Home Estratégia Operação Atlântico II: MEC simula retomada de plataforma

Operação Atlântico II: MEC simula retomada de plataforma

471
9

Ação, perigo e muita adrenalina. Foi nesse ritmo que os Mergulhadores de Combate (MEC) da Marinha se infiltraram na Plataforma de Petróleo P-43, da Petrobrás, na Bacia de Campos, litoral norte do Rio.

A missão era retomar o local, dominado por terroristas, e resgatar os reféns com vida.

Mesmo se tratando de uma simulação preparada especialmente para a Operação Atlântico II, a ousadia das ações do Grupo Especial de Retomada e Resgate (GERRMEC), impressionou pela veracidade e precisão das manobras.

A operação foi apoiada por duas aeronaves UH-14 Super Puma, que efetuaram a aproximação, cumprindo requisitos de apoio mútuo. Enquanto uma delas efetuava o lançamento dos militares, a outra permanecia em posição propícia para efetuar a cobertura e proteção, no momento crucial da ação, a descida por fast rope.

Por este método, o grupo especial desce por um cabo fixado na aeronave e se posiciona para efetuar o reconhecimento da área.

Após a descida, a aeronave se afasta e os MEC iniciam a busca pelos elementos hostis e seus reféns, até encontrá-los, dois conveses abaixo do heliponto da plataforma.

O Comandante do Grupamento de Mergulhadores de Combate (GRUMEC), Capitão-de-Fragata Carlos Eduardo Horta Arentz, descreve as atividades realizadas pelos mergulhadores: “Nós fazemos operações em ambientes de risco elevado, empregamos táticas e equipamentos não convencionais, além de utilizarmos vários tipos de armamentos”.  Segundo o Comandante, os militares também passam por muitas provações físicas e psicológicas, durante os adestramentos, a fim de exercitar o autocontrole e o domínio emocional.

Ele considera que os MEC utilizam seu entusiasmo, para, com patriotismo, manter elevada a chama da motivação, pela pátria e pela nação.

Mergulhador de Combate há 20 anos, o Primeiro-Sargento Heleno é o líder da equipe de assalto do GERRMEC.

Orgulhoso, ele revela como se tornou um MEC: “Para se transformar num mergulhador de combate é preciso ter muita determinação, companheirismo e paixão pelo que faz”, conclui.

9 COMMENTS

  1. Parabéns aos mergulhadores pelo empenho e a MB pelos exercícios.

    A Nação Brasileira agradece o empenho.

    SDS.

  2. Estão entre os melhores do mundo,isso é sem sombra de dúvida,parabéns!!

    Agora reparando vejo que eles desembarcaram de um Super-Puma,este porém se fosse em uma situação real não teria muitas chances de sobrevivencia,pois não tem sistemas defensivos tipo supressores de ir,de calor,rwr e até mesmo blindagem ou armamento defensivo….

    Abçs!

  3. Esqueci de falar,mas já está passando da hora da MB criar uma aviação especializada para os FNs e as equipes OEsp…

    Abçs!

  4. Parabéns a todos os combatentes do Grumec pelo trabalho que fazem, pois sabemos que o que fazem é com amor, determinação e orgulho.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here