Home Marinha do Brasil Porta-aviões ‘São Paulo’ volta ao mar

Porta-aviões ‘São Paulo’ volta ao mar

635
102

NAe São Paulo (A12) 2007 - by www.naval.com.br

O navio-aeródromo São Paulo (A12) suspendeu hoje do AMRJ para testes de mar. O Poder Naval fez um plantão no Leme esperando a saída do navio para fotografá-lo até as 15h, mas ele ainda permanecia no interior da Baía.

O navio-aeródromo (NAe) São Paulo (ex-PA Foch) operou na Marinha do Brasil, ininterruptamente, de 2001 até 2005, quando ocorreu o rompimento em uma rede de vapor principal, o que determinou a sua parada para a realização de reparos.

Em função da extensão dos serviços a serem realizados e o tempo necessário à sua consecução, bem como da programação de futuros períodos de manutenção do navio, diversos outros serviços foram oportunamente antecipados, em face da necessidade de sua imobilização. Dessa forma, compatibilizou-se a manutenção corretiva com a preventiva, decorrente do número de horas de funcionamento de determinados equipamentos e sistemas.

Em outubro de 2007, alguns serviços foram concluídos e o navio iniciou suas provas de mar, quando foi constatada uma avaria no eixo propulsor de boreste, cujo reparo culminou na sua substituição. O período de tempo necessário ao serviço do eixo, cerca de um ano, permitiu a execução de outros serviços de manutenção e a modernização de alguns sistemas componentes da planta propulsora e catapultas. De um modo simplificado, podemos resumir as obras, em cinco grupos, assim discriminados:

I – Praças de Máquinas – revisão das turbinas de propulsão do eixo de bombordo; reparos de turbo-geradores, que são as principais fontes de energia elétrica; e reparo da maioria das bombas principais do Navio.

II – Praças de Caldeiras – duas caldeiras foram retubuladas completamente. Para se ter uma idéia, são cerca de 1.500 tubos por caldeira. Uma delas ficou pronta no fim de abril e a outra em julho de 2009.

III – Catapulta lateral – a catapulta lateral está sofrendo uma revisão geral com a troca de inúmeras peças do seu aparelho de força, aquele que impulsiona a aeronave; reforço em sua estrutura; e verificação de todo circuito vapor. A previsão de término do reparo é para 15 de julho de 2010.

IV – Condensadores principais – estão sendo realizados serviços de reparo no
engaxetamento (vedação) dos 19.700 tubos, pertencentes aos dois condensadores principais do Navio. A previsão de término é para julho de 2010.

V – Outras obras – foram modernizadas as quatro unidades de resfriamento principais, para melhorar o sistema de condicionamento de ar do navio. Foram, também, substituídos três motores de combustão, responsáveis por parte da geração de energia, bem como foram instalados grupos de osmose reversa, responsáveis pela produção de água doce.

SAIBA MAIS:

102 COMMENTS

  1. Fico muito feliz em saber que a nossa marinha pode colocar de volta aos mares uma das mais importantes armas no que diz respeito a dissuação , vou torcer para voltar a ver o nosso opalão em diversas missões e treinamentos com forças amigas, temos de usar o nosso porta-aviões pra atrair as crianças a servirem a marinha , o Brasil merece.

    Parabéns Marinha do Brasil !!!!

  2. Esqueceram de limpar o carburador nessa revisão?Há deve estar rolando um churrasco no convés para comemorar!O IBAMA vai embargar essa NAE,ela polui muito o ar do Rio de Janeiro!

  3. Olooko! Alguém poderia me esclarecer se essa fumaça eh constante toda vez que o navio for ao mar ou eh apenas pq ligaram os motores agora novamente? ou como eh isso ? pq com essa sombra preta nos céus não adianta sistema de defesa nenhum… todo mundo acha ele rapidinho….

  4. SABRE disse:
    28 de julho de 2010 às 18:52

    Teve momentos que liberava mais fumaça …

    Repetindo meu outro post:

    Nesse exato momento o São Paulo está parado no centro da Baía da Guanabara formando uma nuvem negra no céu do Rio de Janeiro …

    Parece que todas as cotas de CO2 preservadas nos últimos 5 anos estão sendo gastas em um dia. rssssssss.

    Parece um urso gigante com bafo depois de 5 anos de hibernação.

    Ao vivo é muito bonito !!! E como impõe respeito !

  5. Movido a Diesel? Ou algum outro carburante pesado? É impulsionado por motores diesel, ou as caldeiras que geram o vapor queimam óleo pesado? Algum marinheiro com conhecimento de causa poderia informar…

    Forte Abraço,

  6. Estamos todos aqui no PODER NAVAL, torcendo para que dê tudo certo com as inspeções deste grande navio e que devido aos esforços de todo o corpo tecnico da Marinha do Brasil, volte a ser operacional como a marinha espera…

    Bravo Zulu para todos os que tiveram fé e suaram as suas camisas para que este dia chegasse.!!!

  7. Vai ver que se enganaram na modernzação: tiraram os motores diesel e puseram caldeiras… virou um dreadnought movido a pneu velho!!! ahahahahahahahah!

    É brincadeira maldosa… mas a notícia é importante e oxala o SP volte a operar e mais do que isso, sejam dados à ele e a suas aeronaves, missões relevantes… tenho certeza que se a máquina não está 100%, o pessoal de bordo está muito mais disposto que isso!

  8. boa noite a todos,

    acho maravilhoso ver nosso Nae no mar novamente, pode nao ser moderno como outros por ai, mas por si só ja é uma arma dissuasão poderosa ( principalmente no sub-continete).

    alguem poderia me dizer como estao nossos A4?? quantos temos deles operantes alias?? ja foram modernizados? ( se foi meio off topic desculpem me, mas quero muito saber quando o Sao Paulo estará totalmente na ativa!!)

    Abraços a todos!!! e parabens pela materia galante!!!

  9. as nossas refinarias foram bombardeadas??????????????

    Pois, ao que parece, o São Paulo está queimando petróleo crú, sem refino algum.

    Até parece o Yamato em Abril de 1945.

  10. He he he deve estar queimando a ferrugem depois de tanto tempo parado,mas nada como um oleo de mamona para ficar novinho em folha,bom podemos colocar um filtro ecologico he he he he…….,que alegria ter o opalao de volta, aleluia irmao …aleluia abracos a todos.

  11. falando sério,

    Finalmente o dia de ver o São Paulo novamente funcionando apareceu.

    Tomara que os testes aconteçam sem imprevistos.

    Nossos pilotos navais merecem.

    abraços.

  12. Boa noticia. mas com essa fumaceira pode ser avistado até da africa.

    vai ver o governo quer vende-lo para alguma potencia africana.

    de qq modo, bem vindo aos mares, novamente.

  13. MHenrique,

    caldeiras, propulsão a , queimando oleo mazout, oleo denso, betuminoso, que precisa ser aquecido para atingir a temperatura ideal para queima

  14. O negócio é o seguinte, não estou gostando da gozação aí pra cima….!!!

    Vocês não ouviram o ditado: Onde Tem Fumaça Tem Fogo…….!!!

    Espera-se o que de um Navio Aeródromo de Guerra…???!!!

    Falando sério agora.

    Tomara que tenham conseguido resolver todos os defeitos para que ele nos proporcione a Diplomacia Dissuasiva que necessitamos.

    Parabéns as Empresas que fizeram parte da ampla reforma pela qual passou o NAe São Paulo.

  15. Lusitanium disse:
    28 de julho de 2010 às 20:08

    Foi o melhor comentário que lí nessa matéria, o resto é resto.

    Boa !!! colocaremos sim uns 20 Rafales lá.

  16. Ol pessoal, mais uma vez, tem gente que deveria ficar calado e guardar para si o seu pensamento negativo, pois meter o pau na Marinha falando mau do nosso São Paulo é facil e demonstra o total desconhecimento do funcionamento de um navio, pois fumaça negra saindo da chaminé é normal para navios que ficam parados por um tempo longo é só uma questão de regulagem nas caldeiras,coisa que acontece em qualquer Marinha.Abraços do MENDES.

  17. Não dava para a MB comprar pelo menos um(uns) Classe Forrestal ou Classe Kitty Hawk? Essa churrasqueira flutuante com aqueles teco tecos são de doer! Parecem urubús voando acima da carniça…

    Vejam as crianças no Google Earth à toa no quintal de casa:
    47°33’10” N 122°39’21” O

  18. A Marinha não aprendeu adquirir seus meios e, gasta aos montes de dolares com os restos de navios que os paises de primeiro mundo não querem mais. Até quando “os lords da marinha” irão continuar a comprar sucatas e pinta-las, ate quando? e tem um monte de gente que não sabe da realidade do navio e fica iludido, “pobres coitados que servem nessa bomba flutuante”.

  19. Luis…

    não sei se vc escreveu a sério sobre comprar classe Forrestal etc…
    mas pode servir para alguém mais…

    Com exceção do Kitty Hawk que está sendo mantido em estado de conservação “B” que significa que ele pode ser reativado em caso de emergencia e mesmo assim talvez em carater limitado, os demais não passam de cascos mortos aguardando desmantelamento, utilização como alvos, recifes artificiais e talvez…museu.

    abs

  20. PQP Povo nunca ta contente com nada

    É mais facil criticar nê ?

    Da até desanimo ler os coments…

    Parabéns a MB por terminar a reforma do Opalão…

    Agora é aguardar os Trackers, os Tracers, os Helos e os A-4 para poder dar continuidade no desenvolvimento de doutrina do grupo aéreo

    Para desespero dos descrestes e críticos de plantão…

  21. Eliminando os Forrestal, sobram 3 CV da Classe Kitty Hawk:

    *Kitty Hawk (CV-63) – 31 Jan 2009 – Decommissioned
    *Constellation (CV-64) – 7 August 2003 – Stricken, to be disposed of
    *John F. Kennedy (CV-67) – 1 August 2007 – Inactive, out of commission, to be disposed of
    http://en.wikipedia.org/wiki/Kitty_Hawk_class_aircraft_carrier

    Os 3 foram desativados recentemente, o que faz com que possam operar com aeronaves muito mais pesadas do que no A-12 e em maiores quantidades. Talvez precisem de reformas. Talves os EUA não nos vendessem. E de quem poderíamos comprar um PA convencional ou nuclear, novo ou usado em bom estado?

  22. Luis disse:
    28 de julho de 2010 às 22:42

    O valor pago no “São Paulo” foi um pouco maior que o de UM Super-Tucano …

    O custo-benefício ao meu ver foi inquestionável …

    Acho que na atual situação, o A-12 está de bom tamanho e pode cumprir seu papel por mais alguns anos sem problemas …

  23. Parabéns a Marinha do Brasil por mais este desafio superado, pode não ser novo mais deve ter dado muita experiencia para os engenheiros brasileiros .

  24. Fico aqui pensando, o que deve dar mais medo é de um ataque de submarinos, Um torpedo no meio deste navio devi ser uma cena horrível de se ver.
    Já li a muito a respeito da defesa antiaérea do São Paulo que e ruim etc, mais qual é a defesa antisubimarina do nosso porta aviões?

  25. Finalmente a notícia que venho esperando à anos! 😀

    Parabéns a todos os envolvidos na modernização do A-12 São Paulo!!!

    Tenham orgulho do que fizeram!

    Não esqueçam de mandar notícias e fotos para o editores do blog no futuro!!!

    Estamos torcendo que tudo dessa vez dê certo e que até o final do ano possamos vê-lo operacional, mesmo que seja como porta-helis enquanto aguardamos a modernização dos A-4!

    Se estivéssemos com ele no acidente da Air France e no terremoto do Haiti tudo teria sido muito diferente!!!

    Um abraço a todos!

  26. Agora falando sério esse NAE não tem valor militar, não passa de uma pista em alto mar!Não tem defesa anteaerea, antisub, só serve para formar doutrinha e manter até que a marinha compre algo que preste!Se divesse algum valor militar a França não teria vendido pelo valor de um ST+ um 38!Uma análise realista

  27. Se a marinha chegasse a conclusão que esse navio tem algum valor além do terinamento de pouso e decolagem, eles teriam tb ao longo desses anos modernizado e instalado sistemas de defesa decente nessa NAE,e outra se for depender de nossas escoltas para defende-lo, ai ferrou!

  28. “SABRE disse:
    29 de julho de 2010 às 1:36”

    Acredito que os franceses acreditavam em um contrato adicional para a modernização e manutenção do A-12 …

    Entretanto, ficaram a ver navios … Foi tudo feito aqui …

  29. 1. Para a realidade da América do Sul e creio até em relação ao hemisfério sul, o São Paulo é uma arma de guerra válida, mesmo dotado dos a4;
    2. A defesa submarina e aérea não é feita pelo próprio NAE, mas pelas suas escoltas, e por isso que elas tem o nome de escoltas, sabiam? Além das escoltas os caças embarcados e os demais grupos aéreos também provém a defesa assim como o ataque; Com os a4m e talvez alguns rafales teremos um ótimo grupamento aéreo.

  30. “Cor Tau disse:
    27 de julho de 2010 às 17:15

    Pragmatismo……Concisão….Ambição…Objetividade……Responsabilidade…….Isto é a Marinha do Brasil…..Não tem esculhambação…Não é bagunça……É a unica força que ainda consegue impor respeito ou resistir diante das dificuldades….Limitações ou Tentativas de sabotagem impostas………Só mesmo a Marinha para salvar este pais………Não fazem ideia do poder que essa força ainda guarda……..Caramuru……….”

    “Cor Tau disse:
    27 de julho de 2010 às 17:41

    Sucesso é a capacidade de enfrentar o fracasso sem perder o entusiasmo….No passado está a história do futuro……..Marinha Do Brasil……Mbãetata…….Veio a imagem da marcha ondulada da serpente…Yvy marã e’ỹ……Caramuru………. ”

    Como eu digo………..

    Não são mais a segunda maior em material….Mas ainda são em espirito……..

  31. JESUS CRISTO! AMÉM!
    Nossa Senhora, meu Deus, eu sei que é felicidade por uma coisa que vai contra a paz que nosso senhor nos manda seguir, mas é que é uma coisa bonita realmente, Nossa Senhora, não é pelo fato de ser instrumento de guerra(e paz, para nós) é pelo fato de isso significar que o Brasil tem jeito, que nem tudo fica parado =D=D=D=D=D=D
    Excelente Materia! Nota 100000000000000000000000
    Fiquem todos bem e com Deus
    Ótimo Blog, continuem assim.
    Fiquem bem, fiquem com Deus.
    É issaeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee Brasiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiil

  32. Hum esse povo nao sabe o que fala né acho que esse Porta-Avioes seria enviado em uma missao com toda proteçao possivel de submarinos Navios de guerra os caças e os helicopteros sem conta no sistema de defesa anti-missil é muito difcil afundar um navio desse!

  33. Viva nossa gloriosa marinha !

    É muito bom ver o opalão navegando outra vez em nossos mares
    Estou torcendo para que dessa vez tudo dê certo e em breve possamos ve-lo operacional .

    A Marinha do Brasil para mim é sinônimo de responsabilidade , competência, seriedade e patriotismo .

    E não se esqueçam o FX naval vem ai e a MB vai mostrar para FAB como é que se faz um trabalho sério.

  34. Realmente o que mais chama atenção no primeiro momento é a fumaça…
    Mas exceto os abutres de plantão estamos todos muitos felizes…
    Parabéns a MB, nã concordo com a operação de NAes, mas já que temos um (ou meio?) é bom vê-lo no mar….
    Com a palavra os especialistas, essa fumaça é “normal”?
    Continua assim ou com o tempo diminui?

  35. O que me chama mais a atenção é que o mesmo PA quando era Foch, fazia a mesma fumaça e operava com a OTAN e o diabo a quatro.

    Agora, ele se chama São Paulo, é brasileiro e não pode soltar fumaça.

    PQP!!! Cacete!!! Eita povo!

    Assim fica dificil!

  36. “O valor pago no “São Paulo” foi um pouco maior que o de UM Super-Tucano …”

    Exatos US$ 12 milhões pela aquisição, mais US$ 150 milhões gastos na modernização, para que ele possa operar até 2025, quando, pretende-se, entre em serviço o primeiro dos dois novos NAe’s pretendidos pela MB.

    Com um Nae nuclear custando a bagatela de US$ 4,5 bilhões, acho que saiu muito barato. Pode não ser o senhor dos mares, mas serve para doutrinar nossa força naval.

    Quando (lá pra metade da próxima década) entrar em operação nosso novo NAe, poderemos comentar mais.

    De resto, parabéns à MB, pela seriedade com que trata o assunto defesa, e pelo muito que faz com o parco orçamento disponível.

  37. Se não sai, metem o pau porque não sai e quando sai, metem o pau porque saiu,……..vai entender!

    Bravo Zulu A-12 e AMRJ, é muito bom ver nosso NAe preparado para navegar novamente!

  38. Opalão!

    Tremei ó hermanos…

    Daqui à pouco o tio “tchavez” se liga e compra um NAe chines ou russo com um monte de Su-27 no convoo… :-(…

  39. dificil entender a instalação dos Simbad “importados”do MGerais…
    os A-4 terão capacidade de lançar misseis BVR,pos reforma, tal como os F-5M da FAB? senão…
    melhor seria a transformação em um navio porta-helicopteros-função principal-prestaria mais serviços ao Brasil…
    mas,tudo bem, voltou a navegar, os a-4 estão sendo modernizados, os tracker estarão de volta….

  40. Parabéns à Marinha, finalmente!

    Padilha todas essas reformas citadas estão concluídas, inclusive a das catapultas???

    Falta ao Opalão um sistema de defesa de ponto como um SEARAM e lançadores ESSM, ae sim… 😀

    Sobre a fumaceira, não tem como por uns catalisadores???

    []’s

  41. Muito boa noticia!
    Parabens a todos que participaram desse processo de modernização!
    Pode ter certeza que os reais brasileiros, estão felizes com essa notícia!

    Mal vejo a hora dos primeiros toques e arremetidas dos A4 novamente!!

    BZ!

  42. Passei agora pelo Aterro do Flamengo e o bichão já estava lançando fumaça, vi tb uma lancha do IBAMA indo interditar o navio. Com esse nome e essa poluição seria melhor que ele ficasse fundeado no porto de Santos (SP), nada contra o navio mais tudo contra o nome e quem comprou. Agora sério, se temos condições de fazer uma reforma do porte que foi feito neste navio acho que temos total condições de fazer uma NAe tranquilamente, e de preferencia coloquem um nome decente, Minas Gerais e São Paulo pf fala sério….

  43. Jjose Henrique disse:
    28 de julho de 2010 às 22:13

    Amigo,

    o pessoal que está falando da fumaça está brincando, pois no fundo todos estamos “muito contentes” em ver o NAe São Paulo voltar a navegar e cumprir com sua função (Poder Dissuasório).

    Pode ter certeza que as “críticas maldosas” são de uma minoria.

  44. DEMOU … E MUITO !!!!!!

    Mas em nome de todos aqui (acredito), quero parabenizar ao Governo da República Federativa do Brasil (ESTOU FALANDO DO BRASIL COMO UM PAÍS, POIS SOU BRASILEIRO E AMO ESSA TERRA), as Forças Armadas e em especial a Marinha do Brasil pela tremenda empreitada, realizada com muito esforço (e tambêm em MEMÓRIA DAQUELES BRAVOS MARINHEIROS MORTOS NO CUMPRIMENTO DO DEVER) neste navio aerodromo ao longo de todos esses anos em reforma.
    Agora sim teremos as nossas 200 milhas nauticas guardadas e vigiadas de verdade; pois não adianta só ter aviões caças para patrulhar, sem um porta aviões “de verdade” para reabastecê-los nessas missões em alto mar !
    Agora se iniciará um periodo grande de ansiedade vê-lo aqui em Sampa (na verdade no porto de Santos), pois com certeza haverá uma fila gigantesca no dia que ele docar no cais.
    Vamos lá A12…AO MAR E AVANTE !

  45. Wilhelm disse:
    28 de julho de 2010 às 21:15

    “O maior alvo do hemisfério sul está de volta!” (2) 🙂

    Porta-Aviões são armas obsoletas, e esse é mais obsoleto ainda que os outros. E são armas de projeção de poder, que vão contra exatamente a única coisa que presta na END: a prioridade dos meios navais para negação do uso do mar ao inimigo.

    No mais, muito bonito (belo e inútil), parabéns à Marinha do Brasil, que aparentemente sabe reformar uma chalupa como ninguém. Ainda que a reforma custe mais de dez vezes a aquisição… 🙂

    Sds.

  46. Agora esperemos que com essas reformas ele possa ficar muito tempo no mar e revitalizado.

    Imaginem se ele estivesse ativa na epoca do terromoto no Haiti. Ele poderia ter sido enviado para la. Ou quem sabe enviado a Africa ou qualquer outra missao de paz! Apenas de navegar por ai ja impoe respeito. Mas espero que melhore as defesas. Tinha que ser suficiente pelo menos para se defender de pequenos países.

    o A13 poderia se chamar Espirito Santo em homenagem a este estado que tanto cresce e ao inicio da produçao do Pre-Sal. =]

    Abraços

  47. Wiltgen, se dependesse de mim, não saia do estaleiro!O país tem que comprar um novo! Essa reforma é igual tu reformares um fusca 1970, fica bonito parecendo novo, mas tenha certeza depois de um ano as broncas vão voltar! Espero estar errado,Ouço todo dia que a marinha vai gastar não sei quanto Bilhões nisso , não sei quantos bilhões naquilo, o Brasil vai gastar bilhões em copa em olimpiadas, acho por essa otica 1 bilhão e pouco de doletas por uma NAE convencional, bem barato!É equivalente um cara que ganha 10mil reais ter que comprar uma bicicleta!

  48. Sobre os PAs da classe Forrestal, na ocasião da compra do Foch/São Paulo chegou-se a cogitar a aquisição do Saratoga (CV 60), mas seu preço (200 milhões de dólares) e o custo de manutenção e capacidade de umas 70 aeronaves foram considerados um passo grande demais para as curtas pernas da nossa MB.

  49. Tão bonito e inútil quanto o General Belgrano (2)

    Torço pelo sucesso da MB porque, no final das contas, isto está relacionado ao sucesso do próprio país.

    Mas investir num porta-aviões que faz 5 anos não sai nem da Baía da Guanabara. É difícil de aceitar.

  50. UMA SALVA DE VIVAS PARA TODOS QUE PARTICIPARAM DESTA GRANDE “OBRA”. São trabalhadores, técnicos e marinheiros que merecem todo o nosso respeito.

    Agora, para todo o resto da nação que paga seus impostos em dia, deem um viva para o este MAMUTE BRANCO e abram as carteiras para mais impostos, pois lá vai mais recursos pelo ralo.

    Como já se disse (num lembro onde li estes artigo),
    “- Quem tem um não tem nenhum.”

    Com essas verbas e gastos atuais, ainda tem gente que acredita que vai dar pra manter um Sub nuclear.

  51. Lendo os detalhes publicados pelo pessoal do blog sobre os trabalhos de recuperão envolvendo pattes mecânicas do navio se tem uma idéia da colplexidade, nos dias de hoje de se operar um PA deste porte com propulsado por calderias a vapor, são Kms e mais Kms de redes, dutos, milhares de válvulas hidráulicas, milhares de vedações, reparos, gaxetas, tamponamentos que , infelizmente e como tudo, tem vida útil e tem que ser mantidos manutenidos e isto Srs. é custo e dos grandes.
    Vamos ver se “Gloriosa” vai ter recursos para manter este NAE em condições operacionias, eu particularmente acho que não, mas…..

    Grande abraço

  52. Comparado a um Forrestal ou JFK os custos do São Paulo pareceriam coisa de criança.

    Questiona-se a necessidade do Brasil operar um Nae, ai tudo bem. Agora quanto ao trabalho da MB no seu: bravo zulu.

  53. Pessoal, vamos cair na real: os gastos da MB com o NAe São Paulo são pífios, ridiculamente pequenos, se comparados com o que o Brasil desperdiça com corrupção todos os anos e com o que vai gastar nas obras da Copa do Mundo e das Olimpíadas.

    É muito pouco dinheiro que se investe para obter o conhecimento da operação de navios-aeródromo, que outros países tanto buscam.

    O Brasil precisaria ter no mínimo 3 navios iguais ao São Paulo para ter sempre um em operação. É o mínimo para um país do tamanho do Brasil, que quer ter mais projeção internacional.

    O Brasil gasta muito pouco em relação ao PIB com Defesa e o São Paulo é o mínimo que a MB pode ter no momento.

  54. “Galante disse:
    29 de julho de 2010 às 13:26”

    O que o pessoal esta esquecendo é que as futuras potências emergentes (até o Japão) estão investindo a rodo em meios de projeção de força.

    O querido “Opalão”, mesmo que subutilizado apenas para treinamento e formação de doutrina é um recurso inestimável (razão custo benefício aceitável). Perguntem aos chineses.

    No mais, parabéns a Marinha Brasileira.

    Abs.

  55. Concordo, o gasto com o São Paulo é minimo, visto o estado em que ele veio pra cá, esperaram alguns morrerem para reformar.
    A frança só não deu de graça porque a constituição francesa não permite…..

    Reforma de sucata nossa Marinha e Aeronáutica são experts!!

    A única coisa em que sou contra é que a Marinha tenha um caixão ambulante, e pior dizer que esse Nae é como um Nae escola para preparar a tripulação para um novo Nae com capacidades, que a Marinha irá construir, é o mesmo que dizer que o Brasil é o país do futuro……………haha

    Todos sabem que esse Nae veio para a Marinha, por falta de comando ou consenso dentro da propria Marinha.

  56. agora, a MB realmente perdeu grande oportunidade com o Kitty Hawk, pois a sua compra, abriria portas para maiores investimentos nas FFAA’s, consequentemente, um orçamento maior para própria marinha, pois após a sua compra, nenhum político iria querer ve-lo docado como o A-12 esteve por tantos anos, visto ser um Super Navio-Aerodromo, com muita projeção internacional… poderiam já estar hoje com os VF-1, VF-2, VF-3 e olha lá um VF-4, operando mix de Hornet’s e Super Hornet’s, e os A-4Ku para treinamento… mas pensam pequeno… fazer o que… desculpas existem mil e uma… ô síndrome do vira-lata que nunca nos larga… mesmo assim, parabéns pelo A-12 de volta ao seu lugar: no mar!!!! Bravo Zulu MB!!!

  57. Aos que criticam a compra e a insistência da MB em manter o São Paulo, aguardem…esse navio vai nos dar muitos motivos de orgulho ainda.

  58. André, comprar o “Kitty Hawk” para a MB seria dar uma passo maior que as pernas e quebrar a cara com o baixo orçamento disponível.

    Comprar um navio de guerra não é simples, tem que montar toda uma insfraestrutura de apoio e tem que ter tripulantes disponíveis e treinados.

    Um porta-aviões é como uma pequena cidade ou uma grande empresa. Tudo tem que funcionar, senão o navio não cumpre sua função.

    A Marinha faz o que pode até mais do que poderia, com o orçamento que tem.

    “Kitty Hawk” na MB é um delírio tropical. Precisamos primeiro operar o São Paulo FULL, com todas as aeronaves modernizadas (AF-1 e Turbo Tracker COD e AEW), novos helicóteros Sea Hawk etc e aí depois, poderemos pensar em algo maior.

    Mas primeiro temos que aprender a fazer a lição de casa: ter um navio-aeródromo operacional e com valor militar.

  59. Olá,

    É bom ve-lo novamente o Juarez…. pelo visto voçe continua otimista 😉 .

    Parabens a Marinha logo, logo teremos o A-12 navegando no pré-sal!!!!
    E em alguns anos quem sabe um pequena força tarefa na região em treinamento:
    Meios-Navais:
    Capitanea: A-12 São Paulo
    Força Submarina: S-35 ????(Scorpene); S-31 Tamoio
    Escoltas: F-40 Niteroi; V-34 Barroso
    Patrulhas: P-70 Macae; P-71 Macau; P-41 Guaiba; P-42 Grauna
    Apoio: G-23 Almirante Gastão Motta e mais um novo navio tanque?

    Meios Aeronavais embarcados:
    A-12: 4 AF-1, 3-EC-725, 2-UH-12, 3-S-70;
    Escoltas: 2-Super Lynx

    Não é o ideal mas se todos os meios citados estiverem 100% operacionais em 10 anos teremos um meio disuasivo razoavel pelo menos na região do pré-sal.

    Abraços,

  60. E entendeu onde poderia ter dado não um simples passo, mas sim um salto? Não teria que ficar docado tantos anos, já teríamos aumentado as verbas, aumentado o efetivo, e hoje estávamos a operar há muito, e não quase que parados em 10 anos, pois compramos o A-12 para evitar ficar parados, e acabamos por operar muito menos do que operávamos o A-11 por exemplo….
    O que você preferiria: em 10 anos operar uns 2 ou 3 meses efectivamente, ou esperar uns 7 anos, e operar 3 efetivamente? era o que teria sido com o Kitty Hawk… mas essa é a minha opinião, e eu sou um mero civil…

  61. O treinamento de militares chineses no São Paulo me parece um pouco obscuro, pelo menos no que se refere ao interesse do Brasil nesse negócio. Poderiamos pedir como contrapartida a instalação de FL-3000N (o RAM chinês) no Nae e em algumas escoltas da MB.

  62. Prezados,

    Como todos nós sabemos a MB está modernizando 12 AF-1, espera o recebimento dos 4 primeiros MH-16 (Sea Hawk), 16 UH-15 (Super Cougar), 4 S-2 Tracker, 4 C-1 Trader. Quando todos esses meios estiverem disponíveis, a MB poderá operar o NAe São Paulo como planejado em 2000.

    O objetivo agora é manter o NAe em operação até 2025/2030, quando o novo NAe da MB deve estar iniciando suas atividades, juntamente com as novas aeronaves.

  63. “a catapulta lateral está sofrendo uma revisão geral com a troca de inúmeras peças do seu aparelho de força, aquele que impulsiona a aeronave; reforço em sua estrutura; e verificação de todo circuito vapor”.

    Huummmm…

  64. O nosso gigante dos mares está de volta!!

    Esperamos logo sua ala aérea embarcada que é a essência de sua existência e de seu valor.

  65. Ainda não li todos os posts, mas vejo que está bem dividida a coisa, uns parabenizando e outros deboxando. Realmente a Marinha do Brasil está de parabéns. E que o NAe São Paulo, suas aeronaves e tripulação exerçam com grande êxito as tarefas incumbidas.

    Foi bom alguém lembrar aos demais que ex-Foch foi comprado por um valor de ótimo custo-benefíco para o Brasil e se fossemos desnvolver um não ficaria pronto em 15 ou 20 anos, talvez até lá, as marinhas do mundo estejam operando só submarinos e ficaria totalmente inviável a construção de um máquina dessas ao invés de um grande submarino nuclear que dispare mísseis de cruzeiro da profundidade de 50m, como foi o caso do Scorpéne da divulgado em post anterior a este. A arma mais dissuasória que existe hoje são submarinos nucleares e seus mísseis de cruzeiro de preferência nuclares, é isso que o Brasil necessita para fazer se respeitar entre as potências.

    Enquanto não os temos, saudemos o que já temos e caminhemos em busca do que devemos ter. Parabéns a Marinha!

  66. As 11:30 hs da manhã de hojé (29/07/2010) o Nae São Paulo voltou para o AMRJ, não conseguiu nem sair da bahia de guanabara, ficou dois dias fundeado na boia proximo a Escola Naval. (soltava uma ramonagem muito grande pela chamine…).

    Agora está atracado no AMRJ, em regime de viagem, não deve suspender por enquanto para alto mar.

  67. Faço parte desta, nova etapa do Poder Naval nosso NAe está se preparando para mostrar ao Brasil e ao Mundo a que veio.
    Viva a Nossa Marinha e aos críticos de plantão o seguinte aviso:
    Invejem, pois não podem fazer parte desta página da história.

  68. A Toda Tripulação do Nae São Paulo, os parabéns pelo nosso esforço em fazer o melhor…
    São paulo a melhor maneira de dizer ” Marinha “

  69. “As 11:30 hs da manhã de hojé (29/07/2010) o Nae São Paulo voltou para o AMRJ, não conseguiu nem sair da bahia de guanabara, ficou dois dias fundeado na boia proximo a Escola Naval. (soltava uma ramonagem muito grande pela chamine…).”

    E quem disse que o A 12 ia sair da baía? A proposta era só sair do dique!
    Aguardem que ele está se preparando. Tenham paciência. Há um cronograma.

  70. ”E quem disse que o A 12 ia sair da baía? A proposta era só sair do dique!
    Aguardem que ele está se preparando. Tenham paciência. Há um cronograma.”

    Grande cronograma, 5 anos de reparo, milhoes de reais gastos, e nada alem de uma ramonagem muito grande pela chamine……

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here