Home Operações Navais Fragata Bosísio e navio-tanque Gastão Motta partiram em direção à área de...

Fragata Bosísio e navio-tanque Gastão Motta partiram em direção à área de buscas

730
0

fragata-bosisio-f48

A Marinha do Brasil informa que o Navio-Patrulha (NPa) “Grajaú” chegou hoje pela manhã ao local indicado da queda da aeronave da Air France (voo AF 447) e iniciou busca em rumos paralelos, no sentido Noroeste, em uma área circular com raio de 120 milhas náuticas, centrada na posição onde foi avistada, pela aeronave da Força Aérea Brasileira, no último dia 2, uma esteira de 5 km de destroços. O NPa “Grajaú” ainda não obteve identificação positiva de qualquer destroço.

Além do NPa “Grajaú”, a Marinha emprega outros quatro navios nas buscas: Fragata “Constituição”; Corveta “Caboclo”; Fragata “Bosísio”; e Navio-Tanque “Gastão Motta”. Esses navios partiram de seus portos de origem, abaixo discriminados, e rumaram para o local das buscas, a cerca de 1.100 km, na direção Nordeste de Natal-RN.

A Corveta (Cv) “Caboclo” partiu de Maceió-AL, às 10h do dia 1º junho, demandando a posição estimada do desaparecimento, com previsão de chegada na área hoje, por volta das 18h. A Cv “Caboclo” será empregada nas buscas SAR (Search and Rescue) e no reabastecimento do NPa “Grajaú”.

A Fragata (F) “Constituição” partiu de Salvador (BA), também no dia 1º, às 15h, em direção ao local das buscas. O navio dispõe de uma aeronave Lynx embarcada. A previsão de sua chegada é amanhã, dia 4 de junho, às 6h.

A Fragata (F) “Bosísio” e o Navio-Tanque (NT) “Gastão Motta” partiram do Rio de Janeiro, ontem, 2 de junho, também em direção à área das buscas. A previsão de chegada desses navios ao local é 6 de junho, para a F “Bosísio”, e 7 de junho, para o NT “Gastão Motta”.

Além disso, a Marinha do Brasil, por meio do SALVAMAR NORDESTE (Natal), coordena ações de buscas junto a dois Navios Mercantes (NM) – um de bandeira holandesa e outro de bandeira francesa. Um terceiro navio, de bandeira holandesa, solicitou deixar a área às 11h, por falta de combustível, tendo sido autorizado pelo SAVAMAR NORDESTE. Até o presente momento, os NM também não avistaram qualquer destroço.

Condições meteorológicas na área de busca:

  • Mar:1 (0 a 0,1metros);
  • Vento: 10 nós;
  • Corrente NW 0,8 nós;
  • Visibilidade regular; e
  • Chuvas esparsas.

FONTE: Centro de Comunicação Social da Marinha / FOTOS: Poder Naval

gastao-motta-g23

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Das profundezas abissais
Visitante
Das profundezas abissais

À guiza de esclarecimentos, em casos dessa espécie, e em virtude da exigüidade de meios de abastecimento, a MB, ou a União Federal, não poderia requisitar a presença de navios tanques privados para suprimento da frota ? Em caso de mobilização de outros meios em área diversa, como se resolveria o abastecimento simultâneo de grupos-tarefa distintos ?

Roberto CR
Visitante
Roberto CR

Putz!!! Aprendendo de novo. Nunca iria pensar na pergunta do Das profundezas abissais.

Aproveito e já pergunto: os meios enviados ao local utilizam combustíveis diferentes? Qual a dificuldade que se apresenta em caso afirmativo?

Abraços

RJ
Visitante
RJ

A Bosísio tem sonar de profundidade capaz de achar destroços no fundo?

trackback

[…] O Comando da Marinha e o Comando da Aeronáutica informam que até este momento um total de 41 corpos foi resgatado, sendo que 25 deles encontram-se embarcados na Fragata Bosísio. […]