Home Noticiário Internacional Coreia do Norte ataca Coreia do Sul

Coreia do Norte ataca Coreia do Sul

470
85

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul disse nesta terça-feira que o disparo de projéteis efetuado pela Coreia do Norte e que deixou no mínimo dois mortos foi uma violação clara do armistício entre os dois países, e que o governo norte-coreano havia planejado os ataques intencionalmente. “Esse é um ataque intencional e planejado… e é claramente uma violação do armistício”, disse Lee Hong-ki, autoridade do Ministério da Defesa, a jornalistas. A Coreia do Norte acusou nesta terça-feira a Coreia do Sul de ter disparado primeiro, informou a agência oficial norte-coreana KCNA.

A artilharia da Coreia do Norte disparou nesta terça-feira (23) dezenas de projéteis contra uma ilha sul-coreana, em um dos mais pesados bombardeios contra o sul desde a Guerra da Coreia (1950-1953). Pelo menos dois soldados morreram  e 15 ficaram feridos, alguns em estado grave, segundo o ministério da Defesa sul-coreana. Forças sul-coreanas revidaram e enviaram um jato de combate para a área.

A Casa Branca condenou fortemente o ataque e exigiu o fim das ações. “Os Estados Unidos condenam fortemente um ataque de artilharia desfechado pela Coreia do Norte contra uma ilha da Coreia do Sul e pedem à Coreia do Norte que interrompa suas ações beligerantes”, disse a Casa Branca em um comunicado.

A Rússia vê “um perigo colossal” na escalada da violência na península coreana, disse o ministro do Exterior Sergei Lavrov. “É necessário encerrar imediatamente todos os ataques. Há um perigo colossal que deve ser evitado. A tensão na região está aumentando”, disse Lavrov a jornalistas durante visita ao Belarus.

A China expressou preocupação com as informações sobre o ataque norte-coreano a uma ilha sul-coreana nesta terça-feira, no último incidente na escalada de tensões na península que faz fronteira com o território chinês.

Um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Hong Lei, disse em entrevista à imprensa que os dois lados da península deveriam “fazer mais para contribuir para a paz” e que é imperativo o retorno às conversações envolvendo seis países, com o objetivo de por fim ao programa nuclear da Coreia do Norte.

“Ouvimos as notícias e expressamos nossa preocupação. A situação ainda precisa ser confirmada”, disse Hong, respondendo a uma pergunta sobre o ataque de artilharia desfechado pela Coreia do Norte.

A China é o único aliado expressivo da Coreia do Norte. A ajuda econômica e o apoio diplomático chinês são importantes para o isolado país comunista, cujo líder, Kim Jong-il, visitou a China duas vezes este ano para fortalecer as relações bilaterais.

Ataque à ilha

A TV sul-coreana YTN afirmou que pelo menos 200 tiros foram disparados contra Yeonpyeong, que fica na costa ocidental da península dividida entre as duas Coreias. A maioria dos projéteis caiu em uma base militar sul-coreana.

“As casas e montanhas estão sob fogo e as pessoas estão sendo removidas. Não dá para enxergar direito por causa das nuvens de fumaça”, disse uma testemunha na ilha à TV YTN. “As pessoas estão apavoradas. Enquanto falamos, os disparos continuam.”

As autoridades pediram aos 1.700 habitantes da ilha que evacuem a área, enquanto as imagens de televisão mostram altas colunas de fumaça e casas em chamas.

Os disparos norte-coreanos iniciaram por surpresa às 14h34 local (3h34 de Brasília) sobre a ilha de Yeonpyeong, na zona fronteiriça do Mar Amarelo.

Imediatamente depois, o Estado-Maior sul-coreano enviou uma mensagem telefônica à Coreia do Norte através de uma linha especial para pedir que o vizinho cessasse os disparos, que não voltaram a se repetir até o momento.

O exército da Coreia do Sul se encontra em estado de alerta máximo e já mobilizou caças de combate F-15 e F-16 na região. O presidente, Lee Myung-bak, pediu contenção para evitar uma perigosa escalada da violência.

O presidente sul-coreano disse que é preciso ser dada uma resposta firme ao ataque contra a ilha de Yeonpyeong, situada a apenas 120 quilômetros da capital, Seul. Desde que foi eleito presidente, há cerca de três anos, Lee vem adotando uma linha política dura em relação ao Norte.

As duas Coreias ainda estão tecnicamente em guerra, já que o conflito dos anos 50 terminou sem a assinatura de um acordo de paz, mas apenas com um armistício.

No começo do ano, a tensão na península coreana subiu drasticamente, depois que o governo sul-coreano acusou o Norte de ter torpedeado uma de suas embarcações navais, causando a morte de 46 marinheiros.

FONTE: UOL

85 COMMENTS

  1. É claramente um ato de guerra mas ainda assim a Coréia do Sul não foi para a porrada. Porque ??? O que os assusta ?
    E o que o caças dela fez ? Qual caça ? Ficou dando rasante nos norte coreanos ?
    Tá estranho esse incidente. Se fosse Guerra Fria e isso acontecesse entre as duas Alemanhas, já estaríamos vendo cogumelos atomicos…

    tem coisas a esclarecer aí…

  2. Tem algo a mais ai do que simplesmente um ataque norte coreano!

    Bom a história todo mundo sabe como vai terminar um dia, guerra…

    O “Fx2” da Guerra da Coréia. ou um grande golpe para derrubar o kim jong-il ( o que com certeza é praticamente impossível).

  3. @wagner

    Acredito que Coreia do Sul não quer colocar em risco a prosperidade conseguida durante o armistício. Já que no caso de uma guerra, o país devera executar um esforço econômico gigante.

    Agora aos amigos do blog.

    Num exercício de futurologia, como seria a ocupação da Coreia do Norte pela do Sul, a população apoia o mini ditador?

  4. Fala sério!Sou contra guerra mas já está na hora (passando da hora) da Coreia do Sul meter o pau na Coreia do Norte,os caras já estão com muita graçinha!

  5. a população apoia o mini ditador somente porque são bitolados, o “partido” usa a maquina para educar a todos no sentido de que os EUA acabou com a prosperidade e invadiu metade de seu território, já vi documentários e é de dar dó dos civis. vi imagens raras do interior da Coréia do Norte, somente agricultura rudimentar, miséria, carros de boi e a picape da docuimentarista teve de levar galões com combustível pois não há postos de gasolina, não há nem carros fora das cidades (quase fantasmas) que são dominadas pela elite do “partido”, o programa era o Zonas de Guerra (NatGeo) e um francês é o apresentador.
    Ex: é tudo maquiado, na praça em frente ao hotel do reporter (hotel quase vazio) havia uma praça e sabiam que ele estava lá, então mandaram crianças para brincar lá, bem vistidas e com brinquedos nas mãos, filhos de integrantes do “partido”, mas procurando melhor focaram um menino pobre recolhendo gravetos que seriam usados em fogueira para esquentar em casa.

    enquanto isso, no vizinho do Sul, prosperidade a mil (culpa dusamericanu).

  6. Bom a Coreia do Norte está tirando onda com a Cara da Coreia do Sul a algum tempo, ela está querendo que o Sul reaja e o Sul não que ter atitudes mais duras, será que o Norte tem alguma “carta na manga”que nós não sabemos,mas o governo do Sul sabe?Por isso não reaje duramente?

  7. “a população apoia o mini ditador”

    Tempos atrás apareceu uma reportagem na TV onde um repórter brasileiro e seu câmera, também brasileiro, foram expulsos do país porque o câmera se deitou no chão para fazer uma foto do “Grande Pai” dos caras… Completamente absurdo, mas o coreano que o acompanhava (fiscal do partido) se sentiu completamente ofendido com a ação…

    Alienados como eles estão, após 60 anos de lavagem cerebral? Duvido que não o apoiariam… Ainda mais tendo mísseis e nukes…

  8. Melhor e mais barato em todos os sentidos bancar uma conspiração, e insuflar do que uma guerra, o comentário foi correto para que destruir a economia numa guerra… Só o louco do Bush que torrou trilhoes de dolares, para derrubar Sadam mas deve ter ganha uma super comissão da industria…

    Agora a Correia do Norte quer mesmo a Guerra, tentou uma vez não conseguiu, tentou a segunda? Eles são doidos mas não são malucos, o que se ganha numa guerra?

    Quem mandou atirar? sabem que vão perder… Ou querem forçar mais ajuda humanitária?

    fica o debate porque eles atiraram?

  9. china, russia, eua deveriam soltar todo o estoque de bombas nucleares que estão sendo desativadas lá.

    Ooo paisinho que só dá dor de cabeça.

  10. desculpem os erros de português,

    o problemas de atacá-la é que lá tem bomba nuclear, um ditador louco e a beira da morte, sem sucessor à altura, vizinhos próximos, enfim, barril de pólvora total.

    diz a lenda que exportaram a tecnologia nuclear ao Irão.

  11. Afff! aqui a discução é mais tecnica e civilizada no Força Terrestre tá feio.
    Esses nortecoreanos estão de manha, estão querendo ajuda humanitaria por que aquele ditadorzinho (ele é bem baixinho) louco esta matando seu proprio povo de fome.
    Os sul coreanos deveriam jogar misseis por la, alias bombardeia as centrais eletricas, eles quase nao tem mesmo.

  12. Edu Nicácio disse:
    23 de novembro de 2010 às 10:23

    eu vi isso e o fotógrafo se deitou para poder focar a estátua inteira, é enorme.

    na época que etavam testando aqueles mísseis, li em jornal que o ditador tem dois objetivos (prováveis, lógico que ele não dá entrevistas), realmente a permanência das ajudas humanitárias, ajuda da China e manter o isolamento, o maluquinho tem pavor que seu povo saiba o que acontece fora de lá, pois lógicamente se rebelariam depois de um período de transição cerebral, pós lavagem rsrsrsrs

  13. Num vai vira nada isso.A Coréia do Sul não vai fazer a besteira de começar uma guerra.Foi assim com a corveta, será assim com esses tiros, e será assim com os próximos incidentes.

  14. A Coréia do Norte é um pais quebrado financeiramente e isolado politicamente (obviamente o Brasil colocou uma embaixada lá), necessita de ajuda financeira, alimentar e de energética para sobreviver. Sempre que a coisa aperta, eles vem com testes nucleares, mísseis etc etc..De repente este bombardeio foi mais um sinal para novas conversações.
    De repente alguém ficou mais nervoso e ordenou a barragem de artilharia, de repente eles querem tirar do foco as noticias sobre as ulta-centrifugas encontradas, de repente é uma briga de poder para ver quem vai ser o sucessor do Home..
    Tomara que a Coréia do Sul não fique tentada e acabe com esta divisão, vai ser ruim para todos (menos para as fabricantes de armas)..
    []

  15. Agora dá pra ver claramente que Coréia do Sul e EUA sairam com o rabinho entre as pernas. Por que se pelam de medo da Coréia do Norte?
    Um exército de um milhão de homens e alguns mísseis nucleares formam um bom argumento para os inimigos se manterem longe.
    Eles vão provocar cada vez mais e sabem quem nunca serão retaliados.
    Vejam o exemplo de Israel. Não deixa nenhuma agressão impune.
    Buscar uma solução pacífica para um conflito é o desejável, mas tem momentos em que se curvar demais, acaba expondo o trazeiro.

  16. Isso demonstra mais ainda que o Governo da Coréia do Norte, está sem limites para reinvidicar petróleo, gás, alimentos e energia para seu país, atacou sem puder seus irmãos do sul e vai continuar a fazer desde que a opinião internacional não passe de “pedidos” e “sanções” que nada interferem em sua política. Agora que o líder norte coreano está para passar seu bastão de ditador ao seu filho, acho que ele o pretende o fazê-lo do mesmo modo que oconseguiu (o poder através de seu pai) na guerra, ou seja vai entregar a coreia do norte na continuação da guerra dos anos 50.
    ABRAÇOS. Antes do iraque e afeganistão, tinham que ter derrubado este líder. Um míssel teleguiado uma omba em seu quarto, com o apoio da coreia do sul e líderes norte coreanos vendidos. Estamos na espera de uma nova notícia e que seja boa.

  17. Ao contrário do Iraque, nem o Tio Sam tem coragem de atacar a Coréia do Norte, pois além de possuírem bombas atômicas, eles possuem mísseis de longo alcance, capaz de atingir não só a Coréia do Sul, como muitos outros países alinhados do USA.

  18. Esse pessoal dentro daquele pais está na década de 50.
    A Comunidade internacional tem que dizer para eles… “olha isso aí é coisa de 60 anos atrás..nós não queremos mais isso!” e por outro lado … falar a MESMA COISA para a China que da suporte do governo da Coreia do Norte.
    Aí é o caso do Brasil chegar e fazer valer seu novo “peso” no cenário mundial e ter uma conversa séria com a China, tipo pressão social mesmo, da comunidade, dos países. Fazer esse povo entender os limites que todos nós temos que ter.

  19. Estranho….

    Após a mídia global anunciar que um pesquisador visitou as instalações nucleares da CN e que o mesmo “atesta” que os mesmos têm capacidade de produzir artefatos nucleares, ocorre esse incidente.

    Isto está me cheirando a motivo fabricado para pressionar o CS da ONU a autorizar ações contra a CS (teoria da conspiração).

    Será que os EUA tem cacife para atuar em mais uma frente de batalaha? Não podemos esquecer que lá, a “chapa é mais quente”

  20. Estranho….
    Após a mídia global anunciar que um pesquisador visitou as instalações nucleares da CN e que o mesmo “atesta” que os norte-coreanos têm capacidade de produzir artefatos nucleares, ocorre esse incidente.

    Isto está me cheirando a motivo “fabricado” para pressionar o CS da ONU a autorizar ações contra a Coreia do Sul (teoria da conspiração).

    Será que os EUA tem cacife para atuar em mais uma frente de batalha? Não podemos esquecer que lá, a “chapa é mais quente”

  21. A Coreia do Norte, não dura 48 hrs caso os EUA lutem, o problema é o que vão fazer a China vai fazer com os milhões de Refugiados e a Coreia do SUl com o resto a População.
    Será qua a Economia prospera da Coreia do SUL, Vai suportar os milhões de Norte Coreanos?! Sem educação sem Saneamento com uma cultura totalmente diferente.

  22. A Coréia do Sul tem medo de uma escalada nuclear, mas acho também que os sul coreanos sabem que um guerra convencional levaria a uma total destruição da sua capital e a um retrocesso da sua economia.

    Li alguns anos atrás uma análise do Exército Americano que saiu no site globalsecurity.org que se as duas coréias entrassem em guerra nem todo o poder americano não nuclear americano seria capaz de conter a investida do exército norte coreano contra Seul (a capital, cidade mais importante economicamente e que fica próximo do norte); a cidade seria completamente destruida no começo da guerra.

  23. Porque os Sul Coreanos não foram para as vias de fato? Isso não é óbvio?
    Se um ataque leve, com algumas dezenas de disparos causaram confusão, tumulto na bolsa local, mortes, feridos e perdas materiais imaginem o que duas das maiores potências militares (South and North Koreas) do planeta, degladianto-se com todo o seu poderio militar numa guerra total não causaria à econômia sul-coreana e, por consequência, às economias de todo o globo? Sem contar que a minúscula extensão territorial intensificaria ainda mais os danos do conflito às duas nações.

    Isso não é uma guerra anônima e sem importância como a independência de Biafra, é algo que pode abalar a estrutura política internacional como a conhecemos…

    Por isso não foram às vias de fato…

  24. “Colt disse:
    23 de novembro de 2010 às 11:28
    … falar a MESMA COISA para a China que da suporte do governo da Coreia do Norte.
    Aí é o caso do Brasil chegar e fazer valer seu novo “peso” no cenário mundial e ter uma conversa séria com a China, tipo pressão social mesmo, da comunidade, dos países. Fazer esse povo entender os limites que todos nós temos que ter.”

    Hahahahahaa…com essa atual diplomacia??? Hahahaha…não duvide, mas é mais fácil o nosso excelentíssimo chanceler apoiar a causa dos norte coreanos…não duvidem…

  25. A Coréia do Sul nunca vai reagir de forma dura pois Seul está muito próxima da fronteira com a Coréia do Norte.

    Ela poderia ser facilmente varrida pela artilharia norte coreana.

  26. Calma, pessoal, não vai haver guerra. Pelo menos por enquanto.

    Um conflito bélico naquela região traria, à contra gosto, China, Rússia, Japão e Estados Unidos para a berlinda. Se o governo do Norte se sentir ameaçado pode lançar mísseis contra Japão e Rússia, além, é claro do vizinho do sul. Ainda existe a possibilidade de alguns modelos experimentais alcançarem o Hawai e a costa oeste americana.

    Fica claro que todo cuidado é pouco para não começar algo que será difícil de parar. Qualquer retaliação por parte do governo de Seul deverá ser bem pensada e articulada com os EUA, Rússia e Japão, que estão dentro do limite da artilharia do norte.

    Ninguém do ocidente permitirá um ataque mais contundente enquanto a crise financeira limitar as operações militares.

  27. André Luis disse:
    23 de novembro de 2010 às 13:52

    E você acha que os nortecoreanos não sabem disso tudo ???
    Agora é a hora para a CN atacar. Não vai haver uma guerra agora se esperarmos uma iniciativa dos sul coreanos, já os do norte….. não sei!
    norte coreanos são fanáticos e seu maior sonho a 53 anos é invadir o sul.

  28. caiozin disse:
    23 de novembro de 2010 às 14:04

    Cara, honestamente não sei se a população do norte é tão fanatica assim.
    Tenho minhas dúvidas.

    Claro que para um governo fechado como o do Norte é exatamente essa a impressão que eles querem que o mundo tenha, de um povo adorador do seu líder.

  29. devoção: vi em documentário, médico Chinês foi para C. do Norte e fez em um fim de semana 400 cirurgias de catarata, algo simples que a C. do Norte não fornece. Após a cirurgia, tiram as gases do olho, o indivíduo vai até os dois porta retratos do atual ditador e seu pai e diz: “obrigado grande líder por me fazer voltar e enxergar, usarei meus olhos para matar cada americano que contribui para as nossas mazelas”.

    no mesmo programa, o repórter andando na rua quase foi agredido por um cidadão, o guia norte coreano o freiou e depois disse que para os do norte, qualquer feição não oriental já é para desconfiar.

    conclusão: eles são fanáticos sim, não ganharão guerras com isso, mas dariam um trabalho e prejuízo que no momento ninguém quer ter.

  30. Não é interesse de ninguém (CS, EUA, China, Japão) uma guerra aberta contra a CN. Mas também não dá para ficar aguentando essas provocações ad eternum.

    []’s

  31. Eu um conflito na Coréia, a CS apoiada pelos EUA ganham sim a guerra, mas é um absurdo todo mundo aqui dizer que a CN vai só apanhar!!

    Alguns murros ela vai acertar, e pode ter certeza que vai doer.

    A CN não é o Iraque e muito menos o Afeganistão.

    Abraços.

  32. Quanto tempo vai demorar para alguém escrever aqui que é culpa dos EUA?

    Bem, A Coréia do Sul só não mandou tropas e aviões para o norte ainda, porque certamente teria a China de péssimo humor se fizesse isso, e nem os EUA querem brigar com a China, que dizer a Coréia.

    Mas agora, talvez, a China ponha o mini-ditador norte-coreano contra a parede.

  33. Uma guerra não é uma ciência exata (muito pelo contrário), com certeza a Coréia do Sul é um pais muito mais bem equipada e atualizada, mas por outro lado a Coréia do Norte tem um exercito numeroso, se não devidamente equipada, com soldados que com certeza foram doutrinados (lavagem cerebral mesmo) para defender ou morrer.
    Na minha opinião (de leigo) acredito que a Força Aérea da Coréia do Sul (assim como a Marinha) vão devastar rapidamente a do Norte, pois aqui sim a qualidade pesa e em muito e com o passar do tempo, vão estar apoiando as forças em terra. Agora, como uma guerra é vencida tomando o território do inimigo, quem vai ralar é a infantaria e ai o bicho pode e deve pegar.
    Um típico soldado da Coréia do Norte vai se arrebentar para defender o seu pais, os oficiais que em tese devem ter uma bagagem cultural / intelectual melhor devem ter sido ainda mais doutrinado, sem contar que se perder a guerra, perdeu o emprego (não vamos esquecer que a CN é um pais miserável) e o seu status. Ou seja, coisa de desesperado / encurralado..Estes depois dos malucos são os mais perigosos, pois não tem muito o que perder.
    Já a CS, além da perda de vidas terrível, provavelmente vai ter o seu território bastante castigado, não conheço a geografia do pais, mas vendo onde está Seul dá pra ver que eles vão ser sim atingidos. Creio que vão ter que reconstruir parte do pais (coisa que já fizeram e bem uma vez), mas e se ganharem a guerra? Vão ter a “outra” metade..Vão fazer o que lá? Creio que a integração seria a solução, mas a CN não é a Alemanha Oriental, muito mais investimentos serão necesários, com certeza a qualidade de vida dos Sul Coreanos vão ter uma queda brusca, eles querem isto?? Creio que isto deva pesar na decisão..
    No mais, se isto acontecer, a Coréia vai ter a China perto da sua fronteira..
    Quanto aos Americanos.. Para mim, eles vão apoiar sim a CS, não somente com equipamentos, material, reposição, inteligência militar, combustível, mas com tropa também. Os gringos não tem milhares de militares estacionados na região (Coréia / Japão) só para tomar sol..
    Estou errado?
    []

  34. Segundo o site http://www.globalsecurity.org:

    O top deles de caça são 20 Mig 29 e 45 mig 23. Não seriam problema maior.

    Eles têm mais de 20 submarinos. Estes iriam dar bem mais trabalho.

    O problema seriam as forças em terra. Muito mais pela quantidade que qualidade.

    Mas resumindo tudo: quem tem 1 nuke fala grosso. Mesmo que só tenha 20 soldados de estilingue.

    força aérea

    http://www.globalsecurity.org/military/world/dprk/air-force-equipment.htm

    Forças terrestres:

    http://www.globalsecurity.org/military/world/dprk/weapons.htm

  35. Paulo disse:
    23 de novembro de 2010 às 11:49

    Então, me parece que hoje o Brasil é ouvido com não era no passado recente. Seja porque os países precisam dos minérios de nossas jazidas, do nosso crescente mercado consumidor e por causa de nossa atuação política junto aos países de todos os continentes. Negar isso não faz muito sentido. Por outro lado, acredito sim que o governo deve atuar sobre essa situação junto com a comunidade internacional. Parece que esse pessoal da Coréia do Norte tá atrasado uns 60 anos… é um país fechado, cabe sim ao Brasil chamar a China e dizer que nós aqui não gostamos desse tipo de atitude e deixar pra China pensar sobre o assunto. Eu não substimaria o peso do nosso mercado interno, da nossa agricultura… etc.
    Abraço.

  36. Vocês já se esqueceram que alguns meses atrás a Coreia do Norte afundou um navio de guerra sul coreano? Qual sanção a CN sofreu? Nenhuma!!! Enquanto não derem uma dura na CN essa situação não vai mudar.

  37. O grande trunfo mesmo da CN é que seus líderes estão se lixando para quem morre. Enfrentar alguém assim é sempre um convite ao desastre.

    E como o colega citou, há ainda um cenário bizarro para a CS: um dia a CN deve cair. Seja por guerra, convulsão social, o que for. A questão é que cairá.

    Como a CS vai receber este pessoal?

    A diferença entre as alemanhas ocidentais e orientais era muito menor que entre as coréias. e mesmo 20 anos depois da unificação, as alemanhas ainda têm vários problemas na integração. e o custo não sei se pode ser pago pela CS.

  38. A C do Sul arrega muito, desce logo o sarrafo na C do Norte, não acho que a China esteja pronto pro “PEGA” quanto mais tmepo passa pior pros EUA.

  39. Primeiro os EUA consultarão a CHINA.

    Depois, dependendo do resultado, aí sim, talvez, a resposta seja dada.

    Se será dada em forma de guerra aí é demais para um humano saber. 🙂

  40. Isto é só para quebrar a monotonia. Estão em guerra desde 1953!! Não assinaram um acôrdo de paz até hoje!! Parem para pensar um pouco! Dois exércitos frente-a-frente há 57 anos; tem mais é que dar uns tirinhos, gastar munição velha.

  41. O problema de uma guerra no seu quintal, em um país pequeno com a Coréia do Sul e que seria um desartre em termos econômicos.
    Imaginem semanas ou mêses a fio de fabricas paradas e bolsa fechada, fora a destruição envolvida.
    O sul não tem porque procurar briga, já o norte fica valendo-se da sua propalada “capacidade atômica” para provocar essas escaramuças e desviar a atenção do povo do seu próprio sofrimento e dos inimigos de toda e qualquer nova descoberta de arsenais e etc.

  42. A CS dar uma surra na CN?Essa é boa…
    A CN pode até perder a guerra, mas com certeza não será uma ‘surra’.
    Um dos maiores e mais bem treinados exércitos do mundo com certeza não é derrotado facilmente.Os EUA tiveram problemas com o Afeganistão e Iraque, dois paises com as FA arruinadas.Imaginem eles tentando invadir a CN.Da última vez que tentaram, não deu muito certo.

    Mudando um pouco de assunto, alguém pode me dizer COMO um CIENTISTA ESTADUNIDENSE entrou em uma INSTALAÇÃO NUCLEAR na CORÉIA DO NORTE?

  43. Tah todo mundo torcendo pro “circo pegar fogo” , neh???

    Eu nao!!!

    Vcs acham que para a Coréia do Sul é simples entrar numa guerra mesmo com dinheiro e tecnologia avançada???

    Vcs se esquecem ou não sabem que o mundo todo hj VIVE EM REDE!

    O que vcs acham que está acontecendo nas bolsas de valores neste momento na Ásia, principalmente na Coréia do Sul? Preços das ações estão despencando porque os investidores nao vão querer perder dinheiro se houver uma guerra!

    Lembrem-se que a Coréia do Sul hj é muito importante no mundo, querem exemplos??

    Seu monitor de computador é LG ou SAMSUNG ?

    Já viram os carros da KIA e mais recentemente os carros da HIUNDAI tomando conta de nossas ruas?

    Um dos maiores e melhores estaleiros (const. de navios) do planeta é sul-coreano???

    Muitas empresas de alta tecnologia de atuação global são Sul-Coreanas!

    Uma Guerra entre as Coréias terá repercussão em cadeia em todo o planeta!

    Nós seremos muito prejudicados, os EUA, a Europa, Japão, China, etc.

    Quantos milhares de trabalhadores brasileiros perderão suas empresas se elas falirem por causa da guerra e da queda da cotação de suas ações???

    E se o maluco do ditador norte-coreano lança uma bomba atômica? E se outro revida com uma bomba atômica também???

    Vcs acham que vai ser como em Hiroshima? As bombas atuais são dezenas de vezes mais poderosas que aquela…

    Podem ocorrer terremotos em outras partes do mundo e tsunamis provocados pelo desequilíbrio no planeta!

    A Coréia do Norte não é o Iraque e nem o Afeganistão!

    Então, antes de ficarem torcendo para “guerrinhas”, pensem nas consequências mesmo para nós no Brasil!

    Eu espero sinceramente que não haja um conflito de proporções maiores…

  44. Em 15 de junho de 1999, forças norte e sul-coreanas se enfrentaram no primeiro confronto naval na zona marítima disputada no Mar Amarelo desde a Guerra da Coreia, que terminou em 1953. Os sul-coreanos afundaram um barco norte-coreano, matando pelo menos 20 tripulantes.

    No dia 29 de junho de 2002, as forças militares do Norte e do Sul se enfrentam em um novo confronto naval. O conflito matou 13 norte-coreanos e seis marinheiros sul-coreanos. Um barco da Coreia do Sul foi afundado. Posteriormente, Pyongyang se desculpou.

    Em 10 de novembro de 2009, uma patrulha naval norte-coreana e uma embarcação da Marinha da Coreia do Sul trocaram disparos nas águas do mar Ocidental (mar Amarelo), perto da ilha de Daechong. A breve disputa não deixou vítimas, mas acirrou a tensão entre os países.

    Já em 26 de marco de 2010, a corveta sul-coreana Cheonan foi atingida perto da fronteira entre os dois países, partiu-se em dois e afundou. Cinquenta e oito marinheiros foram resgatados, mas outros 46 morreram. O ataque foi atribuído a Pyongyang.

    Então pergunto qual a novidade…pra mim é tudo midia, apenas isso

  45. Sempre que a Coreia do Norte está em dificuldades econömicas provoca uma agressão, com isso uma reunião na ONU que fornece arroz e trigo em troca do fim das hostilidades.
    Isso é bem antigo.

  46. E tem gente que ainda se pergunta por que que os EUA não invadem a Coréia do Norte.

    Ninguém, repito, ninguém é louco o suficiente para comprar briga com outro louco que tenha uma bomba atômica. Ou vocês acham que a artilharia nortecoreana não alcança Seul? Isso eles não fazem por que seria puxar briga com a OTAN (muitos loucos com bombas atômicas).

    Logo eles fazem esses ataques com poucas vítimas para negociar o fim das hotilidades em troca de benefícios.

  47. RodrigoBR disse:
    23 de novembro de 2010 às 17:44

    Podem ocorrer terremotos em outras partes do mundo e tsunamis provocados pelo desequilíbrio no planeta

    Esqueceu do Gozilla? Ele repousa ali do lado, no mar do Japão, e poderia ser despertado por uma explosão nuclear. 😉

    []s

  48. Maluco foi quem recentemente abriu uma embaixada na coréia do norte, dando legitimidade a mais um ditadorzinho no mundo. Vai ver toma pyongwong como modelo de regime nacionalista e anti-imperialista.

  49. RodrigoBR

    O Brasil que se dane, não faz a parte dele, pede pra Deus ajudar!!!

    Essa guerra é questão de tempo, uma analogia: uma luta de box. O Sul apanha porque se perder, “apanhar” sem atacar, eles ganham $$$$$ enquanto isso os peso pena, NORTE, desce a mão.

    Qual a diferença se for hoje ou daqui 50 anos, um dia o bicho pega, isso serve a Taiwan também.

  50. A Uol postou agora à noite (23/11) que um militar do Coréia do Sul confirmou que os primeiros tiros partiram da Coréia do Sul (exercício militar).

  51. Boa oportunidade para os Emirados se livrarem dos Mirage 2000 sucata plus. Finge que apóia alguma Coréia, joga no mar e diz que foi abatido.

  52. Depois do Lulete abrir uma embaixada, mandou um doido para lá.

    Se for petralha não rasga dinheiro. Se der uma nota na mão dele, enfia no bolso. Quem quiser conhecer a figura, é só colar isso aí no google:

    A escolha do embaixador na Coreia do Norte comprova que, para o Itamaraty, os malucos se entendem

  53. Re: RodrigoBR disse em 23 de novembro de 2010 às 17:44

    “E se o maluco do ditador norte-coreano lança uma bomba atômica? E se outro revida com uma bomba atômica também???

    Vcs acham que vai ser como em Hiroshima? As bombas atuais são dezenas de vezes mais poderosas que aquela…

    Podem ocorrer terremotos em outras partes do mundo e tsunamis provocados pelo desequilíbrio no planeta!”

    Hahahahahahaha!!! Adorei essa!!! Cuidado que a atmosfera pode se incendiar com o calor e morreremos todos queimados juntos!!! 😛

  54. Era uma guerra premeditada, se procurarmos por notícias, desde 2008 já estavam se estranhando.
    Incrível como o mesmo país que prega tanto sobre a Paz Mundial, sempre está nas guerras.O Mundo verás mais uma vez banho de sangue contra inocente…

  55. Rodrigo BR

    A bomba atomica mais poderosa já detonada tinha 50Mt (Tsar) e ela não causou terremotos ou tsunamis. Hoje armas nucleares são armas taticas e cirurgicas.

  56. Eu acho que tá na hora de acabar com a CN, senão daqui a pouco o regime comunista vai ter tecnologia para lançar as ogivas atômicas por meios de misseis e a situação vai ficar ainda pior.

    Se algo não for feito a situação só vai piorar .

    Se fosse Israel…

  57. “Mudando um pouco de assunto, alguém pode me dizer COMO um CIENTISTA ESTADUNIDENSE entrou em uma INSTALAÇÃO NUCLEAR na CORÉIA DO NORTE?”

    Bruno…

    o Dr Hecker desde 2004 tem feito visitas anuais à Coréia do Norte e na sua última visita no inicio deste mês, a ele foi mostrado uma instalação para enriquecimento de uranio em estado avançado …que poderá eventualmente levar a produção de uma bomba atomica à base de uranio, ou seja, uma melhor alternativa à bomba de plutonio que eles já possuem.

    abs

  58. Israel ao destruir o reator iraquiano valeu-se também do fato de não haver uma fronteira em comum com o Iraque.

    As novas instalações nucleares coreanas poderiam ser destruidas, mas
    haveria uma resposta imediata e Seul está dentro do alcance da artilharia da Coréia do Norte.

    A Coréia do Norte e seu regime arcaico que não dá a minima para o sofrimento de sua propria população tem muito menos a perder do que a Coréia do Sul em uma eventual guerra, mas ao mesmo tempo, não toma nenhuma iniciativa para cruzar o paralelo 48, como fez em 1950,
    limitando-se a provocações baseadas em “supostas” transgressões
    da Coreia do Sul.

    sds

  59. Cade uzamigos da justiça e da libedadi?!…Cade uzamericanu?!….CADE?!………..Não foram lá salvar o iraque/afeganistão!…………..Porque não vão la salvar a CS?!……É porque lá o buraco é mais embaixo né?!…É porque la na CN não tem nada de valor né?!….Patifaria viu…………

  60. A Coreia do Sul também respondeu aos ataques com sua artilharia! Talvez tenha infligido mais danos aos norte coreanos do que recebeu. Até onde se sabe morreram quatro pessoas do lado sul mas nao sabemos quantos faleceram no lado norte.

  61. A Coreia do Sul já foi salva pelos EUA em 1950-1953 e desde então tornou-se um país muito melhor que a Coréia do Norte ou a ex-Alemanha
    Oriental por exemplo e os EUA já deram inumeras provas desde então que a apoiarão inclusive militarmente se for necessário.

  62. Todos os incidentes relatados são estranho
    1. Um submarino de 50 anos de idade que mal navega afundou um naviou coreano de guerra moderno.
    2. 200 tiros de precisão numa base militar de surpresa só mata duas pessoas…. uma base militar vazia… os soldados estavam de férias?
    3. A CS não retalhou e nem atacou a fonte dos disparos que em tese não estaria fora do alcance das bambas de um F-16.

  63. Caro Jorge…

    o submarino que afundou a corveta sul coreana se é que realmente
    foi um submarino, não precisa ser um dos velhos da classe Romeo,
    mais possivelmente teria sido um minisub moderno de 130 toneladas.

    Nem todos os tiros foram disparados ao mesmo tempo, havendo um intervalo, o que permitiu aos militares e civis buscarem abrigo, além do
    que nem todos os tiros “precisos” acertaram os alvos.

    A Coreia do Sul respondeu prontamente, com artilharia e enviou aeronaves de combate, mas não houve necessidade de maiores ações, até porque a Coréia do Norte interrompeu o bombardeio e ainda não
    fez nenhum avanço em direção a fronteira, ou seja, a própria Coréia do Norte sabe até onde pode ir.

    abs

  64. Bastante prudência e muita investigação nesse caso. Inicialmente, uma guerra aberta naquele contexto geoestrategico, e principalmente, levando em consideração os possíveis afetados, só trará problemas para a atual situação econômico-financeira global.

    Regionalmente falando, Coreia do Sul tem a perder boa parte de sua infra-estrutura, deteriorar a economia, milhares de vida e inclusive seu parque industrial de média/alta tecnologia.

    O Norte apesar de aparentemente nada a perder, pode desestabilizar em anos seu coeso regime político, e iniciar uma convulsão de dentro da própria linha de poder central, até a sociedade.

    No mais, é necessário formar uma parceria técnica internacional, uma comissão de apuração, para ponderar e analisar, o que realmente aconteceu antes e durante as agressões.

    Principalmente, se houveram exercícios militares em águas territoriais conturbadas e próximas com disparos simulados, e fogo de artilharia com dezenas de projéteis, aonde atingiram, e a situação da base naval no momento.

    Já vimos fatores complexos antes, mas não tão extremos quanto esse, de escalada tão rápida. Acima de tudo, prudência.

  65. Dalton,

    Mais uma vez fico grato pela sua sensata voz no blog!

    A nao ser que a CN sempre imprevisivel tenha algum acidente na sua cadeia de comando ou algum grupo de militares agindo fora da direcao central nada ocorrera como de praxe. Uma guerra nao traz beneficios a ninguem ali, seja EUA, China ou qualquer uma das duas Coreias.

    Caso houvesse algo e bom lembrar de que nenhuma guerra e uma repeticao de outra, principalmente uma com 60 anos de diferenca. Enquanto a CN no papel tem FAs enormes, a qualidade delas e sua capacidade de guerra a longo prazo sao irrisorios. A China nao tem interesse algum de ir a guerra com os EUA pela CN, vivemos em 2010 e a China potencia economica e nao mais nos anos de Chairman Mao.

    Ja a CS e altamente industrializada ou seja capas de uma guerra longa e com FAs modernas e eficazes. Tambem vale lembrar que hoje a CS nem precisa de forcas de combate americanas para derrotar a CN, evidencia disso e o fato de que ha mais tropas de apoio e inteligencia americanas na CS do que combate (Apenas uma Brigada “Heavy”).

    Semper Fidelis!

  66. Outro fator, foi o fim da política de distensões diplomáticas e comerciais, que fecharam novamente as fronteiras e portas do país para a flexibilização internacional, que havia inclusive selado um pacto de não-agressão no aperto de mão do ex-premier sul coreano e Kim Jong-II.

    Após as mesas de negociações, que inclusive tiveram o apoio do Japão, à época, a escalada da doutrina Bush de guerra ao terror retomou a Coreia do Norte como eixo do mal da política externa, e criou novas incertezas geopolíticas na região, enclausurando definiivamente o regime.

    E no seguimento a entrada no Afeganistão, o parlamento sul-coreano promove a novo premier, quem se mostrava anti-Kim de carteirinha e se alinhava as nuances de uma OTAN informal do Pacífico.

    Se traçar um paralelo, durante esse período assim como em meados de 80, a doutrina nuclear norte-coreana se radicaliza e aumenta o direcionamento de pesquisas em propulsão de foguetes (construção de nova classe de mísseis).

    Em suma, o sistema centralizado e autoritário de poder norte-coreano deve cair, mas não pela presunção de superioridade moral, de idiossincrasias não coreanas.

    Afinal, o povo sul e norte coreano, independente de suas diferenças é soberano.

  67. SE PREPAREM PRA _____________!

    COMENTÁRIO EDITADO

    PREDATOR, AVISAMOS QUE SEU COMENTÁRIO ESTÁ SENDO REJEITADO PELO SISTEMA POR UTILIZAR APENAS MAIÚSCULAS NO TEXTO. ESCREVA COMO OS DEMAIS (NORMALMENTE, COM MAIÚSCULAS E MINÚSCULAS, E SEGUINDO AS REGRAS DO BLOG) E SEU COMENTÁRIO NÃO SERÁ REJEITADO

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here