No Credit Check Payday Loans

A Marinha vietnamita contou com embarcações de construção russa no passado

 

A Marinha do Vietnã recebeu seu primeiro navio de guerra fabricado localmente, equipado com sistemas de artilharia e de mísseis, informou a imprensa local. A empresa de construção naval Hong Ha começou a construir o modelo em 2009 e testou o navio no ano passado.

O projeto teria sido comprado de uma empresa estrangeira. Um alto funcionário da marinha disse que o navio vai patrulhar as águas territoriais do país, em meio a crescentes tensões no Mar da China Meridional.
Existem tensões em curso entre Vietnã e China sobre disputas marítimas territoriais.

No ano passado, ocorreu um confronto entre um navio de pesquisa de de óleo e gás vietnamita e barcos de patrulha chinesa, o que provocou manifestações anti-China em Hanói.
O novo navio tem 54m de comprimento e tem um alcance operacional de mais de 2.000 milhas náuticas.

O Vietnã disse que pretende construir mais navios de guerra no futuro. No momento, a maioria dos seus navios vêm da Rússia e da antiga União Soviética.

FONTE: BBC

Tags: , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

7 Responses to “Marinha do Vietnã lança primeiro navio de guerra feito no país” Subscribe

  1. MO 17 de janeiro de 2012 at 14:05 #

    O Vietnam esta em franco desenvlvimento de sua industria naval, ja constroe muitas embarcações sob licensa (semelhante ao que fazemos por aqui), pois alguns estaleiros estrangeiros se estabeleceram lá.

    Tomara breve eles comece a fazer seus proprios projetos, acelerando seu desenvolvimento e posição no mapa global da engenharia naval

  2. jacubao 17 de janeiro de 2012 at 21:19 #

    Ficou bonitinho, né?
    Parabéns ao vietnã.

  3. Vassili 17 de janeiro de 2012 at 23:41 #

    não passa de um patrulha fluvial equipado com radar e um muito provável 40mm na proa.

    abraços.

  4. Mauricio R. 18 de janeiro de 2012 at 10:07 #

    Ficou bonitinho, né???
    Parabéns, ao Vietnã!!!(2)

  5. MO 18 de janeiro de 2012 at 11:46 #

    ow Ovi

    e alguem falou que nao era ?

    alem do que qual a caracteristica do litoral and aguas vietnamelicas

    não vai muito longe ver o port and approaches de Ho Chi Min City ( titulo de exemplo, claro …)

  6. Vassili 18 de janeiro de 2012 at 19:12 #

    Sepol,

    ninguem falou que ele é um couraçado ou cruzador pesado classe Nadang………….rsrsrssss……. fora um título meio esquisito para o vídeo postado na matéria…….. battleship tt400tp…….. o que é isso?????

    apenas tentei exemplificar que o Vietnã está muitos anos atrás do Brasil em capacidade de construção naval. e concordo que esse navio é o adequado para as águas interiores que existem no Vietnã. Rios por lá é o que não faltam.

    abraços.

  7. MO 18 de janeiro de 2012 at 19:30 #

    miuitos anos .. sei nao ovi
    ja vistes os estaleiros que construiram la e os que estão pensando em fazer isso …..

    diria um pouco menos esta distancia .. e detalhe eles baseado nisso , aumentando a area e diminuindo adistancia e . tanto la como ca, tudo investimeno estrangeiro

    navio de combate tt400tp

    kkkk

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

A participação da Marinha do Brasil na I Guerra Mundial

A segunda-feira, dia 28, marca os 100 anos da I Guerra Mundial. Você sabia que o Brasil enviou oito navios […]

Submarino que jogou Brasil na I Guerra Mundial pode ter sido encontrado

Responsável pelo afundamento do navio brasileiro Macau e pelo sumiço de dois tripulantes brasileiros, o U-93 estaria a uma milha […]

Pesquisadores encontram submarino nazista naufragado com 17 esqueletos dentro

No litoral da ilha de Java, na Indonésia, pesquisadores do Centro Nacional de Arqueologia do local encontraram um submarino nazista […]

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – última parte

A atracação na Base Almirante Castro e Silva e a despedida A manobra de atracação do submarino Tapajó na Base […]

Entrevista com o comandante do submarino ‘Tapajó’, capitão-de-fragata Horácio Cartier

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – parte 3 PODER NAVAL: Comandante Cartier, o senhor poderia falar um pouco […]

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – parte 2

Um submarino de propulsão convencional como o Tapajó tem um funcionamento parecido com um telefone celular: de tempos em tempos […]