vinheta-clipping-navalA Justiça Federal suspendeu os processos seletivos do Comando do 6º Distrito Naval da Marinha do Brasil, em Corumbá. A suspensão tem caráter cautelar e atende pedido do Ministério Público Federal (MPF), que ingressou com duas ações judiciais contra a seleção. O mérito das ações, em que o MPF pede a anulação dos processos seletivos e da fase de cadastramento, na qual foram analisados os currículos dos candidatos, ainda será julgado. O processo seletivo visa contratar militares temporários nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Informática, Serviço Social, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia Naval, Psicologia e Comunicação Social.

A incorporação dos aprovados deveria ocorrer ontem (18), mas foi suspensa até que a União e a Marinha se pronunciem sobre o pedido de liminar. O MPF constatou que a Marinha utilizou uma forma de avaliação com critérios “vagos e puramente subjetivos”, sem adotar nenhum tipo de prova escrita, em violação ao artigo 37, inciso dois, da Constituição Federal. A seleção constou de entrevista, inspeção de saúde e verificação de dados biográficos, com base em análise de idoneidade moral e bons antecedentes, sem mencionar quais os critérios objetivos desses aspectos. Para essa última etapa não havia possibilidade de recurso.

FONTE: Correio do Estado

Tags:

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

4 Responses to “Justiça Federal suspende processo de seleção de pessoal da Marinha em Corumbá” Subscribe

  1. Lacerdinha 21 de janeiro de 2010 at 9:28 #

    Essa pegou muito mal, e porque não agiu como manda a regra ??

  2. Rapha SC 21 de janeiro de 2010 at 9:33 #

    Só agora o MPF acordou!!!
    A seleção para R2 da Marinha acontece dessa forma a mais de 16 anos.

  3. Danilo 21 de janeiro de 2010 at 11:32 #

    PIOR QUE É RAPHA SC !

  4. Roberto 21 de janeiro de 2010 at 20:10 #

    Aqui no Rio mesmo aconteceu isso na útima seleção.

    Tenho vergonha disso, nojo de encontrar isso na Marinha, enquanto centenas de pessoas durmiram nas filas para esta seleção RM2, que não passa de uma mentira para arrumar emprego aos filhos de Alte.

    Passem o pente fino nos RM2, todos filhos de Alte/CMG.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Agência Look, o ‘point’ dos aficionados das Forças de Defesa em São Paulo

Bem no Centro de São Paulo, na Av. São Luiz 258 – República, existe desde 1968 uma loja especializada na […]

FREMM Provence iniciou provas

Navio é a quarta FREMM construída pela DCNS e terceira para a Marinha Francesa, e realizou sua primeira saída para […]

Submarino ‘stealth’ russo da classe ‘Kilo’ aperfeiçoada junta-se à Frota do Mar Negro

O primeiro submarino da classe “Varshavyanka”, o Novorossiisk, entrou em serviço na frota do Mar Negro, informou o o serviço de imprensa […]

Compre agora sua revista Forças de Defesa número 11

Outra revista igual a essa, só daqui a 100 anos! A Revista Forças de Defesa 11ª edição de 140 páginas na versão impressa […]

Dois destróieres da Marinha Real vendidos para comerciante de sucata turco

Dois navios da classe de contratorpedeiros Type 42 da Marinha Real foram vendidos para a sucata. O Ministério da Defesa (MoD) […]

Marinha Indiana recebe quarto e último OPV da classe ‘Saryu’

A Marinha Indiana comissionou o INS Sumitra (P59), quarto e último OPV (Offshore Patrol Vessel) da classe “Saryu”, no dia 4 […]