Home Noticiário Internacional Submarinos britânicos ‘Vanguard’ são caçados por submarinos russos

Submarinos britânicos ‘Vanguard’ são caçados por submarinos russos

793
41

Submarinos russos voltam a caçar os submarinos de mísseis balísticos britânicos, num retorno às táticas da Guerra Fria, depois de 25 anos

Segundo o jornal britânico The Daily Telegraph, um submarino russo da classe “Akula” foi surpreendido tentando gravar a assinatura dos submarinos “Vanguard” da Royal Navy, que transportam mísseis Trident, de acordo com oficiais da Marinha Real.

Os submarinistas britânicos também disseram que estão experimentando o mais alto número de contatos com submarinos russos, desde 1987.

Se os russos puderem obter as assinaturas acústicas dos submarinos “Vanguard”, isto afetará seriamente a capacidade de deterrência nuclear britância, pois os “Akulas” seriam capazes de rastrear os “Vanguard” e afundá-los antes que estes pudessem disparar seus mísseis Trident D4.

Ainda segundo o Daily Telegraph, nos últimos seis meses um “Akula” entrou no Atlântico Norte para tentar rastrear um “Vanguard”. O incidente tinha permanecido secreto até agora.

Os russos teriam ficado ao largo de Faslane, onde a força nuclear britânica é baseada, esperando a saída de um submarino Trident, para sua patrulha de 3 meses de deterrência contínua.

Enquanto patrulhava no Atlântico Norte, o “Akula” russo tentou rastrear o “Vanguard” diversas vezes e seu ruído foi gravado pelos operadores de sonar britânicos. A Marinha Real agora vai ter que enviar um submarino de ataque “Trafalgar” para proteger os “Vanguard”.

BATE-PAPO ONLINE: Converse com outros leitores sobre este e outros temas navais no ‘Xat’ do Poder Naval, clicando aqui.

41 COMMENTS

  1. Tsc, tsc, tsc, foi “pescar” e saiu “fisgado”, desta vez…
    Aí RN, é bom não dar sopa p/ o azar.
    Seria o caso de mandar um Astute, que esteja em perfeitas condições de funcionamento, sombrear o Borey, em um dos próximos testes do Bulava.

  2. Muito boa a notícia, dá uma saudades dos velhos tempos em que eu estudei esses navios pelos livros da década de 80 !
    Um caçando o outro pelo atlântico… muito melhor que todo mundo parado nas bases, mal humorados, só reclamando do soldo !!
    Que os russos façam boa caçada ! e claro, que todas as tripulações dos dois lados voltem para casa !

  3. Wagner

    “Um caçando o outro pelo atlântico… muito melhor que todo mundo parado nas bases, mal humorados, só reclamando do soldo !!”

    Vc deve estar brincando né? Achar que uma situação dessa é bem melhor. Não há nada de divertido nisso. E a probabilidade de alguém não voltar para casa é muito maior agora. Um retrocesso entre tantos outro que estão ocorrendo pelo mundo a fora. Lamentável.

  4. Os SSBNs chineses não tem estado muito ativos ultimamente, mas
    esta situação em breve mudará quando mais forem adicionados e misseis confiaveis desenvolvidos.

    Será interessante ver como russos e americanos agirão diante desta
    situação inedita!

  5. Concordo Poggio,

    E uma “brincadeira” extremamente perigosa para ambos os lados e ate desnecessaria, quais as reais chances de os ingleses atacarem a Russia com seus SSBN?! Nesses dias e pura ficcao cientifica e os russos estao cacando confusao sem medir as consequencias.

  6. Notícia boa, gosto de ver os Russos na ativa novamente; quando agente colocar o nosso subnuc no atlântico como será que a velha potência colonial vai reagir? Penso que primeiro eles vão pedir alguma orientação pro Tio Sam, já que são seus mercenários, mas certamente vão implementar alguma ação do tipo da que os Russos estão fazendo.

    Pena que estamos desperdiçando grana com a nossa linha Maginot, ralo de recursos flutuante, (A 12), pois além de um subnuc poderíamos estar investindo mais pesado na doutrina de negação do mar, considerando que essa é a que está mais próxima do que podemos efetivamente fazer, além de também esse conceito ter apresentando bons resultados dentro da MB, haja vista os relatos que temos recebido da mídia especializada sobre o desempenho dos IKL em exercícios com outras marinhas.
    Será que não seria interessante nos desfazermos do A12? Vão-se os anéis ficam os dedos.

  7. Queria ver conter o Saddam, s/ a aviação naval americana por perto…
    Mísseis de cruzeiro, salvo nucleares, e SEAL’s, não tem tanto peso assim.

  8. Conter Saddam ? Nenhum outro país teria condições de conte-lo, os
    britanicos fazem parte de uma longa lista de outrora nações poderosas.

    Só não concordo em chama-los de mercenários dos americanos. Eles,
    tem um passado em comum, a mesma lingua, lutaram juntos ombro a ombro diversas vezes e entre si algumas poucas vezes.

    Mesmo nas Falklands, não houve unanimidade no governo americano para apoiar os britanicos e este é um exemplo de que os britanicos mesmo “emprestando” misseis tridents para seus “Vanguards” não querem abrir mão de seu poder de dissuasão nuclear…o que irá
    impactar muito suas forças convencionais…mesmo os famosos Gurkhas
    de efetivo semelhante a uma brigada estão por um fio !

    sds

  9. Caçada ao Outubro Vermelho é um bom filme. Já, para mim, o melhor filme sobre submarino é “O Barco”. Aliás, um dos melhores filmes que já assisti.

  10. Nada diferente do que os americanos também fizeram ao espalharem milhares de sonobóias no fundo dos oceanos, cercando a URSS inteira para poderem também escutar e gravar os sons dos submarinos russos. Assim os SSN americanos também poderiam rastrear os SSBN soviéticos e segui-los.
    No cinema, o clássico Caçada ao Outubro Vermelho mostra justamente isso. Na Guerra Fria, esse jogo de gato e rato era comum, tanto do lado americano como do lado soviético.
    Maré Vermelha também explora esse tema ao mostrar um SSBN americano sendo perseguindo por um Akula russo, durante uma crise internacional.

  11. Olá,

    Isso é bom e ruim:

    1) É ruim por que é muito perigoso e pode acabar mal;

    2) É bom porque todos grandes avanços da humanidade foram conseguidos por força militar seja na antiguidade ou no presente, é só ver:
    Antigamente: Ferro Fundido, armas de cerco, armaduras, animais para batalhas, etc.
    Atualmente: V-1, V-2, turbinas a jato, submarinos, conquistad do espaço, micro chips etc.

    Todos esses avanços foram conseguidos via guerra, ou para demonstrar superioridade militar. Depois de um tempo essas melhorias servem para as pessoas em comum.

    Infelismente a raça humana só se desenvolve decentemente se houver um inimigo externo, foi assim e hoje ainda é assim mesmo que em menor escala.

    Abraços,

  12. Faz parte do jogo, pois à assinatura acústica é um importante parâmetro de desenvolvimento tecnológico, serve pra medir o grau de avanço tecnólogico de seus submarinos frente aos adversários.

  13. “”””Fernando D. Cabral disse:
    29 de agosto de 2010 às 15:22
    Notícia boa, gosto de ver os Russos na ativa novamente; quando agente colocar o nosso subnuc no atlântico como será que a velha potência colonial vai reagir? Penso que primeiro eles vão pedir alguma orientação pro Tio Sam, já que são seus mercenários, mas certamente vão implementar alguma ação do tipo da que os Russos estão fazendo. “”””

    perfeito !

  14. Acho que a Rússia quer fazer a diplomacia da força. Mostrar que ainda tem poder e que pode usar.

    Infelizmente isso faz parte do grande Jogo. Mas é uma pena.

  15. Pessoal, submarinos de ataque em tempo de paz coletam informações, este é o papel deles. O mar internacional não tem dono e os russos podem ir aonde bem entenderem, inclusive dar umas voltas aqui pelo Atlântico Sul.

    Como foi dito, assim que o primeiro submarino nuclear brasileiro for para a água, alguns submarinos de potências navais estarão à espreita para rastreá-lo.

    A Marinha Real está aproveitando para chorar um pouco e tentar minimizar os cortes que vêm por aí.

  16. Quanto aos comentários dos Britanicos, há de se comentar que eles só não sucumbiram na 2a. Guerra Mundial por causa do Japão. Se os japoneses não atacassem Pearl Harbor e os americanos não fossem obrigados a entrar na guerra………GOOD BYE GRÃ-BRETANHA. Os americanos podem ser tudo, menos malucos. Por que não atacam de vez a Coreia do Norte?Armas nucleares.
    E acho muito saudavél termos submarinos russos rastreando outros submarinos, pois, isso não é uma atividade restrita somente a americanos e ingleses.O nosso submarino nuclear quando for ao mar, podem ter certeza que o primeiro à saber serão os americanos, pois será exigido sua localização. Estão franzindo a testa porque já temos tudo pronto para construção do subnuc.Alguma dúvida quanto a isso?

  17. O texto termina assim:
    ‘A Marinha Real agora vai ter que enviar um submarino de ataque “Trafalgar” para proteger os “Vanguard”‘.
    Esse “proteger” inclui ataque real ao ‘Akula’? Se assim for, estamos à beira de uma guerra nuclear.
    Abraços

  18. Subs Akula são conhecidos como subs assassinos são os melhores na caça de outros subs,até os submarinistas americanos temem os akulas se Marinha real mandar os subs trafalgar para um possivel combate sub contra sub os akula vão mandar os trafalgar e os vanguard juntos para o fundo do mar, o mar aberto é livre para quem quiser navegar ou vigiar, se for assim o mundo interio vai ter que travar uma grande batalha contra os EUA porque eles estão em todos os mares fazendo o que o russos estão fazendo com os britânicos e ninquém fala nada…

  19. Existem apenas 8 Akulas em serviço…mais um que está sendo oferecido a India sob leasing por 10 anos o que efetivamente corresponde a uns
    2 apenas com capacidade de ir ao mar a qualquer tempo.

    Os Akulas são excelentes submarinos porém são de projeto mais antigo que os novos Virginias e mesmo os Seawolfs na verdade são mais comparaveis aos 23 Los Angeles melhorados.

    Sou da opinião que uma tripulação bem treinada em um submarino inferior iguala-se ou até supera um submarino superior com uma tripulaçao mal treinada…e os submarinos russos continuam indo ao mar com pouca frequencia.

    O Akula estava simplesmente atualizando a chamada biblioteca de sons
    até porque estão desatualizados já que saem bem menos que o ideal para os oceanos…ou seja, é um fato normal e não há nenhum clima de guerra fria e em breve os submarinos russos terão que preocupar-se com os novos submarinos chineses, uma ameaça maior que a Royal Navy.

    É preciso ter cuidado com tudo o que se lê…aqui mesmo no blog foi postada uma noticia de que o USS Harry Truman estaria indo reforçar o USS Eisenhower…o que gerou uma série de comentarios absurdos não apenas aqui mas nos demais blogs nacionais e internacionais…e o que estava acontecendo era apenas uma mudança de turno, com o Truman substituindo o Eisenhower…como vem sendo feito há anos…

    Quanto a se os britanicos teriam sucumbido sem ajuda americana, não há como comprovar que os britanicos e sovieticos não teriam dado conta…com muito mais sacrificio e tempo é verdade, mas não seria um passeio para os nazistas.

    Quanto aos EUA não atacarem a Coreia do Norte…o motivo não é a bomba atomica.deles…vendo por este lado, os EUA poderiam ter bombardeado a URSS antes dela ter a bomba devido ao bloqueio a Berlim e não o fizeram…ou então eles poderiam invadir a Venezuela e tomar todo o petroleo…

    A Coreia do Norte é uma nação isolada que está desmoronando e não oferece o perigo que muitos enxergam…a Coreia do Sul tem uma população muito maior, uma economia pujante e forças armadas superiores e não querem perder tudo o que foi conquistado apenas para provar que são mais macho men!

    Eles que usem a meia duzia de bombas que eles possuem e serão riscados do mapa pelo SSBN americano mais proximo.

    sds

  20. Pessoal, Sem hipocresias, eu achei muito legal esta notícia, saber que os russos ainda fazem algo e saber mais ainda que estão voltando a fazer algo. Talvez uma nova guerra fria nos moldes APENAS, de uma corrida tecnológica(e todo os frutos que ela nós geraria… ESPAÇO? MEDICINA? ROBÓTICA?), sem travamento de uma guerra quente, serviria para darmos mais “uns” pulos em direção ao futuro. Como tivemos durante a guerra fria. So que hoje teremos vários colossos no mundo. EUA,RÚSSIA,UE,CHINA,Índia? Brasil? Japão?

    ABRAÇOS.

    Abraços.

  21. Afinal, quem não se esquece das musicas do Red October, um filme que nos transmitiu muito bem esse clima da Guerra Fria ? Tripulaçoes, submarinos, espionagem… russos por toda parte ! ah ah ah !!
    A decadência inlgesa é evidente, embora eu ache correta a idéia deles de cortar custos. Eles já tem os EUA para lhes proteger, para que gastar dinheiro ?? Se os americanos querem policiar o mundo e insistir em lhes proteger, que o façam ué !! ah ah ah !!
    Afinal, foram eles que optaram por inchar o setor de serviços e desindustrializar seu proprio país, e viver de especulação. Então colham o preço.
    Daqui a 20 anos eles nem vão ter mais nada…

  22. Pergunta de leigo: há como camuflar os sons de um submarino (por exemplo enviando um outro junto dele para os sons se “fundirem”)? É isso que o Trafalgar vai fazer?

  23. Caro Dalton,
    Suas colocações são bem coerentes, mas lhe diria, que sim AMERICANOS não atacam ou ficam com sua ARMADA estacionada em volta de paises que possuem armas nucleares. Por ultimo, infelizmente o unico pais que usou arma nuclear foram os Estados Unidos. Por eles, somente eles e a russia teriam armas nucleares. Eu acredito que o maior perigo para os estados unidos será a China. Maior exercito em homens, possui armas nucleares, tecnologia, incansante na arte de fabricar, possuem reservas cambiais solidas e por ultimo PRATICAM ENGENHARIA REVERSA.

  24. eu creio que o maior inimigo do eua ainda saõ os russos a china ainda vai demora um pouco mesmo com seus avanços para igualar a russos e americanos ainda vai muito longe para ser temida……

  25. Como é comum, a imprensa britânica sempre sensacionalista, esmera em dimencionar uma atividade alvissareira de qualquer das grandes marinhas como se fosse caso de vida ou morte para os ingleses. Bom, como as coisas não tem ido muito bem em termos de grande potência, estando cada vez perdendo mais importância econômica e militar, nada melhor do que mexer com o ego nacional. Os russos estão fazendo o que tem de fazer, não estão acabados (para o bem da humanidade – é muito importante ter contra-peso aos americanos) como muitos gostariam. A URSS não existe mais, também para o bem da humanidade, mas a sua agora democrática herdeira, a Russia, está se recuperando rapidamente e atualizando sua capacidade de dissuação e projeção de poder. Condições para isso ela tem, afinal herdou praticamente de tudo: alta tecnologia bélica que vão desde armas nucleares, espacial, forças navais, terrestres e químicas, além de um grande parque industrial desenvolvido. Isso agora começa a dar seus frutos após um período de transição política, cultural e econômica. Não nos assustemos nem nos espantamos, pois o velho “urso” saiu da hibernação e, com certeza, será cada vez mais frequente seu avistamento nas “florestas” geopolítica.

  26. Caro Patriota…

    não sei se minhas colocações são bem coerentes, agradeço se assim parece, a verdade é que todos nós especulamos muito por aqui…então, especulando mais um pouquinho com relação ao que vc escreveu acima:

    a “armada americana” não fica estacionada em volta de países que possuem armas nucleares…a marinha americana está em “toda parte”
    para garantir em primeiro lugar as linhas de navegação, vitais para os EUA e também apoiar aliados como a Coréia do Sul e garantir ao menos por enquanto Taiwan. Que a China e a Russia estejam proximas é apenas uma coincidencia geografica.

    Não há nenhum motivo para atacar Russia e China muito menos Coréia do Norte…há muita bravata de ambos os lados, mas apenas isso.

    China e EUA ao contrario do que acontecia entre URSS e EUA estão fortemente ligadas economicamente.

    A relação com a Russia se não é ótima é muito boa…existe muita cooperação entre eles…lembro que os russos inclusive conseguiram através de um pouco de chantagem, fundos para conseguirem desmantelar dezenas de submarinos nucleares e este processo continua em curso nos dias de hoje ainda.

    Mas relações entre países podem mudar…e neste sentido você está correto quanto a ameaça chinesa…só não esqueçamos que as relações entre russos e chineses também pode mudar…foi ótima nos anos 50, decaiu muito nos anos 60 inclusive com planos da URSS para bombardear a China com armas nucleares, houve conflitos de fronteira…que podem ressurgir de uma hora para outra.

    Mesmo o Vietnã aproximou-se dos EUA e Russia, Japão irá aumentar sua frota de submarinos submarinos, e vários outros países na região veem a China com desconfiança…portanto a ameaça chinesa pode ser tão grande para a Russia quanto para os EUA e não me surpreenderia
    e até torço para que Russia e EUA estreitem seus laços.

    abs

  27. Hugo…

    o que um Trafalgar poderia fazer seria tentar manter o Akula afastado,
    permitindo ao “Vanguard” safar-se para o oceano aberto onde seria muito dificil de ser localizado depois do contacto perdido.

    Na minha opinião, os britanicos não irão enviar um Trafalgar para servir de escolta permanente para seus SSBNs…até porque, não podem abrir mão de seus pouquissimos SSNs disponiveis…3 no máximo, o restante em manutenção e treinamento, quando não sofrendo vazamento radioativo…

    Mas podem combinar de efetuarem uma saida em conjunto apesar de atualmente SSNs e SSBNs operarem de bases diferentes o que irá mudar dentro em breve, quando todos os submarinos serão baseados em uma só base.

    Então um SSN parte e encontra-se com um SSBN e por um tempo permanecem juntos, depois separam-se e cada um irá cumprir sua determinada missão.

    abs

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here