Home Noticiário Internacional Batida a quilha da terceira fragata classe ‘Admiral Gorshkov’ (project 22350)

Batida a quilha da terceira fragata classe ‘Admiral Gorshkov’ (project 22350)

276
7

Foi realizada no dia 1 de fevereiro a cerimônia de batimento de quilha da Fragata ‘Admiral Golovko’ no estaleiro Severnaya Verf Shipyard (Northern Shipyard), em São Petersburgo, Russia.

Terceira unidade da classe Admiral Gorshkov, o project 22350  são fragatas EG de 4.500 t., 130 m de comprimento, 16 m de boca e 4,5 m de calado carregado.

A solenidade contou com a presença entre outras autoridades do Comandante em Chefe da Marinha Russa Almte. Vladimir Vysotskiy.

A Admiral Gorshkov se encontra em trabalhos de finalização no estaleiro e deve realizar suas provas de mar ainda em 2012. A segunda unidade Admiral Kasatonov encontra-se em construção e será lançada ainda este ano.

7 COMMENTS

  1. Os russos não estão fazendo questão de plataformas de 6 mil toneladas. O projeto da Krivak está se prestando muito bem para novas atualizações. Acredito que navios de 4.5 mi ton. de emprego geral seriam suficientes, neste momento de obsolescência geral da MB.

  2. Marcio…

    não é que os russos não queiram, é que eles no momento não podem, mas em breve deverão decidir sobre os novos destroyers de 10.000 toneladas que estão alardeando desde o ano passado.

    No momento eles possuem aproximadamente uns 20 grandes combatentes de superficie,acima de 6000 toneladas, nem todos em grande forma e já necessitando substituições.

    Provavelmente na próxima década, fragatas e corvetas formarão a espinha dorsal da marinha de superficie russa, mas eles não pretendem abandonar os navios maiores.

  3. daltonl,

    Caso seja possível, apenas por motivos de comparação, você poderia dizer quantos grandes meios de superfície a USN tem?

    Obrigado.

  4. Oi Daglian !

    Devido à tradição e também para não “assustar” o Congresso quando se trata de gastos militares – os EUA estão classificando de Destroyers seus 3 navios da classe Zunwalt de mais de 14.000 toneladas que estão em construção – os grandes combatentes de superficie poderiam todos ser classificados de cruzadores já que deslocam mais de 8000 toneladas.

    O termo “destroyer” é obsoleto, mas, novamente, devido à tradição, continua em uso.

    Os grandes combatentes de superficie hoje na USN são:

    22 Cruzadores deslocando cerca de 10.000 toneladas cada;
    28 Destroyers Arleigh Burke, sem helicopteros organicos +/- 8300 tons
    34 Destroyers Arleigh Burke c/ 2 helicopteros organicos +/- 9200 tons

    Totalizando 84 unidades “Aegis”.

    7 Cruzadores deverão ser desativados em breve, poupando assim mais de 1,5 bilhão para dota-los de capacidade antimisseis balisticos,
    porém outros 3 Arleigh Burkes e os 3 “Zunwalts” que mencionei deverão entrar em serviço entre 2016 e 2018.

    abraços

  5. Olá mestre daltonl!

    Muito obrigado pela resposta!

    É interessante notar aí o porquê do corte orçamentário nos EUA não fazê-los simplesmente “deixar” de serem a potência dominante. Têm de muito longe a melhor marinha mesmo. Eu sinceramente esperava que a USN tivesse mais [e melhores] meios que a marinha russa, mas isso me parece um abismo.

    Novamente, obrigado pela prestativa resposta!

    Abraços.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here