Na foto acima, um bombardeiro Tupolev Tu-95RTS Bear soviético operando a partir de uma base no Vietnã. Abaixo, algumas fotos feitas por esse tipo de aeronave russa durante os anos 1970 e 1980.

Tags: , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

7 Responses to “Fotos de navios da US Navy feitas por aviões russos Tu-95 durante a Guerra Fria” Subscribe

  1. Guilherme Poggio 29 de janeiro de 2012 at 8:31 #

    Reparem que em todas as fotos onde aparece o F-14 ele está com a asa “lá na frente” para acompanhar o lento Bear.

  2. Almeida 29 de janeiro de 2012 at 13:55 #

    Ótimas fotos, eu sempre vi o outro lado da moeda, muito bom ver a guerra fria pela ótica soviética para variar, parabéns pela matéria!

  3. Almeida 29 de janeiro de 2012 at 13:57 #

    Poggio, o “lento” Bear é a aeronave movida a hélice mais rápida que já voou! Mas sim, comparado à um Tomcat, era lento. :)

  4. daltonl 29 de janeiro de 2012 at 14:06 #

    Belas fotos, principalmente dos NAes !

    O USS Enterprise fará sua ultima missão em 2012 para ser oficialmente descomissionado ano que vem. Não irá para a reserva e passará muitos e muitos anos em Bremerton para onde será rebocado, passando pela
    nossa costa já que não pode atravessar o Canal do Panamá.

    O USS Constellation depois de quase dez anos “enferrujando” em Bremerton, finalmente anunciou-se seu destino: desmantelamento.

    O USS Midway foi transformado em um gigantesco museu em San Diego
    muito bem movimentado e recheado de “aviaozinhuns” assim atende ambos os gostos também.

    O USS Ranger, que também encontra-se “enferrujando” em Bremerton, ainda tem uma boa chance de ser transformado em museu, mas o tempo
    está correndo…se em dois anos a idéia não for adiante, será desmantelado também.

  5. shipbuildingbr 29 de janeiro de 2012 at 15:30 #

    Dalton,

    Dia 27 passado saiu a solicitação de propostas da empresas interessadas em rebocar e escrapear o casco dos ex-Forrestal, Independence e Constellation.

    Eu estava com vontade de fazer um post, mas isso aqui esta aviãozinhum demais.

    O MO que me mandou o link.

    http://threewiremagazine.blogspot.com/2012/01/forrestal-independence-constellation-to.html

  6. MO 29 de janeiro de 2012 at 20:04 #

    é o Independence .. que once a time foi … e por consequencia foi … e se fosse aprovado seria … (em tese) quase foi … bom deixa pra la… ainda bem, ja pensou com 3,2 AF1 e 4,27 helos …

  7. daltonl 29 de janeiro de 2012 at 20:41 #

    Verdade Zé…

    o “Indy” e o “Zippo” serão desmantelados, comentei em cima das fotos
    apenas.

    Já que o MO mencionou o “Indy”, poderia ter sido nosso pela bagatela de US$ 80 milhões…aliás, do pacote original vieram apenas o Mattoso Maia o Ceará e o Rio de Janeiro.

    Tem gente que até hj não se conforma com esta “oportunidade” perdida, ou pensa que os EUA não quiseram nos vender e então nos conformamos com o Foch…mas…o “Indy” teria sido demais para nós, ainda por cima com os “3,2 AF1 e 4,27 helos…” (rs)

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

‘Au revoir’, Normandie: Egito quer FREMM, e quer pra já

FREMM - foto via Marinha Francesa

Segundo jornal francês, fragata já construída para a França e atualmente em provas de mar poderia ser adaptada para entrega […]

‘Embarque’ no NAe São Paulo e nos detalhes de sua modernização

NAe São Paulo - foto 4  Nunão 2011 - Poder Naval - Forças de Defesa

Os textos abaixo, gentilmente compartilhados por Luiz Monteiro, trazem muitas informações detalhadas sobre contrato relativo a consultoria, assessoramento e capacitação […]

DCNS vai assessorar a Marinha do Brasil na modernização do porta-aviões ‘São Paulo’

NAe São Paulo A12

Segundo o Diário Oficial da União, a DCNS irá participar da reforma do NAe São Paulo (A-12). Abaixo, o extrato […]

Reforma de R$ 1 bi em porta-aviões da Marinha pode torná-lo mais lento

NAe-São-Paulo-A12-3

TERESA PEROSA A Marinha reforma o porta-aviões São Paulo. Ao custo de pelo menos R$ 1 bilhão, pretende substituir as […]

Fase de testes avança no Prosub

Odebrecht - Prosub, fase de testes - 1

Seção de Qualificação é transportada para Prédio Principal do Estaleiro de Construção Rio de Janeiro, 25 de novembro de 2014 […]