Home História A evolução das escoltas chinesas

A evolução das escoltas chinesas

618
28

Os destróieres da Marinha do Exército de Libertação Popular da China (PLA Navy) avançaram muito no design e no poder de fogo em 30 anos. Será que o leitor do Poder Naval consegue identificar as classes?

destroyers PLA Navy

28 COMMENTS

  1. Cada vez maiores e mais “limpas”, me parecem cópias de algumas que já vi, como não conheço o básico em marinha, não me arrisco a falar.

    abraço

  2. O terceiro de baixo para cima parece com os Classe SOVREMENNY russos que tem um design muito bonito.

    Os outros nem arrisco.

    Abraços,

  3. O Brasil não teria condições de desenvolver navios como estes?

    Sem levar em consideração a falta de recursos. E toda nacional.

  4. Invincible

    Claro que nosso País tem plenas condições de fazer isso e tudo o mais que queira. O problema é o povo, isto é, nós mesmos. Se a situação está como está, é apenas por nossa própria culpa.

    Abraços

  5. Hmmm.. vamos lá:

    1 – Classe Gnevny, soviética
    2 – Type 051, classe Luda
    3 – Também Type 051… não sei se Luda III ou IV…
    4 – Type 052 ou classe Luhu
    5 – Type 051B. Só tem um navio da classe, o Shenzhen
    6 – É um dos Sovremenniy chineses mesmo, como já colocado aqui.
    7 – Type 052B ou Classe Guangzhou
    8 – Type 052C oi Classe Lanzhou (equipado com um sistema de radar com antenas planas ao estilo AEGIS…

  6. Eu acho as classes de navios chinesas mais modernas muito bonitas. Nesse ponto, parecem que estão dando continuidade a tradição russa de fazer os navios mais bonitos. Só não gosto do tom de cinza muito claro…

  7. De cima para baixo:

    1 – Classe Anshan (Ex-Gnevny na URSS). O navio da foto é o que deu nome à classe, o Anshan (101).

    2 – Type 051 (Luda class na designação da OTAN). Mais especificamente a classe Luda I. O da ilustração é o PLAN Hefei (132).

    3 – Type 051 (Classe Luda II) – Uma evolução da classe Luda I, com novos sensores, armamentos e lança-mísseis. O da ilustração é o PLAN Zhuhai (166)

    4 – Tupe 052 (Luhu Class). O que aparece na ilustração é o PLAN Harbin (112)

    5 – Type 051B (Luhai Class). Na ilustração o PLAN Shenzhen (167), único da classe, projetado na década de 1990 e comissionado em 1998.

    6 – Classe Sovremenny (Project 956). Projeto russo da década de 70, projetado para fazer frente aos saudosos Spruance da US Navy. A China comprou 2 russos usados e o projeto, construindo mais dois em seu próprio território com algumas melhorias chamada “Improved project 956EM”.

    Comentário sobre o project 956: Um dos meus navios russos favoritos. Só perde para os cruzadores project 1164, cujo meu preferido é o Moskva (121).

    7 – Type 052B (Guangzhou class). O navio da foto é o Guangzhou (168) ou seu irmão da classe, o Wuhan (169), ambos comissionados em 2004.

    8 – Type 052C (Luyang II class). A ilustração é do Lanzhou (170) ou do seu irmão mais novo, o Haikou (171). O primeiro comissionado em 2004 e o segundo comissionado em 2005.

    Fontes: Sino defence; fórum Global Times; e Wikipedia.

  8. Bronco вы не правы!!!!
    во-первых ктайский флот за 30 лет существенно усовершенствовался!!
    6- это эсминец 956 проекта,разработан в 82 году(в ссср)!!!
    кстати эсминцы 956 проекта считаются самыми смертоносными в китайском флоте!!!
    история строительства- первые 2 эсминца 956 э построены для кнр в санкт-петербурге на предприятмии Северная верфь!!! после поставки первых двух кораблей китай заказал еще 2 эсминца по улучшенному проекту 956эм данные корабли построены в России там же на заводе Северная верфь!!!!
    предназначение этих кораблей в китайском флоте- эскорт будущих китайских авианосцев!!!!

  9. Invincible em 06 mar, 2010 às 15:33
    Paulo em 06 mar, 2010 às 15:45

    Tecnicamente não é tão simples assim. Veja as dificuldades que tivemos com as Inhaumas que tivemos de paralisar o projeto para as correções.

    Ainda mais quase a metade do custo de um navio de guerra estão nos sistemas.

    Um navio desse dura em média 30 anos e que necessitamos é dominar os sistemas e a produção de armamentos.

    Só por exemplo: A outrora poderosa Rússia dos tempos da URSS está buscando na França tecnologia para recuperar sua marinha. Ném conseguir desmontar seus submarinos nucleares sem ajuda americana eles conseguem.

  10. Robson Br

    Eu não disse que era fácil. Eu disse que era possível. Se os franceses podem, se os norte-americanos podem, por que nós não podemos?

    Abraços

  11. A capacidade em remendar aos Luda é impressionante, enquanto os novos designs são prejudicados pelas pequenas encomendas.
    E qndo precisaram de um design comprovado e mais robusto, foram atrás dos russos.

    “In 2002, the PRC signed a contract with Russia to purchase an additional two improved Project 956EM destroyers worth US$1.4 billion.”

    (http://www.sinodefence.com/navy/surface/sovremenny.asp)

    Não tem nada de:
    “…construindo mais dois em seu próprio território com algumas melhorias chamada “Improved project 956EM”.”.
    Os navios ainda são de projeto russo e foram construídos na Russia.

  12. Маурисио Р. em 06 mar, 2010 às 17:04 на Mar 06, 2010, 17:04

    олично!!! все верно!!!!! молодец!!!!!

  13. рустам(rustam),

    Извините за ошибку, мой друг.

    Я поклялся, что класс был усовершенствован по сравнению с первоначальным 956 Проектирование и строительство план был приобретен России.

    Но если вы говорите, что корабли были построены в России, я считаю, так как источником справочной информации о моей информации, не очень надежны.

    Обнять.

  14. A falta de educação por aqui está tremenda.

    “Não tem nada de…” poderia perfeitamente ser substituída por “acho que houve um equívoco” ou algo do tipo.

    Aliás, senhor Maurício R.,

    Obrigado por ter traduzido o texto do nosso amigo рустам e ter usado a informação que ele passou como se fosse sua. O lado bom é que pelo menos o senhor fez algum esforço de pesquisa para confirmar a informação.

    A idéia é justamente essa. Hoje nós dois aprendemos um pouco mais sobre a marinha chinesa, afinal não há nenhum expert no blog. Nem eu, nem o senhor.

  15. “Obrigado por ter traduzido o texto do nosso amigo рустам e ter usado a informação que ele passou como se fosse sua.”

    Bronco,

    Eu não usei nada postado pelo colega rustam, como se fosse meu, mas fiz sim minha própria pesquisa e por um acaso me deparei c/ aquela incorreção em relação aos contratorpedeiros Project 965EM.
    Tem uma outra incorreção, que não agrega nada ao debate, então deixei ela lá na fonte.

  16. Foi mal a burrice, mas destroier e escolta significam a mesma coisa?
    E se não9 for pedir muito ao pessoal do blog, quais são os nomes modernos dados aos navios?

    E ruim não saber…rsrsr…sei que encouraçado não existe mais;rsrs

    Grato as respostas

  17. Depende muito da doutrina de cada marinha de guerra e suas caracteristicas, mas o que os americanos chamam de DESTROYER no brasil poderia ser CONTRA-TORPEDEIRO ou como os italianos que chamam de CAÇA-TORPEDEIRO, ou seja é um navio de escolta oceanico capaz de prover de defesa aerea e submarina uma esquadra toda ou um grupo de batalha no caso da US NAVY.

    Abraços,

  18. Gosto de ler o sempre bom debate de vcs, mas será q o pyctam poderia escrever em ingles ou portugues pra gente acompanhá-lo? (ou nos dar algumas instruções sobre russo…quem sabe?)

  19. Rafael…

    basicamente um escolta é um navio que protege outro. Este “outro” pode ser um porta-avioes, um navio anfibio, um mercante, etc.

    Uma das capacidades de um destroyer é servir de escolta, mas não é o unico navio que serve, pode ser uma fragata, uma corveta, ou até mesmo um cruzador.

    Quanto a nomes de navios modernos, os EUA por exemplo estão batizando seus porta-avioes com nome de Presidentes, os cruzadores levam nomes de batalhas, os destroyers e fragatas homenageiam homens e mesmo mulheres que serviram a marinha e os fuzileiros navais e a maioria dos submarinos homenageiam Estados e Cidades
    mas é apenas para vc ter uma idéia geral.

    Encouraçados só na forma de museu hoje em dia.

    abraços

  20. рустам(rustam) em 06 mar, 2010 às 16:44

    …………………….TRADUÇÃO…………………………….

    Você está errado! Primeira frota ktaysky de 30 anos melhorou consideravelmente! 6 – é um destruidor 956 projeto, desenvolvido em 82 mortes (na URSS) destróieres maneira! 956 do projeto são considerados os mais mortíferos da marinha chinês! histórico de construção, os primeiros 956 e 2 contratorpedeiros construídos para a China em São Petersburgo no predpriyatmii Severnaya Verf! após a entrega do primeiro de dois navios da China ordenou mais 2 destroyers para melhorar a 956EM projecto destes navios construídos na Rússia, na mesma planta Severnaya Verf! objectivo destes navios da marinha chinesa de escolta para o futuro porta-aviões chinês!

  21. Bronco em 06 mar, 2010 às 18:48

    ……………………..TRADUÇÃO…………………………….

    Desculpe pelo erro, meu amigo. Jurei que a classe foi melhorado em relação ao projeto original 956 e um plano de construção foi adquirido na Rússia. Mas se você diz que os navios foram construídos na Rússia, penso eu, como uma fonte de referência para as minhas informações não muito confiável. abraço.

  22. é um deles ja esteve em Fortaleza

    Um dos nosso amigos ficou com preguiça de ir a bordo quando abriu visitação publica …..

    Que coisa …………………………………………………………………………………………………………………………………………………!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    MO

  23. o brasil tem condiçoes de se fazer navios muitos bons!!!!que maior parte do orçamento 80% para ativos e inativos 15% manutençao e5% investimento !!nao dá para se ter força armadas ao nivel que brasil deseja desse jeito!!consome todo orçamento de defesa!!que se gasta bilhoes e bilhoes de defesa,mas governo contingencia tambem.que deveria ser proibido pois se esta tratando da defesa nacional!!proteçao de nossa soberania!!governo esta garantindo investimento para força armadas fora do orçamento com adivindo da extrategia de defesa!!esta no caminho de centralizar no ministerio da defesa investimento (caças , navios, submarino etc….)é um absurdo ativos e inativos consumir 80% do orçamento!!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here