Presidente deverá comparecer à cerimônia de início das obras

Fontes empresariais revelam à coluna que o presidente Lula deverá desembarcar até o fim de mês ou início de julho em Itaguaí (RJ). Lá, comandará a cerimônia de início das obras de cinco submarinos. Algumas peças já começaram a ser feitas pelo grupo DCNS, em Cherbourg, na França, e nas próximas semanas um ato marcará o evento no Brasil. Até agora, o Brasil tinha optado, com ótimos resultados, por submarinos alemães, mas Lula deu início a nova era, mediante a colaboração com os franceses, que poderá ainda ser fermentada com a compra de 36 aviões Rafale, da Dassault. O custo dos submarinos Scorpène – incluindo estaleiro e base naval – é de R$ 19 bilhões, e o dos aviões é estimado em R$ 8 bilhões. Na licitação dos aviões participam ainda a Suécia – com o Gripen NG – e Estados Unidos – com o F-18, da gigante Boeing, embora o presidente Lula já tenha declarado sua preferência pelos gauleses.

Foi constituída a empresa Itaguaí Construções Navais (ICN), que tem seu capital igualmente dividido entre a francesa DCNS e a brasileira Odebrecht, sendo que o governo brasileiro, através da Marinha, possui uma golden share, ou seja, tem o direito de vetar questões básicas referentes à atuação da ICN. Caberá à ICN construir tanto a base da Marinha como o estaleiro e os submarinos. De acordo com as fontes desta coluna, a estatal Nuclep participará intensamente da iniciativa. A Nuclep tem equipamentos sofisticados e apresenta elevada ociosidade, que será reduzida com os trabalhos de suporte à construção dos submarinos.

Essas unidades serão quatro convencionais e um capacitado a receber motor nuclear – que terá de ser desenvolvido pela Marinha, em Aramar (SP), pois a França não pode ceder essa tecnologia ao Brasil. A Nuclep, além das máquinas que possui, terá de importar equipamentos, para atender a essa demanda especial. Foi criada uma área chamada de “extensão do estaleiro”, cedida pela Nuclep, diante do gigantismo das obras. Como haverá um componente nuclear no quinto submarino, a área teve de ser aprovada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen). A Cnen não autoriza produção de itens ligados a submarino nuclear em local aterrado, o que obrigou a Marinha a usar maior área já existente, nas proximidades da Nuclep.

Há problemas menores, como o atraso brasileiro no pagamento do sinal aos franceses, mas, em termos gerais, o projeto dos submarinos está se tornando realidade, para alegria da Marinha, que poderá modernizar sua frota. Quanto a Lula, como bom metalúrgico, está mantendo forte ligação com estaleiros e portos. Fez uma grande festa no lançamento ao mar do primeiro navio da Transpetro, em Pernambuco, e repetirá a dose, nesta quinta-feira, no estaleiro Mauá, em Niterói, para ver o petroleiro Celso Furtado ter contato com a água.

FONTE: S. Barreto Motta, colunista do Monitor Mercantil

VEJA TAMBÉM:

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

17 Responses to “Itaguaí: início das obras deverá ocorrer no final do mês” Subscribe

  1. Edu Nicácio 23 de junho de 2010 at 13:39 #

    Depois de três décadas de atrasos e governantes com “ódio” das forças armadas, finalmente rumamos ao nosso Submarino Nuclear… Parabéns, MB…

    BRASIL POTÊNCIA!

  2. Pedro Mota 23 de junho de 2010 at 15:11 #

    Infelizmente vou mudar um pouco o assunto dessa postagem. Gostaria que vocÊs aqui do blog ajudassem as vítimas das chuvas,inundações, daqui de ALAGOAS. Estamos precisando urgente de mantimentos como comida,água potável,dinheiro,re´médios,cobertores e colchões. PRECISAMOS DE SUA AJUDA DE TODOS. Já que a mídia não está fazendo seu trabalho corretamente,venho aqui peo cyberativismo,pedir ajuda de vocês e também um pouco de seu ativismo. Sou de Maceió/AL e acompanho de perto(familiar por sinal), o drama destas famílias.

    ps: Já mandei e-mails para algúns colaboradores daqui(estou no aguardo de resposta) e espero que voês também possam colocaborar.

    ABRAÇOS.

  3. Vader 23 de junho de 2010 at 16:08 #

    Ééééé, “problemas menores”, coisa pouca, bem básica: só atrasou a primeira parcela só, hehehe…

    É que nem quando você vende um carro prum camarada em parcelas mensais, e no primeiro mês o cidadão já atrasa o pagamento… Eu como vendedor ficaria “breaco” bagaraleos, rsrsrs… :)

    Pensando bem a Odebrecht tem mais é que tomar calote mesmo: já sugou demais do erário da gorda nesses últimos 8 anos…

    Sds.

  4. marlige 23 de junho de 2010 at 17:26 #

    começar a obra é facil…. quero ver quando termina e a q custo !!!!!!

  5. molleri 23 de junho de 2010 at 20:08 #

    O presimente vai inaugurar a “obra” assim como inaugurou um terreno baldio hoje no Pará, segundo o Estadão.

  6. Wilhelm Canaris 23 de junho de 2010 at 21:03 #

    O financiamento é externo.
    Imaginem se não tivessemos um presimente como diz alguns? Não teriamos estaleiro e nem sub nuclear.
    Tem cada um!!

  7. Nick 23 de junho de 2010 at 21:43 #

    Sinceramente, espero que esse projeto siga em frente sem muitos atrasos.

    6 Subs convencionais + 6 SubNucs no Atlântico está de bom tamanho.

    desculpem o off: Dizem que Lula estará presente e fará o anúncio da Jaca. agora que tipo de anúncio????

    []‘s

  8. André Castro 24 de junho de 2010 at 2:01 #

    Sempre se comenta nos blogs (Naval,Aero,Forte) ,sobre falta de baterias de mísseis anti aereos no Brasil. Agora eu levanto uma questão uma base desse porte deveria ter este tipo de proteção , ou tem outros meios ?

  9. Antonio M 24 de junho de 2010 at 8:57 #

    Importantíssimo esse momento mas, como já falaram, “comprar é fácil, quero ver manter” . E quero ver o Brasil potência sim mas, na educação, saúde, infraestrutura o que parece estar bem longe ainda…..

  10. Curvo 24 de junho de 2010 at 12:34 #

    Só gostaria de saber :

    A) Afinal a 1ª parcela foi paga ou ainda não, sê não foi como será que os franceses enxergam tal coisa ????

    B) A que horas o Nosso Mullah LuLLa Lá estará lá ??? Quero acompanhar para ver o que eLLe vai falar !!! Me dá até arrepios de mêdo … uuuuuuuhhhhh

  11. Valdo 24 de junho de 2010 at 15:50 #

    Pena que as ideologias políticas ou os pré-conceitos tomem uma dimensão maior que o fato… O importante é o fato em sí… o lançamento, o início das obras… Claro que o melhor seria a inauguração da base ou do estaleiro, ou o lançamento do primeiro dos subs…. mas já é algo… depois de iniciado, pode demorar, mas sai…
    Para aqueles que são entusiastas do militarismo, ou mesmo militares, as mudanças (mesmo que lentas) são importantes, e bem ou mal, estão ocorrendo…
    Repito, a forma como acontece, pode não ser a que queremos, mas é melhor do que não acontecer…
    Por mim, o Lula ir em lançamento de qualquer coisa, acho que é válido (olha que quando ele se elegeu achei que estávamos perdidos), pois ví a mudança com os próprios olhos….
    Durante quase 30 anos, ví a minha cidade (Rio Grande/RS) parecer uma cidade fantasma da década de 40, e hoje a realidade é outra… e logo logo espero ver a velha Imperial Marinheiro ter o descanso que merece….
    Portanto meus amigos, ideologias a parte, “BRASIL ACIMA DE TUDO”

  12. Mikhail Aleksandrovitch Bakunin 24 de junho de 2010 at 16:19 #

    Propaganda do Lulla, Valdo? Outra coisa, é aí que vão construir OS porta-aviÕES de 50 toneladas?

  13. Valdo 24 de junho de 2010 at 17:22 #

    Não meu amigo Alfabeto (tomo a liberdade de te chamar assim sem querer ser ofensivo ou jocoso… teu nome é grande hein Mikhail)… não é propraganda… é apenas o que penso…
    Como disse, ideologias a parte, apenas vejo as mudanças, e o que elas agregam de valor na minha vida…
    Não creio que verei Nae de 50 t nacional… não nessa vida… mas vai sair uns navio bem grande dalí… o estaleiro é grande… e o dique seco tem capacidade de operar dois petroleiros ao mesmo tempo… hoje foi anunciado um novo empreendimento para o polo naval (e isso é dedo do governo do estado -PSDB)…
    Então, seja de esquerdas ou direitas, Dilmas ou Serras, o importante é que a mudança continue acontecendo… isso é o que me importa… desenvolvimento, trabalho, oportunidades….
    Abraços

  14. Tito 24 de junho de 2010 at 17:32 #

    Valdo disse:
    24 de junho de 2010 às 17:22

    Os petroleiros tambem tem assim… +ou- 50 Toneladas? :)

  15. Valdo 24 de junho de 2010 at 17:40 #

    Não Tito… não sei qual é a tonelagem de um petroleiro… apenas fiz uma alusão ao tamanho do empreendimento criado aquí… na verdade são plataformas com o tamanho de petroleiros… sabe esse padrão que a petrobras usa…
    Mas como disse é o fato de estarmos fazendo… aquí nesta terra que estava esquecida….
    Abraços

  16. Tito 24 de junho de 2010 at 18:17 #

    Valdo disse:
    24 de junho de 2010 às 17:40

    É só uma brincadeira Valdo, começou com o Porta Aviões de 50 toneladas ao invés de 50.000 toneladas que seria o correto.

    Abs

  17. J. Claro 18 de julho de 2010 at 19:40 #

    Será que a MB já tem definido os meios de defesa antiaérea pra essas instalações?

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Reino Unido vai pagar pelos porta-aviões da classe ‘Queen Elizabeth’ o mesmo que o Brasil gastou na Copa do Mundo de 2014

O novo navio-aeródromo britânico HMS Queen Elizabeth batizado hoje e seu irmão HMS Prince of Wales terão um custo combinado estimado […]

Porta-aviões HMS ‘Queen Elizabeth’, maior navio construído no Reino Unido, foi batizado hoje pela Rainha

Quatro de julho de 2014 entrou para história da Royal Navy, com Sua Majestade a Rainha Elizabeth oficialmente batizando o […]

SIPAAerM realiza VSA no NAe São Paulo

O Serviço de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos da Marinha (SIPAAerM) realizou uma Vistoria de Segurança de Aviação (VSA) […]

Marinha dos EUA promove 1ª mulher a oficial-general 4 estrelas em 238 anos

A Marinha dos Estados Unidos promoveu nessa terça-feira uma mulher para a patente de oficial-general quatro estrelas pela primeira vez […]

Militares russos aprendem a comandar porta-helicópteros francês

França construirá quatro embarcações do tipo para a Rússia A Agência de Notícias France Presse informou na segunda-feira, 30, que […]

AgustaWestland vai modernizar 8 helicópteros Super Lynx da Marinha do Brasil por 160 milhões de dólares

  Finmeccanica – AgustaWestland tem o prazer de anunciar que a Aviação Naval da Marinha do Brasil assinou um contrato […]