atualmente a maior restrição destes navios nas missões de patrulha é a sua baixa velocidade em relação às velocidades atuais dos navios mercantes. A corveta tem uma velocidade máxima mantida de apenas 12 nós.

Características

  • Deslocamento (toneladas): 911-padrão / 960-plena carga
  • Dimensões (metros): 56 x 9,3 x 3,6
  • Tripulação: 60
  • Propulsão: 2 motores diesel Sulzer 6TD36 de 6 cilindros
  • Velocidade Máxima (nós): 16
  • Raio de Ação: 15.000 milhas náuticas
  • Armamento:
    • 1 canhão de 76mm
    • 4 metralhadoras Oerlikon Mk 10 de 20 mm

Lista de Navios

  • V-15 Imperial Marinheiro (na ativa)
  • V-16 Iguatemi (retirada de serviço)
  • V-17 Ipiranga (naufragou)
  • V-18 Forte de Coimbra (retirada de serviço)
  • V-19 Caboclo (na ativa)
  • V-20 Angostura (retirada de serviço)
  • V-21 Bahiana (retirada de serviço)
  • V-22 Mearim (retirada de serviço)
  • V-23 Purus (vendida para a Namíbia, onde foi renomeada como LT GEN Dimo Hamaambo
  • V-24 Solimões (preservada como museu)

v15.jpg

41 COMMENTS

  1. E porque ainda gastamos recursos com uma banheira destas, não tem utilidade alguma, seria fácil produzirmos um navio mais adequado, temos tecnologia de sobra para isso, é só ter boa vontade, pois só economizando recursos desses ralos de dinheiro o projeto se pagaria.

  2. A matéria do blog deixa bem claro as restrições desses navios na atualidade. Não entendo por que não reclassificaram essas unidades como rebocadores, função na qual são empregadas a muito tempo, além das de busca e salvamento.

    Abraços!!

  3. Medeiros, a MB tem que continuar com esses navios porque tem outras prioridades, como o submarino nuclear e o navio-aeródromo. Não sobra quase nada para outras áreas. E contente-se, porque as “Imperial Marinheiro” são mais bem armadas que os novos navios patrulha de 500t que a Marinha está construindo.

  4. Marko você disse tudo. Se tão reclamando da “imperial marinheiro”, também conhecida como museu flutuante, imaginem o que eles irão dizer do 0 Km Navios patrulhas, armados com arco e flecha e estilingue… Não sei se ela ainda está operando em águas oceânicas, mas para patrulha fluvial no Mato Grosso e/ou Amazonas está de muito bom tamanho essa classe de “coverta” com peso de traineira, além de ser bem armada para essa função. Sds.

  5. pessoal as duas corvetas classe imperial marinheiro que ainda
    estão na ativa,passaram recentemente por um grande reforma o que
    lhes dara´ainda muitos anos na ativa,pórem quando os novos napa
    de 500 ton forem incorporados estas corvetas irão para a patrulha
    fluvial,onde acreditem ainda aguetam uns 10 anos patrulhando no-
    ssos rios.

  6. A “Ipiranga” é aquela que afundou em Fernando de Noronha???
    Visitei 2 delas em Santos, não me recordo os nomes, qndo ainda menino, adorei, gamei, não queria sair de jeito nenhum!!!!

  7. É o anticlimax…, após inúmeros posts de escoltas no estado da arte, tornamos à nossa realidade, beirando o estado do desastre…

  8. Será que esta é a mesma IM dos anos 71/72? Se for, nesta época, quando era repórter em Itajaí-SC, participei de um jantar oferecido à bordo. Sobre a área livre da popa foi estendido um toldo. A comida foi servida no sistema americano, cada um em pé, com seu prato. A comida vinha de baixo, passada por uma escoltilha na própria popa. Numa visita ao interior do barco, me chamou a atenção as instalações muito bem conservadas, assim como a área destinada aos oficiais, com bar e tv. Foi meu primeiro contato com uma unidade da nossa MB. Obrigado ao Blog por reativar esta lembrança.

  9. Está aí a resposta do governo a nossa marinha. Logo serão anunciadas mais 10 Imperial Marinheiro para a proteção do pré sal…ahahahaha.
    Quem sabe não vem também uns u boats para nossa força submarina e alguns triplanos para o FX2….

  10. E não se fala mais nos navios patrulha oceânicos, com mais de mil toeneladas, que estavam sendo projetado pela Engepon com a assessoria de um estaleiro francês.O projeto morreu ou está em fase tão embrionária que não gera notícia?

  11. Marujo, na verdade a MB tem um projeto de NaPaOc de 1.200t que parou no meio do caminho, por falta de verbas.
    Infelizmente, a Marinha não disse mais nada sobre ele. Seguem as características e a imagem do bicho.

    CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
    Comprimento: 78m
    Comprimento entre perpendiculares: 71m
    Boca: 11m
    Calado: 5,5m
    Projeto de Calado: 3,2m
    Deslocamento Carga Máxima: 1.150t
    Deslocamento Padrão: 950t
    Velocidade Máxima: > 20 nós
    Alcance: 4500 mn a 13 nós
    Autonomia: 20 dias
    Guarnição: 40 pessoas
    Propulsão: CODAD
    Motores: 4 motores a diesel (1715 kW cada) e 2 hélices
    Armamento: 1 Bofors 40mm/70 Mk3 ou 57mm/70 Mk2
    2 Oerlikon 20 mm B01-2
    Lanchas: 1 Operacional e 1 Auxiliar
    Stealth Design
    Radar: Radar de Navegação
    Hangar para Helicópteros: Convôo e Hangar com Suprimento Elétrico e de Combustível

    http://i80.photobucket.com/albums/j191/artenobre/napaoc.jpg

  12. Caro amigo OZAWA,

    discordo diametral e radicalmente de vc. Todos os navios da MB estão no estado da arte. Se vc não consegue ver, tentareia ajudá-lo, mas só desta vez. Então, responda essa pergunta. Se não conseguir, vc não terá mais salvação. Lá vai: O que se coloca em museu? A resposta é cristalina como água limpa: arte. Não foi pra lá que uma similar a ela foi?
    Brincadeirinha, meu irmão.

    Um abraço.

  13. Apesar de ser um museu flutuante ela realiza um bom trabalho aqui no sul na area de busca e salvamento. Mas creio que o tempo dela no mar bravo daqui já passou, aposentadoria com honras na amazônia.

  14. Bonitinha, é a controle-remoto? Qual a duração da bateria? 220V no sul? Acho que nem pra alvo serve? Poderia ser convertida em habitat para corais no fundo do mar?

  15. Acham a Imperial Marinheiro velha??????????????????? O que acham do Monitor Parnaíba??????????????????/ data de antes da IIGM.

  16. andré,

    esse canhão não dá um tiro certeiro????
    por acaso ja chegou a atirar com um desses?
    o considero bem melhor que o 4.5 das niteroi em alguns aspectos, no caso do navio apagar ou ter algum problemas nos geradores devido a pane ou ate mesmo avaria em combate, o 3″ velho continua abrindo fogo, enquanto os novinhos silenciam pois são eletro-hidraulicos, e quanto a precisão tambem contesto, pq no ultimo exercicio de tiro que participei no ary parreiras em 2006,o alvo alem de ser alvejado a uma distancia consideravel, afundou facil.
    não que eu defenda a instalação de canhões antigos nos novos patrulhas da MB, mas garanto que é um canhão mt bom de se operar e ainda da gosto a um bom “AM” saudosista,
    outra coisa, a Forte Coimbra não foi retirada de serviço como diz no artigo, mas sim encalhou em 1997 na entrada do rio potengi no RN.

  17. Caros cidadãos brasileiros que se manifestam neste Blog:
    A Marinha do Brasil, sempre operou com muitas restrições orçamentárias nos ultimos 50 anos, as corvetas classe Imperial Marinheiro (10 unidades) sempre prestaram excelentes serviços a Marinha do brasil atraves do Salvamar dos distritos navais, onde são incontáveis os casos de pessoas e mercantes salvos por estes navios preciosos, sao unidades construidas na Holanda proprias para isto, patrulha e salvamentos no mar. Mais respeito com estes anciãos do mar, mas vivos e operando!!!

  18. Infelizmente não há o que comentar, mesmo com toda boa vontade de valorizar nossa marinha, ver este meio ainda operando não dá, e nào é só este, existe outros. Parabéns a MB, por fazer milagres. E não se iludam ainda vai demorar muito até nossa marinha ter realmente uma força capaz de atuar pelo menos como costeira, não digo nem de guerra.

  19. Elas poderiam ter sido remotorizadas ou algo assim, para alcançarem maiores velocidades, se o projeto permitisse. A saída hj é uma nova classe de navios, já que se for usados, havera de alguma parte um comprometimento com outros produtos de origem, como no caso coreano.

  20. QUE VERGONHA!!! ISSO CHAMAM DE MARINHA??? AINDA TEM CORAGEM DE DEFENDER ESSA LIXARIAS??? DEVERIAM ESTAR EM UM MUSEU,E OLHE LA. DESISTO. DEIXEI DE SER OTARIO,ACREDITANDO EM CONTOS DE FADAS. E AINDA FICAM FALANDO DE SUBMARINO NUCLEAR??? QUE PIADA DE MAL GOSTO. NUNCA EXISTIRA UMA MARINHA DE GUERRA DIGNA DO NOME NESSA BANANA REPUBLIC,QUE NUNCA LEVA NADA A SERIO,E NAO TEM NEM UM POUQUINHO DE AUTO ESTIMA. SEGUIR AS NOTICIAS DA MB CAUSA VERGONHA,DEPRESSAO,DESILUSAO E RAIVA. SO RESTA TORCER PARA ALGUM DIA O BRASIL TOMAR VERGONHA NA CARA,E SEGUIR O EXEMPLO DO CHILE,DA VENEZUELA,E ATE DO PERU.

  21. Marko, obrigado por sua informações. Mas, soube que o navio está sendo reespecificado e terá uma tonelagem bem maior. O desenho que voce postou já foi muito criticado aqui no blog, por ser anacrônico,silhueta alta, etc.

  22. Olá novamente, gente, não quis faltar ao respeito com o velho guerreiro, mas a verdade que nem para aguas fluviais ele serviria, e não é pq é velho, pois existe o Parnaíba que é mais antigo, só que está mais adaptado para funções fluviais, plataforma de pouso para sua aeronave orgânica, foi totalmente modernozada a governança e equipamentos, tem perfil baixo e está adequadamente armada.
    Em alguns casos, não dá para adaptar. No que se refere a orçamento, só o que se gasta com belonaves inadequadas poderia ser redirecionado para contrução ou aquisição de meios mais eficazes.

  23. Uma solucao barata,moderna e simples para oa foz do Amazonas: a construcao rapida de 12 pequenas corvetas,modeladas no Parnaiba, cada uma com um helicoptero organico esquilo com foguetes de 70 mm. e metralhadora .50.

  24. minha homenagen a esta embarcacao corveta imperial
    marinheiro v15 ,onde servi 02 anos como marinheiro
    entao comandante Valdemar Pelegrino na epoca ele
    pertencia ao grupamento naval do sul, muitas milhas nave
    gadas entre itajai, Rio grande do sul ilha da trindade
    inumeros socorros maritimos.,um deles o navio mercante
    cidade de belo horizonte em imbituba em 81 .
    wilson_carlossilva@hotmail.com tel.012 3892 3026

  25. Caro Sr. Wilson:
    Lí seu post no blog naval e tomei a liberdade de me dirigir.
    Estamos em vias de lançar um website inédito em lingua inglesa sobre a segunda guerra no Atlantico sul. Não existe nenhum trabalho realizado nessa magnitude até agora. Recebemos inúmeros apoios de entidades internacionais como a prestigiosa fundação HyperWar, que inclusive irá hospedar nosso website na página do Aliados. Essa Fundação nos enviou documentos históricos os quais estamos formatando e paulatinamente colocando no site. O mesmo já tem mais de 1000 páginas de fotos e textos, que contam tudo sobre o envolvimento do Brasil na Guerra com detalhes.
    É uma homenagem àqueles que lutaram num cenário distante e esquecido do conflito.
    Agora estamos resgatando esta história. Conseguimos colocar páginas com a história detalhada dos mercantes brasileiros afundados, das bases americanas no nosso litoral, algumas ainda incompletas por dificuldade de se conseguir material de arquivo, fotos de época etc, dos submarinos alemães afundados, etc, etc.
    Fizemos uma página desdobrada não encontrada em nenhum lugar sobre a Quarta Frota americana que esteve baseada em Recife transformando aquela cidade numa verdadeira fortaleza naval. E ninguém sabe disso!!
    Como desdobramos a Marinha brasileira em dois capítulos, uma para a FNN Força naval do Nordeste e outra para a FNS , Força naval do Sul. Nesta última estamos encontrando dificuldades de obter fotos de algumas unidades da frota como as traineiras que foram transformadas em Corvetas, como a Barreto de Menezes, Felipe Camarão, Matias de Albuquerque e Fernandes Vieira. Gostaria de saber se teria condições de me informar onde essas fotos estariam disponiveis. É interessante notar que o estaleiro Henrique Lage construiu as 6 corvetas mas disponibilizou apenas as fotos da Henrique Dias e Vidal de Negreiros.
    Estou na sua escuta e se puder fornecer meu endereço para que outros possam me ajudar nessas fotos eu o agradeceria penhoradamente.
    Aliás, a história agradece.
    o site pode ser acessado através do endereço
    Rolar a barra até Federative Republic of Brazil e clicar em Sixtant the war in the south Atlantic http://www.ibiblio.org/hyperwar/UN/index.html

  26. Meu nome é Antoninho, sou Suboficial telegrafista (Comunicações), e tive o privilégio de servir na Imperial dos Mares de 1979 até 1983 como Supervisor Telegrafista. Acho portanto uma falta de respeito muito grande para com um navio que foi e continua sendo o representante de fato e de direito de sua classe. Somente pessoas que nao tem o sal do mar no sangue e quem não teve o privilégio de cruzar o Atlântico, 63 dias de mar, sem apresentar nenhuma avaria, ruma à África em 1982. essas pessoas, não testemunhou o comportamento desse navio de tatas fainas importantes como salvamentos diversos e eu posso provar, pois estão todos documentados na minha C. Registro.Por tudo isso, não têm o direito de fazerem comentários jocosos a respeito da CV Imperial, que não precisa provar nenhum dos seus feitos durante toda a sua tragetória ativa. (BRAVO ZULU, IMPERIAL DOS MARES ).

  27. Senhores;

    Pelo que lembro a CV Caboclo teve papel importante nas buscas dos detroços do Vôo 447. Ela tem grande autonomia e chegou ate mesmo a abastecer os NPA no meio do atlantico, um navo desses tem seu valor!
    Eu gostaria de ver esses NAPAOC de 1200-1500tons baseados no casco das nossas corvetas modernas (com capacidade para operar ate SUPER LINX), com populsão diesel (sem turbina) quem sabe sonhar com 26 nós e um belo 57mm MKII com tudo o que tem direito, mira optônica e vamos mais! OS misseis filo Guided (Fibra otica-TV) da AVIBRAS alguem lembra deles, MP-FOG com 50Km de alcance? No meio de uma batalha voce poder contar com um Navio Patrilha dando uma saraivada de misseis filo a 50 KM sem transmitir um sinal radar ao inimigo? Pensem neste conceito de Corveta Low Cost (sem turbina e se exocet)

  28. O Que pedir de um NPAOC?

    -Operar 01 Helicoptero (Bell Jet Ranger até o Super Linx)
    -Ter pelo meos um canhão automático medio com uma diretora optrônica
    -Máxima velocidade possivel com motores diesel (sem turbina)
    -poder resgatar no meio do atlantico mais de 30 pessoas (tripulação completa de um cargueiro)
    -poder levar em operações especiais fuzileiros em botes/lanchas de ataque. (ser pau pra toda obra)
    – Tendo boa velocidade, ser o batedor da frota (reabastecer helicopteros de ataque e esclarecimento) ou dar escolta a comboios.
    -Caso for possivel, ter o missil Filo Guided da Avibras 50Km de alcançe – eficaz contra helicopteros e pequenos navios.
    -Ter um MAGE simplificado nacional.

    Em caso de conflito poder ser rapidamente preparado com lançadores de Chaff e alinhar-se com a frota.

  29. Fui marinheiro e devo dizer que ainda bem que temos estes navios, pior seria não ter nada, elas estão em bom estado, pois sofrem reformas internas (fainas) e devem ser tratadas com todo o respeito.
    Gostaria de desejar vida longa e prospera a todos que tem o mar no coração.
    Salve a Mrinha do Brasil

  30. Em epocas ,de crise eu apoiaria a contrução loca de pelo menos umas 11 Imperial Marinheiro .pois dentro da sua trajetoria na Mb .sempre se mostrou acima das espectavas e pronto atendimento no que ela foi proposta ,e o preço de construção e projeto não sairiam tam caro .e teriamos ainda um bom serviço prestado por elas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here