Home Noticiário Internacional Parada Naval em despedida ao CEMA

Parada Naval em despedida ao CEMA

337
42

vinheta-exclusivoPor ocasião do retorno da Passex 2010, com o USS ‘Carl Vinson’ e USS ‘Bunker Hill‘, foi realizada no dia 04.03.10, nas proximidades da cidade do Rio de Janeiro, uma parada naval para o AE Álvaro Luiz Pinto, Chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA), que assume o cargo de Ministro do Superior Tribunal Militar.

Parada Naval 1 Parada Naval 2 CA Sidonio

Fragata Liberal (F-43) CEMA e ComenCh

Ainda em alto mar as Fragatas, ‘Liberal’ (F-43) e ‘Defensora’ (F-41), o Navio Tanque ‘Alte. Gastão Motta’ (G-23), a Corveta ‘Jaceguai’ (V-31), o Rebocador de Alto Mar ‘Alte. Guilhobel’ (r-25), o Navio Oceanográfico ‘Antares’ (H-40) e os Submarinos ‘Timbira’ (S-32) e ‘Tapajó’ (S-33), se juntaram a ‘Independência’ (F-44), ‘Niterói’ (F-40) e ‘Constituição’ (F-42) e ao Submarino ‘Tikuna’ (S-34).

F44_04.03.10_PII 118 Constituição (F-42) e Antares (H-40) F44_04.03.10_PII 244

Participaram também uma aeronave AH-11A Super Lynx N-4009 e o P-95A 7057 Bandeirulha, da Força Aérea Brasileira.

AH-11A Super Lynx N-4009 F44_04.03.10_PII 102 P-95 Bandeirulha

A parada naval iniciou-se na praia da Barra, percorrendo as praias da zona sul do Rio, vindo a fundear nas proximidades da Escola Naval.

F44_04.03.10_PII 241 Alte Gastão Motta (G-23) Timbira (S-32)

Parada Naval Liberal (F-43) salvas de canhão Defensora (F-41)

F44_04.03.10_PII 096

FOTOS: Guilherme Wiltgen/Poder Naval

SAIBA MAIS:

42 COMMENTS

  1. AE Álvaro Pinto, Bravo Zulu! Que melhor despedida do que um exercício em que um sub nosso mandou um Classe Nimitz 2 vezes ao fundo?

    Bravo Zulu Tango-Bravo para a tripulação do Tikuna! Parabéns marujada!

  2. Muíto boa as fotos, gostei especialmente da foto do P95 Bandeirulha fazendo uma passagem rasante. Deve ser muito legar asssitir a uma parada dessas, Mas pra quem mora no interior de São Paulo como eu, por hora só mesmo nestas fotos …

  3. Deviam guardar dinheiro pro 7 de setembro……aff a MB me envergonha.

    Dai chega 7 de setembro e mostra aquela coisinha….

    …ironias a parte, as fotos ficaram muito boas

  4. Exato Farragut, de uma coisa que era na vida ou na morte, hoje é por qualquer coisa (Não o caso do CEMA) mas ja vimos por motivos diria pouco jstificaveis e tbm quero ver fazer em um local que o povo realmente daria audiencia para um evento assim … (tipo aqui, risos…)

    Abs
    MO

    Wiltgen, parabens meu, exatamente o que esperavamos !!!! (vc sabe a que me refiro), quero ver as “outras” internas eim ….

  5. Legal a situação o 2T (a cara dele) no meio dos ADM´s

    Tipo o presente (ele) o Passado (deles) e o Futuro (dele)

    Tomara um dia ele seja um tbm !!!!!!!!!!!!!!!!!

    Abs
    MO

  6. MO

    Tomara um dia ele seja um tbm !!!!!!!!!!!!!!!!!

    Bem quanto ao 2T, gordo ele já está. Já é meio caminho andado.

    Brincadeirinha

  7. Não esquenta Alexandre, ele não é submarinista ! 🙂

    Mas repetindo, fica aqui minha torcida para que ele chegue lá !!!!

    Abs
    MO

  8. Eu também MO. Que ele chegue onde sua vontade quiser. Oportunidade para fazer um excelente carreira não faltará.
    Abraços e boa sorte ao nosso 2T.

  9. Alio-me ao Farragut e MO qto ao transbordar de paradas navais na MB…

    Belas fotos, não, belíssimas fotos, belas imagens, mas lamentavelmente, queria um pouco mais de belonaves, um pouco mais de verniz marcial de uma frota de batalha.

    Gostaria de confrontar veementemente, comigo mesmo, a idéia de que a MB não é apenas, hoje, uma marinha de formatura, com exceções episódicas, e só.

  10. Pessoal, pensem da seguinte maneira: se não houvesse a parada naval, não teríamos essas belas fotos.

    Nossa Marinha é pequena, quase não sai para fazer exercícios, gasta até pouco em treinamento.

    Não vejo problema em se fazer paradas navais, desde que essas sejam devidamente documentadas por nossas câmeras…rs

    Agora, a ideia de se fazer paradas navais em outros locais, como Santos, é muito boa.

  11. Quantas manobras uma fragata está fazendo em média por ano? Quantos dias de mar em média? A Constituição por exemplo está em todas. Não acredito que estejam treinando tão pouco assim. Alguém teria dados mais concretos? Abraços a todos.

  12. Verdade a classe Niterói são muito bonitas … não querendo puxar sardinha pro nosso lado mas em comparação de beleza ela ganha e muito das Meko 360 argentinas. E só pelo fato de estarem navegando isso me alegra muito pros padrões da AS.
    Abraços

  13. Em comparação com a década de 1980 e 1990, a Marinha opera bem pouco hoje.

    Quem se lembra das Tropicalex, Temperex, Dragão etc?

  14. Mas Galante, hoje a MB opera Joint Warrior na Europa com a OTAN, faz Panamax, Faz Deployment com sub e Escolta nos EUA, Vai até a China, vai ao Haiti, faz operações com a marinha Chilena, opera na Africa do Sul, enfim, não está operando tão pouco assim não.
    Mas a bem da verdade, ainda é muito pouco para uma marinha de um país do tamanho do Brasil.

    Nossos navios deviam estar operando em exercícios em diversos países, para termos o aprendizado de como os outros operam e trazer com isso, conhecimento para os nossos oficiais e marinheiros.

    Dizem que falta grana, logo, não poderemos sonhar em ter nossos navios com frequência em portos estrangeiros, operando com outras marinhas. Uma pena.

    Quem sabe em breve?

  15. Num tá bom não?

    A Fragata “Independência” suspendeu do Rio de Janeiro, no dia 11 de março pela manhã, rumo ao Reino Unido, para integrar-se a um Grupo-Tarefa multi-nacional e participar da Operação “Joint Warrior”. A operação tem por objetivo integrar e prepar as Unidades e Comandos para a participação em uma Força-Tarefa Multinacional Conjunta.
    A Operação “Joint Warrior 10-1” terá a participação de meios dos seguintes países, além do Brasil e Reino Unido: Estados Unidos; Alemanha; França; Holanda; Itália; Bélgica; Polônia; e Nova Zelândia.

    Leia mais em:
    http://www.alide.com.br/joomla/index.php/component/content/article/36-noticias/1183–fragata-independencia-na-operacao-joint-warrior

  16. ola galante, essas comissões ainda existem, so que mudaram de nome

    tropicalex – não houve em 2009 por causa do da operação SAR do AF447
    temperex – ja foi pampa em 2006, charrua em 2007 e ano passado foi laçador
    e a dração virou leão, depois albacora, atlantico e por ai vai

    sds

  17. Galante

    É bem verdade que com os equipamentos e hoje é possível efetuar missões que antes precisavam de mais navios. Acho que a tecnoligia e as novas táticas ajudam na redução dos meios. Em 70 e 80 acredito que era necessário muito mais navios em uma manobra.

  18. Xará, o que acontece hoje é uma redução de meios nas missões por falta de verbas. Na minha época não se pensava em embarcar helicóptero Esquilo numa fragata, no lugar do Super Lynx. Hoje é coisa quase que rotineira. Um absurdo.

  19. Obrigado a todo pelos elogios as fotos!

    Pena que no Rio o tempo não permaneceu como estava em alto mar ( as primeiras fotos), céu claro e mar azul, mesmo assim fiz ainda muitas fotos dos meios participantes e é claro, como um bom carioca, das praias da zona sul, Forte de Copacabana e da entrada da boca da barra e etc…..

    Alexandre, não posso te falar quanto as outras classe Niterói, mas a FINDEP ao final desta comissão havia acumulado 17 dias de mar em 2010 e serão mais 75 (previsão) com a Joint Warrior 01.

    Abraços a todos!

  20. Pessoal, o meu monitor agradece pelas belas imagens! Jamais tinha visto fotos tão belas da nossa esquadra. Parabéns!

  21. Só tá faltando as FREMM e os Scorpene e claro, o NAe São Paulo.

    A proposito, belas fotos! A Liberal vai de wallpaper.

  22. Wiltgen

    Obrigado pelas imagens e informação. Somando os 17 mais 75 serão 92 dias de mar. Não acho tão ruim assim. Parabéns pelas fotos e obrigado pela minha nova imagem de fundo. A classe Niterói ficou ótima no meu monitor.

  23. Minha memória pode pregar umas peças, mas ACHO que, no final dos anos 80, as classe Niterói eram colocadas para “andar” mais do que o dobro do previsto pelos ingleses como ciclo operativo da classe. Tudo bem que os ingleses estivessem empurrando seus pacotes de manutenção, mas mais do que o dobro parecia muito e os mais modernos que ousavam perguntar quais as consequências disto em 10/20 anos eram vistos como desinteressados porque não gostavam de dias de mar.
    Como não acompanhei a ModFrag, torço para que este PROVÁVEL gargalo logístico tenha sido estudado e solucionado.

  24. Farragut, o ModFrag como você sabe só corrigiu as deficiências do sistema de armas e sensores. Infelizmente, na parte de máquinas, as Niterói não devem estar tão bem.

    Para durarem até as novas escoltas chegarem, deverão passar por um refit também nas turbinas, nos motores diesel e nos eixos.

    Na verdade, as Niterói já deveriam ter começado a dar baixa. São ótimo navios, muitos bonitas, mas já deram o que tinham que dar.

  25. Galante

    Li um estudo em que fala que as Niterói ficarão mais tempo na ativa que as Tipo 22. A “Doze Volts” já deu baixa o que é uma pena. Se nada mudou acho estranho, mas era um estudo sério de um oficial engenheiro na Revista Marítima. Abraços

  26. Xará, até acredito que isso seja possível, afinal as Vosper Mk.10 já provaram que tem um excelente casco. Se derem um bom jeito nas máquinas, elas podem durar mais que as Type 22 mesmo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here