Payday loans online

Ícaro Luiz Gomes

Nosso colaborador Ícaro Luiz “Joker” Gomes esteve ontem (28.01) na cerimônia de passagem de comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste (ComGptPatNavNE), em Natal-RN.

No evento, o Capitão-de-Corveta Ricardo Alexandre Fernando Chaves passou o comando ao Capitão-de-Fragata Guilherme Wagner de Azevedo Cordeiro (em destaque, na foto abaixo). A cerimônia foi presidida pelo Vice-Almirante Airton Teixeira Pinho Filho, Comandante do 3° Distrito Naval.

Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste

“Daqui Patrulhamos a maior parcela da nossa Amazônia Azul e guarnecemos as águas jurisdicionais Brasileiras no Nordeste”

Histórico

A origem deste grupamento remota a década de 40, quando da criação do Esquadrão de caça Submarino, que depois da Segunda Guerra Mundial foi transformado em Força-Patrulha Costeira do Nordeste (FORPACONE) e , posteriormente, no Grupamento Naval do Nordeste (GNNe), por meio do Aviso Reservado do Ministro da Marinha n° 2106 de 08/09/1967, que adotou a nova Organização Administrativa para as Forças Navais.

Na ocasião, o Grupamento Naval do Nordeste era composto pelos seguintes navios:

  • Corveta “IPIRANGA”
  • Corveta “FORTE DE COIMBRA”
  • Corveta “PURUS”
  • Corveta “CABOCLO”; e
  • Navio-Patrulha “PIRAJÚ”.

Em 10/07/1981, o GNNE deixou de ser subordinado ao Comando da Base Naval Ary parreiras (atual Base Naval de Natal), e passou a constituir um Comando de Força independente, sob a denominação de Comando do Grupamento Naval do Nordeste (ComGrupNNE), com a nomeação para Comandante de um Capitão-de-Mar-e-Guerra de Corpo da Armada. A partir de 26/01/1996 o Comando passou  a ser exercido por um Capitão-de-Fragata. Em cumprimento a Portaria n° 192/MB/2006, o Comando do Grupamento Naval do Nordeste (ComGrupNNE) teve sua denominação alterada para Comando do Grupamento de Patrulhamento Naval do Nordeste (ComGptPatNavNE).

 

A Missão

O ComGptPatNavNE tem como missão, na área do jurisdição do 3° Distrito Naval, realizar socorro e salvamento marítimo, patrulha costeira e inspeção naval, a fim de contribuir para a salvaguarda da  vida humana e para a segurança e controle dos interesses do Brasil no mar.

Constituem atividades do ComGptPatNavNE:

  • Executar o serviço de busca e salvamento marítimo, apara ao qual são mantidos 2 navios de prontidão, designados “Navio de Serviço Distrital e Navio de Salvamento”, e cuja finalidade é a salvaguarda da vida humana no mar e o salvamento de material que ofereça perigo à navegação. Nossa área de atuação abrange 1553500 milhas náuticas quadradas e estende se além da ilha de Ascensão, no meio do Oceano Atlântico. Tal área corresponde à cerca de 63% do território nacional ou 50% do continente europeu, incluindo a região ocidental da Rússia; Para que se tenha uma melhor idéia das distâncias envolvidas, a distância em linha náutica corresponde à distância terrestre entre o Rio de Janeiro e a cidade de Maceió.
  • {A área marítima, sob jurisdição do 3º Distrito Naval, é compreendida entre as linhas de marcação de 019º e 115º, com origem, respectivamente, nos pontos do litoral brasileiro das dividas entre os Estados de Piauí-Ceará e Alagoas-Sergipe, bem como a área marítima correspondente às ilhas de Fernando de Noronha, Arquipélago de São Pedro e São Paulo e Atol das Rocas.(https://www.mar.mil.br/com3dn/paginas/fotosar1.html);( https://www.mar.mil.br/com3dn/paginas/fotosar2.html) }*[ retirado do link https://www.mar.mil.br/com3dn/paginas/salvamarne.html]
  • Efetuar a patrulha costeira, realizada permanentemente até os limites da ZEE, para fiscalizar e proteger os interesses nacionais oriundos da Convenção das Nações Unidas para o Direito do Mar;
  • Efetuar a inspeção naval, eventualmente em conjunto com o IBAMA, para garantir o cumprimento da legislação e regulamentação relativas a seguranças de navegação e a preservação das espécies marinhas;
  • Participar das operações navais e exercícios determinados pelo 3° Distrito Naval, como as operações de defesa de porto e de reboque, entre outras; e
  • Presta apoio eventual a manutenção da Estação Cientifica do Arquipélago de São Pedro e São Paulo, bem como as atividades náuticas da sociedade local ou atividades de defesa civil.

O ComGptPatNavNE também contribui, em apoio ao Hospital Naval de Natal (HNNa), para o tratamento das doenças descompressivas resultantes de acidente de mergulho, por meio de sua Câmara de Recompressão.

Navios Subordinados/Meios Operativos:

  • RbAM “TRIUNFO”
  • P-40 “GRAJAÚ”
  • P-41 “GUAÍBA”
  • P-42 “GRAÚNA”
  • P-43 “GOIANA”
  • AviPa “BARRACUDA”

Veja outras fotos da passagem de comando, clicando aqui.

Tags: , , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

5 Responses to “Poder Naval na cerimônia de passagem de comando do ComGptPatNavNE” Subscribe

  1. Jaguar 29 de janeiro de 2011 at 18:07 #

    Ta de Parabens Joker Excelente Materia

  2. Luiz Padilha 29 de janeiro de 2011 at 18:34 #

    Meus parabéns pelo seu trabalho. Excelente meu amigo!
    Bravo Zulu!

  3. azvdo.mar 29 de janeiro de 2011 at 18:49 #

    Agradeço a gentileza do blog, especialmente ao Galante e ao Ícaro.

  4. Joker 29 de janeiro de 2011 at 18:59 #

    Obrigado Primo e Padilhão

  5. Joker 29 de janeiro de 2011 at 19:33 #

    A disposição Comandante Azevedo

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Revista Forças de Defesa número 10

O Gripen, escolhido como novo caça da FAB, volta à capa de Forças de Defesa, onde esteve em nosso primeiro […]

Vídeo: porta-aviões ‘Liaoning’ e caça J-15

Ótimo vídeo sobre o porta-aviões chinês Liaoning e os caças J-15, com imagens excelentes e uma boa dose de nacionalismo. […]

Fragata americana USS Taylor deverá entrar hoje no Mar Negro

A Marinha dos EUA (USN) informou nesta terça-feira, 22 de abril, que a fragata USS Taylor (FFG 50) deverá entrar […]

A última esperança dos EUA, caso os russos continuem interferindo no sistema Aegis

Como um Su-24 russo paralisou destróier americano

Na semana passada, na Internet russa foi discutido ativamente um comunicado de como um bombardeiro da frente russo Su-24 equipado […]

Sem cortes, programa de submarinos já consumiu R$ 10,3 bi

Cinco novos submarinos, que estão sendo construídos na costa fluminense, deverão ser entregues até 2023, segundo a Marinha brasileira Proteger […]

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE