Home Sistemas de Armas Quem não tem ‘Burke’, caça com ‘Barroso’

Quem não tem ‘Burke’, caça com ‘Barroso’

388
13

Barroso V34 - 1

vinheta-destaqueNeste post, fotos inéditas da corveta Barroso (V34), a mais nova escolta da Marinha do Brasil, feitas por nosso editor Guilherme Wiltgen. Inúmeros detalhes podem ser observados e discutidos pelos leitores mais interessados.

Para quem não conhece, a Barroso é uma evolução das corvetas da classe “Inhaúma”, das quais a Marinha planejava inicialmente construir 16 unidades, mas acabou construindo apenas 4 navios.

A CV Barroso demorou cerca de 14 anos para ficar pronta, por causa da falta de recursos para terminá-la. O navio custou cerca de 260 milhões de dólares.

Para a missão que foi projetada, escolta aproximada e afastada do litoral, com capacidade antinavio, antissubmarino e antiaérea (de ponto), o navio é adequado, mas o Brasil precisava construir pelo menos mais três unidades do tipo, para criar alguma escala de produção para os sistemas nacionalizados.

Mas a demora na prontificação e a evolução tecnológica no período, provavelmente deixarão a classe com apenas um navio. O que é uma pena.

A Barroso divide opiniões, muitos acham o navio válido (opinião deste editor), outros pensam que não vale muito a pena investir em escoltas com esta tonelagem, alegando que são navios muito leves e não têm “endurance”. De fato, as “Inhaúma” são navios que jogam muito e a mudança no desenho da proa da Barroso foi justamente para evitar o problema de embarque de água na proa. Acreditamos que a estabilidade na Barroso tenha sido melhorada.

Barroso V34 - 2

Barroso V34 - 3

Barroso V34 - 4

Barroso V34 - 5

Barroso V34 - 6

Barroso V34 - 7

Barroso V34 - 8

Barroso V34 - 9

FOTOS: Guilherme Wiltgen

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Padilha
Luiz Padilha
9 anos atrás

Lindas fotos!
BZ Guilherme.

Depois que ela voltar da Africa, poderemos fazer algo bem bacana nela.

Rodrigo Rauta
Rodrigo Rauta
9 anos atrás

Belo Navio! Tb acho a Barrosouma boa opção para completar as escoltas maiores, somente com uma melhoria no armamento AA. Tem um bom deslocamento para um navio do seu porte (corveta) e parece que se comporta bem melhor que as irmãs mais velhas em relação as capacidades marinheiras. Uma pena ter demorado tanto a ficar pronta. Mas vamos ver, em relação a reequipação da MB, eu espero tudo e a opção por mais Barrosos pode vir ser pensada, caso a aquisição de novas unidades não seja em numero suficinete pra substituir os navios hj em serviço. Abraços

Rodrigo Rauta
Rodrigo Rauta
9 anos atrás

Outra coisa, os lançadores de MM-40 mudaram? Os que estão instalados na barrosos são diferentes dos que equipam as “Niteroi”. Ou seria outro missel anti-navio?

Abraços

Marcos
Marcos
9 anos atrás

Belíssimas fotos!! Penso que o Governo deveria apoiar a construção de mais unidades, para não perdermos a experiência e a evolução que ganhamos com o projeto, mesmo que os preços sejam mais altos que soluções importadas. Não se pode ter uma defesa nacional decente a “toque de caixa”… Abraços a todos…

Marcos
Marcos
9 anos atrás

… outra coisa… alguém sabe se a Barroso já está totalmente equipada? Quais armamentos antisubmarino e antiaéreo ela carrega?

Luiz Padilha
Luiz Padilha
9 anos atrás

“Outra coisa, os lançadores de MM-40 mudaram? Os que estão instalados na barrosos são diferentes dos que equipam as “Niteroi”.

Exocet Block 2

MV
MV
9 anos atrás

O problema de jogo e proa baixa das classe inhauma deu-se, emtre outros, pela alteração do projeto com a inclusão do canhão.

Não se enganem, a Barroso apresenta muitos defeitos e remendos no projeto. É claro que a construção de mais unidades seria desejavel,
Nem a MB acredita que teremos mais BARROSO – com isso o navio fica sendo único, resultando em problemas diversos, quanto a ermprego, manutenção e logisticos.

Rodrigo Rauta
Rodrigo Rauta
9 anos atrás

Mas as “Niteroi ja não eram equipadas com o Block 2? Se não, há previsão de instalação?

Abraços.

Luiz Padilha
Luiz Padilha
9 anos atrás

Esses lançadores podem lançar o Block-3 também, mas precisam estar integrados. Não é o caso aqui.

Wiltgen
9 anos atrás

AFI Padilha!

Abraços,

hammer
hammer
9 anos atrás

Durante a viagem dela à África faremos algo legal com ela! 😉

Galante, Poggio, Amigos,

Estarei neste dia 18 embarcando para Walvis Bay para embarcar nas Barroso no trecho entre a Namíbia, Angola, Guiné Equatorial e São Tomé e Principe. Quem tiver perguntas sobre o navio e sobre a missão, basta me mandar por e-mail que eu incluo na reportagem!

[]s Felipe Salles (fsalles@alide.com.br)

Mais algumas fotos da Barroso em sua partida neste sábado passado.

http://www.alide.com.br/joomla/index.php/component/content/article/75-extra/1378-cv-barroso-parte-para-a-africa

MO
MO
9 anos atrás

Felipe, se não se importar poderia tirar umas fotos de Malabo na Guine Equatoriençe e de São Tomé, em Saint Thome and Prince, tenho grande curiosidade por estes locais l 8-P

Os Guinelico Equatorienses e os So acredito Vendo reais são Afriquenses cabulosos

Abs, boa vgm/comissão
MO

hammer
hammer
9 anos atrás

Deixe comigo!

Ainda estou aguardando as perguntas cabeludas deste tão egrégio grupo! 😉

[]s Felipe