Home Tática HMS ‘Gloucester’ chega às Falklands

HMS ‘Gloucester’ chega às Falklands

134
36

Após um mês, 8.000 milhas, ações anti-drogas no Caribe e dois portos visitados depois de deixar Portsmouth, o HMS Gloucester chegou nas Falklands para assumir o Atlantic Patrol Task (South), juntamente com o RFA Black Rover e o HMS Portland, que participou da Revista Naval Bicentenário no Chile.


FONTE e FOTO: RN

36 COMMENTS

  1. Vuu só …

    se realmente aquele papo dos uruguaiecos for verdade, ve so alem de perder dinheiro a bobera deles não afetou em nada, apenas o consumo de alguns dramins a mais

    Se eles fizeram isso, que coisa …

  2. Sinceramente, não dá para entender essa atitude do governo uruguaio, pois até pouco tempo atrás a Argentina estava travando uma verdadeira guerra com o Uruguai e ameaçava até fechar a fronteira, por que o Uruguai venceu uma disputa para a instalação de uma fábrica de papel na região de fronteira entre esses dois, a empresa escolheu o Uruguai pelos benefícios. Então isso é só mais uma prova de que a Argentina só quer saber de tirar vantagem de tudo e todos que puder. Torço muito e acho como BRASILEIRO que paga seus impostos em dia e ajuda esta mãquina a funcionar, que o Brasil não deveria se meter nessa contenda, e mais as Falklands são do Reino Unido e nosso país ganha mais tendo uma posição neutra do que comprar a briga de um vizinho, que só lembra de nós como irmão quando precisa da nossa ajuda, quando não precisa de tal, aumenta os impostos dos nossos produtos e inventam mil coisas para atrapalharem as empresas brasileiras lá. Por isso e tudo mais, uma salva de palmas para o site pelas belas fotos e palmas para a Royal Navy pela sua belovane e por representar muito bem o seu país tão longe da Grã-Bretanha, defendendo os interesses do seu povo.

  3. Caro Leonardo B. de A. Alves

    Quando a Royal Navy, junto com outras marinhas da OTAN fechar a foz do Rio Amazonas , para que seus mariners invadam a Amazonia sob o pretesto de preservar os povos indígenas que lá estão e a floresta, voce também vai bater palmas para a Royal Navy ??? Por isto é bom que o Brasil tenha a amizade dos países Sul Americanos , porque vamos precisar!!!

  4. Aurélio disse:
    28 de setembro de 2010 às 21:04

    Se a OTAN fizer isso vc acha que a Argentina e as outras potencias(piadinha) da AL vão nos proteger???
    Se acha esta muito iludido é bem capaz de eles ainda ajudarem a OTAN ou qualquer outro inimigo nosso.

  5. Para quem não sabe:

    A Amazonia JA ESTA em processo de internacionalização pelos paises (ditos desenvolvidos) para ser tornada uma “AREA DE INTERESSE DA SALVAGUARDA DA HUMANIDADE”, PELA ONU.

    Os paises que promovem a poluição do globo estão “preocupados” com as queimadas da amazonia e o seu mau uso extração de madeira, remediosetc.(mas não dizem que eles mesmos patrocinam toda esta m…)

    A “invasão” não sera militar, mas somente por conveções definidas pelas nações ditas desenvolvidas.

    A Amazonia compreende a parte do Brasil, Venezuela, Peru, Colombia, Bolivia e uns pedaços do suriname e guiana.

    Deu para entender?

    CARO DUNGA

    O TEMA DO POST É O HMS GLOUCESTER.

    DEU PARA ENTENDER?

  6. vinicius, veja se eu entendi, vc quer esfregarse com os britanicos e yankis (que sao os que podem invadir a sua amazonia) pero vc tem medo que a Argentina pode ajudar aos yankis e britanicos na suposta invasao?.
    So vc acredita que argentina vao a trair a brasil, e por isso vc chupa as botas dos yankis e britanicos e chama falklands a malvinas.
    Desejo-lhe sorte e espero que vc pode estudar um pouco mais da história e se e posible vc pode voltar para a escola.

  7. Caro Vinicius

    Eu tenho que acreditar que a UNASUL seja exatamente para isto: defender a integridade territorial dos países que dela fazem parte. Caso contrario, só resta ao Brasil, construir armas nucleares e os meios para lançá-las. Aí , ninguém no mundo quererá pagar o preço de nos atacar! Voce sabe de algum país que tenha armas nucleares e que foi invadido por alguem?? Eu não sei de nenhum.

  8. esse constante transito militar do reino unido ,no nosso quintal “atlantico sul ” ja seria o suficiente para o brasil ” abrir os olhos”.
    ainda mais com a sexta frota americana nas cercanias.

  9. Luis Barone disse:
    28 de setembro de 2010 às 22:06

    A Argentina tenta prejudicar o Brasil sempre que pode e todo mundo sabe disso.E não eu não gosto dessas potencias, mas, muito melhor ecomnomicamente se aproximar deles do que da Argentina e dos outros paises da AL que em sua maioria querem fuder com o Brasil.
    E eu não tenho medo de uma intervenção militar por parte da Argentina, pois a Argentina é um pais que se comparado ao Brasil não passa de uma barata comparada a um ser humano, e tenha certeza de que se a OTAN fizer algo contra o Brasil não sera essa barata que vai nos defender, eu não vou puxar saco da Argentina, eu só confio no Brasil, que é o meu pais.

  10. Aurélio disse:
    28 de setembro de 2010 às 22:11

    A UNASUL não servira de nada em batalha com a OTAN por que o pessoal da OTAN é muito melhor armado.
    Concordo a unica saida é construir armas nucleares e equipar nossas forças armadas absorvendo o maximo de tecnologia possivel para termos condição de botar medo nesse povinho da OTAN, ai sim quando eles ouvirem o nome do Brasil vão tremer na base.

  11. Ah…vai começar de novo esse papinho que as Falklands não são inglesas?

    Que mico o governo uruguaio pagou…

    “Mares calmos não formam bons marinheiros…”

  12. A Segunda foto é impressionate, enfrentar um mar desses e depois ancorar em um porto tranquilho deve ser um alivio.
    Pra min o que o uruguai fez foi um pequeno gesto de soliedariedade com a causa Argentina, mais que na pratica não serve pra nada é só um gesto poilitico.

    Na América do Sul se o Brasil precisa-se da ajuda militar de algum vizinho, forças relevantes na minha opinião Seriam a Colombia, Chile e Venezuela.

  13. deveriam era jogar o maradona com uma metralhadora lá e deixar ele tomar as FALKLANDS de volta!

    afinal, ele não é a MÃO-DE-DEUS???

    AEOIHAEHIOIOAEHIAEOHIAEHIAE

  14. Tá pra nascer o doido que vai tentar invadir o nosso país

    Mesmo que as forças convencionais sejam varridas em poucas semanas, a estrategia depois seria uma imensa guerra de guerrilha

    Sem contar que devido ao gigantismo do país qualquer exercito vai estar pedindo esmolas se a campanha se prolongar muito

    Mas tudo isso é bobagem, em tempos de globalizaçao até mesmo o conceito de soberania ( dominio sobre as linhas imaginarias de um mapa) se tornou anacronico

  15. Tem gente que não entende mesmo.
    A missão dos caras era só essa, testar , para ver se alguém tinha coragem de dizer NÃO.
    Esses caras são tão covardes que escolheram logo o pais menor e tecnicamente mais fraco para fazer tal coisa.
    E fica aí um marco da história militar da América do Sul, um pais tão pequenininho se tornou gigante, um país que tem aproximadamente quatro milhões de habitantes é uma fera uma fera. Parabéns.
    A viagem desses caras estava totalmente planejada; quem reabasteceu e onde? O importante é que ciscaram mas não encostaram.
    Quem tem olhos para ver que veja, quem tem ouvidos para ouvir que ouça.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Uruguai#Demografia

  16. “Atirador disse:
    29 de setembro de 2010 às 8:12
    Só faltava essa a Argentina ajudar o Basil contra a OTAN…”

    Mas é claro que los hermanos nos ajudariam…ajudariam a nos afundar!

    ***
    Joao Carlos disse:
    29 de setembro de 2010 às 10:00
    Tá pra nascer o doido que vai tentar invadir o nosso país
    Mesmo que as forças convencionais sejam varridas em poucas semanas, a estrategia depois seria uma imensa guerra de guerrilha

    Para cara, menos…bem menos…é só o invasor bancar um grande campeonato de futebol(com jogos só do “curintiã” e do “framengú”), bancar novelas e bbb´s pra tu veres a guerra de guerrilha…o invasor sería recebido com festa em brasília e camarote na sapucaí…

    ***

    RtadeuR disse:
    29 de setembro de 2010 às 10:21
    Tem gente que não entende mesmo.
    A missão dos caras era só essa, testar , para ver se alguém tinha coragem de dizer NÃO.
    Esses caras são tão covardes que escolheram logo o pais menor e tecnicamente mais fraco para fazer tal coisa.
    E fica aí um marco da história militar da América do Sul, um pais tão pequenininho se tornou gigante, um país que tem aproximadamente quatro milhões de habitantes é uma fera uma fera.

    É mesmo, tem gente que não entende…os ingleses não devem ter dormido direito por não poderem aportar no uruguai…é…ficar sem poder comer uma parrilada deve ter sido dificil…mas não tem nada não meu camarada, eles podem usar o porto de rio grande, rio de janeiro, nordeste…como complemento ao uso da BACO e outras por aí nesse brasilzão de deus…

  17. Sinceramente pessoal, batermos boca uns com os outros não vai mudar nada. O que eu acho é que nós temos de fazer igual a Índia ou a China, buscarmos nos desenvolver tecnologicamente e alavancarmos nossas forças militares, para que além de termos condições plenas de nos defendermos, sermos uma força que faça diferença no futuro. Quanto a Argentina nos ajudar, é brincadeira né, nada contra o povo do país pois tenho amigos e eles sabem o que eu acho dos ditos governos deles, mas se ocorrer um conflito o governo argentino, acredito eu ficaria do lado que estivesse vencendo.

  18. Paulo Cezar disse:
    29 de setembro de 2010 às 15:06
    Afinal de contas o gloucester se reabasteceu em algum lugar depois da negativa do Uruguai ?

    Paulo,
    A dita parada para reabastecimento é mais para um descanso da tripulação, o HMS Gloucester tinha o suficiente à bordo para chegar as Falklands…

  19. Giordani RS disse:
    29 de setembro de 2010 às 17:23

    “…A dita parada para reabastecimento é mais para um descanso da tripulação, o HMS Gloucester tinha o suficiente à bordo para chegar as Falklands…”

    Certo, mas uma perguntinha: Por que os britânicos não vieram “descançar” então aqui? (no brasil)

    Hum… ? ? ? ?

  20. Rssss, mais facil os Bolivarianos , como Argentina,Bolivia,Equador,Paraguay,Venezuela nos invadir do a Inglaterra, rsss, UNASURR, com diz a Besta do Chaves, esperem e vamos ver isso acontecer.os gringos não suportam o Brasil.

  21. “Luis Barone disse:
    28 de setembro de 2010 às 22:06 ”

    Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa
    jaula. No meio, uma escada e sobre ela um cacho de
    bananas. Quando um macaco subia na escada para pegar
    as bananas, jogavam um jato de água fria nos que
    estavam no chão. Depois de certo tempo, quando um
    macaco ia subir a escada os outros o pegavam e enchiam
    de pancada. Com mais algum tempo, nenhum macaco subia
    mais a escada, apesar da tentação das bananas.

    Então substituíram um dos macacos por um novo.

    A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela
    sendo retirado pelos outros, que o surraram.
    Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo
    não subia mais a escada. Um segundo foi substituído
    e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto
    participado com entusiasmo na surra ao novato.
    Um terceiro foi trocado e o mesmo ocorreu. Um quarto
    e afinal o ultimo dos veteranos foi substituído.

    Os cientistas então ficaram com um grupo de cinco
    macacos que mesmo nunca tendo tomado um banho frio,
    continuavam batendo naquele que tentasse pegar as
    bananas. Se possível fosse perguntar a algum deles
    porque eles batiam em quem tentasse subir a escada,
    com certeza a resposta seria:

    “Não sei, mas as coisas sempre foram assim por aqui”

  22. “Luis Barone disse:
    28 de setembro de 2010 às 22:06 ”

    Como diz o ditado….O seguro cobre tudo menos o que aconteceu………….(Lei de Nonti Pagam)……….

  23. Ahahahahaha, ao amigo argentino:

    VAE VICTIS…

    PS: A onça e o gato podem se juntar pra roubar o osso do urso. Mas se esse acordar e resolver pegar alguém, podem ter certeza que é o gato quem vai apanhar primeiro e mais pesado… 🙂

  24. “Por que os britânicos não vieram “descançar” então aqui? (no brasil)”

    Defourt…

    Deve ser porque Montevideu é o último porto disponivel antes de se chegar as Falklands…digo…era… e até chegar lá, é uma senhora “pernada”, portanto natural, eu faria a mesma coisa.

    Também tem o fato de Montevideo ser uma bela cidade…ao menos era quando estive lá no século passado…nada contra Rio Grande, mas
    também escolheria Montevideu.

    abs

  25. ahhhhhhhhhhhhh ta esplecada ou o motivo ou parte dele na “veadagem” uruguaieca com os argentinicos

    Deu agora pouco na radio Joven Pan com o Anhieta Filçho que será lançãda a candidadura argentinica-uruguaieca para serdiar a copa de 2030

    que coisa, como se pensa pequeno …

  26. 3 pitecos do Ivan:

    a) estive em fevereiro nas Falklands. Ao contrário do que imaginava, é um lugar bonitinho. Bem britânico, lembra um pouco a Escócia. É simpático.

    b) no cruzeiro anterior, ondas de 8 metros fizeram o pequeno Infinity (92.000 t) inclinar 45 graus, segundo relatado pela tripulação não-tecnica. Perguntei aqui para o Marcelo Ostra se isso seria possível e ele confirmou que sim.
    As ondas chegaram ao Restaurante principal(4o e 5o andares), destroçaram milhares de louças e vidros em geral. Sem contar que o capitão teve que desistir da Antartica e ir para Ushuaia.
    Felizmente eu não estava, se estivesse acho que nunca mais navegaria…

    c) De todo modo parece que os “bravos e corajosos” uruguaios só servem para prejudicar o pobre time de Gana, metendo a mão na bola no último minuto…que beleza, que raça(só estou ironizando)
    Estive 2 vezes em Montevideo e posso afirmar que após 46 países e mais de 300 cidades, Montevideo é uma das piores cidades que fui. Feia, velha, pequena, com um povo mal humorado. Difícil é dizer se o pior é Montevideo, Dublin, La Serena, Los Cabos ou Huatulco(Mexico). Todas são péssimas. Pior talvez só S. Vicente( brincadeira, só para mexer com o Marcelo Ostra…)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here