Home Aviação Naval Falcão 21 no Portões Abertos DCTA

Falcão 21 no Portões Abertos DCTA

8
19

AF-1A N-1021

O Falcão 21 participou dos Portões Abertos DCTA 2009, realizado no último dia 3 de outubro. A participação não apenas marcou a volta das aeronaves de asa fixa da Marinha aos principais eventos aeronáuticos do País, mas principalmente o fato de que o VF-1 está retomando a sua capacidade operativa, após muitos anos com suas aeronaves baixadas.

af-1-detalhe-incidencia-profundor-dcta-3-10-09-foto-nunao-poder-aereoO AF-1A N-1021 permaneceu em exposição estática no pátio das aeronaves e despertou muito interesse do público presente que, possivelmente, nunca havia visto uma aeronave desenvolvida para embarcar em um navio-aeródromo.

A equipe do Poder Naval (editores Wiltgen e Nunão) foi recebida pelo CC Sobral, COA do Falcão 21, que promoveu um walkaround, além de prestar todas as informações sobre a aeronave.

A cobertura completa do Portões Abertos DCTA pode ser vista clicando aqui.

AF-1A _Detalhe slats

AF-1A Falcão 21AF-1A Falcão 21

AF-1A DCTA

Walkaround_Nunão e WiltgenWalkaround_Nunão e Wiltgen

Nunao, Wiltgen e CC Sobral

NOTA do BLOG: gostaríamos de agradecer ao CC Sobral, que gentilmente recebeu os editores do Poder Naval no Falcão 21 e também ao nosso leitor Rubens Barbosa Filho, que fez as nossas fotos de bastidores.

19 COMMENTS

  1. Bonita camiseta em Fernandinho…..quer dizer Nunão…rssss.
    Avisa o Galante que já recebi a minha !!! Ficou BALA…. até já pediram onde “comprei”….

    Bela matéria fotográfica de vocês…. Parabéns.
    Pena que a gente aqui não tenha estas oportunidades.

    Sds.

  2. Muito boa as fotos!!!

    Ditado super batido, mas uma longa jornada começa sempre pelo primeiro passo.

    Falam em comprar um super-avião para a MB. E claro que ela merece e precisa. Mas antes precisamos aprender como, onde, quando utilzar algo deste calibre.

    Sempre fui favorável à idéia de modernizar estes aviões, e tirarmos o máximo possível deles. Apresar do aparente “gasto” não consigo imaginar modo mais barto de adquirirmos esta experiência.

    Quando tivermos maduros nesta etapa, daremos o próximo passo com certeza.

  3. Prezado Henrique Souza,

    Concordo com a sua idéia. Porém, temos esse tempo todo? essa é a pergunta. Israel tinha esse tempo todo? Vietnã tinha esse tempo todo?
    Ok. Ele estavam sobre ameaças diretas, eu sei. Mas será que não temos dado tempo demais? Vejam o FX-2! Acho que as vezes pensamos muito e agimos pouco. Mais pragmatismo e menos filosofia Srs. Enquanto pensamos outros paises estão avançando.
    Acho válido temos aeronaves A-4 Modernizadas. Obvio que será um salto gigantesco para nós. Agora mesmo com esse passo, onde estaremos? Como e em quem estamos traçando paralelos comparativos?
    Infelizmente o que vemos é muita conversa e pouca ação. E isso em parte eu culpo os próprios militares (ao menos alguns) que não tem ardil de fazer as coisas acontecerem no tempo certo. Alguns dizem que é culpa do politicos. Mas para mim isso já virou bengala.
    Mais ação e pouca conversa. As coisas se contruirão a medida que agirmos.

    Sds.

  4. 1 – Sem sacanagem, esse é um dos dois que voam?

    2 – Sem a corcunda seria uma linda aeronave.

    3 – Impressão minha ou os A4 Argentinos parecem aeronaves muito mais modernas que os da MB?

    4 – Belas fotos, bela matéria.

    Sds.

  5. Felipe Cps,

    Só retificando, esse é um dos dois AF-1A que estão voando.

    As aeronaves que estão operativas hoje no VF-1 são:
    AF-1: N-1011 e 1013 e
    AF-1A: N-1021 e 1022.

    Abraços,

  6. Esse é um dos poucos que ainda estão em condições de voo e parece tão velho e desgastado? Sério, pra que modernizar isso? Eu acho que a MB tá perdendo o rumo… Espero estar errado.

  7. Tá chegando a hora!!! Aqui no RJ tem Domingão Aéreo no Campo dos Afonsos/MUSAL. Pena que hoje, quinta-feira o tempo tá feio pra burro!!.

    Galante, como eu compro uma camisa do Poder Aéreo?

    Vai haver equipe do Blog no MUSAL, Domingo?

    Estou acertando com o pessoal aqui do RJ para a gente se encontrar lá, quem ainda não enviou seu OK vai meu e-mail: marcelottadeu@hotmail.com, enviar tel tb.

    Abraços

  8. Almeida,

    O desgaste visível é da camuflagem, aparência externa, o que na verdade significa que está voando o suficiente para desgastar a pintura. Internamente, estão fazendo o possível para colocar mais em condições de voo, conforme chegam os motores revisados em Israel.

    Saudações!

  9. Eu, fico mim perguntando, Ora já que o FX da FAB existem dois concorrentes que nas suas propostas incluem transferência de Tecnologia junto a Embraer. Porque não fechar co O Rafale para FAB e o Gripem NG para a Marinha do Brasil é só desenvolver um trem de aterrizagem reforçado e mairinizar alguns componentes e pronto teríamos um caça Multi-Role com peso ideal para operar em sua plenitude no estão de arte no nosso Porta Aviões São Paulo. Imagine o poder de fogo que teríamos.

  10. Acho que se o $$$ não correr, não tem planejamento que de jeito na situação.

    Estão surgindo indicativos não só do governo, mas da sociedade, que o histórico de contingênciamento de verbas de nossas FAs passou tem muito tempo do limite. E totalmente irresponsável.

    Acredito realmente que esta situação esta mudando, e isto acontecendo estas aeronaves terão muito a nos ajudar, treinando pilotos, desenvolvendo doutrinas de emprego, gerando experiências em operações embarcadas, CAV e tudo mais.

  11. Wiltgen em 15 Out, 2009 às 13:58:

    AF-1A??? Putz, que mania que nós recos de 3o mundo temos de complicar o que é simples…

    Como tô na reserva é A-4 e boa. Quando for falar difícil é Skyhawk.

    Abs.

  12. Felipe os A-4 argentinos são os melhores A-4s do mundo, estão equipados com o radar APG-68 do F-16, e podem lançar os AIM-9L/M, além de outras armas inteligentes, é a nata Argentina!

  13. Sou apenas um entusiasta no meio de tanta gente especializada, mas estou torcendo pelo Rafale para a Fab , já que acredito que é o mais avançado dos tres finalista , e a Fab tem experiencia com aviões da Dassult (Mirage) , Sobre o Gripen alguem poderia me dizer se ele é capaz de operar no Porta Aviões São Paulo?
    Não seria uma opção interressante para Marinha desenvolver sua frota aeronaval , ja que provem de um custo mais baixo que os demais, do que adianta ter um porta avioes e não ter caças capazes de intimidar qualquer inimigo.
    Seria interresante ter o Rafale para a Fab eo Gripen para MB principalmente pelo seu custo de Hora vou mais baixo ?

    Imaginem 36 rafales por 4 bilhoes com trasferência de tecnologia por 4 Bilhoes de Dolares e mais 36 Gripen com as mesmas condições por 2 a 2,5 de dolares

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here