Nas fotos, o destróier britânico HMS Liverpool escolta o navio-aeródromo russo Admiral Kuznetsov e a fragata Admiral Chabanenko enquanto estes passavam por águas territoriais britânicas.

O destróier Type 42 estava como atuando como “Fleet Ready Escort” enquanto se prepara para o descomissionamento na Primavera, quando atingirá a marca de 30 anos de carreira.

FOTO: MoD/Simmo Simpson

Tags: , , , , , , , , ,

Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

9 Comentários para “HMS Liverpool escolta navio-aeródromo russo Admiral Kuznetsov”

  1. marciomacedo 9 de fevereiro de 2012 at 9:17 #

    Li, na Isto é, no ano passado, que esses navios podem vir para c/a.

  2. daltonl 9 de fevereiro de 2012 at 9:23 #

    O Kuznetsov está retornando após pouco mais de 2 meses no mar, e como os próprios russos haviam declarado,antes dele deixar a base, a ida dele ao Mediterraneo não se deveu aos problemas na Siria.

    Como as noticias vindas de lá, mudam muito, ainda não é possivel saber com certeza se o Kuznetsov irá passar por extensas modernizações a serem iniciadas este ano e que durarão 5 anos conforme anunciado
    em 2010.

    Interessante que toda vez que os russos enviam destroyers para aguas distantes, incluindo aí, Somália, é sempre um “Udaloy”, como o “Chabanenko” e raramente ouve-se falar dos mais novos Sovrmennyy,
    o que talvez se deva ao sistema de propulsão destes que justamente por exigirem mais manutenção e gastos os deixe mais nos portos ou em
    águas próximas.

  3. giordani1974 9 de fevereiro de 2012 at 12:33 #

    E o golfinho? É a escolta do Liverpool? Rsrsrssrssss…

  4. Comandante Supremo 9 de fevereiro de 2012 at 13:44 #

    Isso que eu ia dizer o Golfinho foi escoltar também kkkkkkkkkkkkkkk

  5. ci_pin_ha 9 de fevereiro de 2012 at 13:58 #

    A desvantagem desses navios para o Brasil, é que seus mísseis não estão mais em produção, sendo que eles poderiam ser substituídos pelo Standard SM2, mas envolveria a troca de muitos componentes (sistema de alimentação, carregamento, sistemas de controle de tiro) o que poderia torná-los inviáveis. Se não fosse por isso, poderiam fazer a escolta do São Paulo.

  6. ci_pin_ha 9 de fevereiro de 2012 at 14:00 #

    Estava falando do Type 42.

  7. marciomacedo 9 de fevereiro de 2012 at 20:39 #

    Parece-me que a versão do Sea Dart em uso foi bastante modernizada, com um alcance muito além dos 40 km originais. Talvez os T- 42 fossem interessantes para a MB criar dputrina de defesa de área. O que poderia ser uma opção, as Perry, perderam os lançadores de Standard SM-1.

  8. ci_pin_ha 9 de fevereiro de 2012 at 22:15 #

    Marciomacedo
    Mesmo com a modernização realizada no Sea Dart, eles estarão saindo de serviço em 2016-2017.

  9. Requena 10 de fevereiro de 2012 at 12:55 #

    O Kuznetsov solta mais fumaça do que o “Opalão”.

    Agora os críticos do São Paulo vão começar a falar mal do Kuznetsov também, só pra não caírem em contradição… 😀

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Os novos ventos do Oriente: ideia de ‘navios asiáticos’ é levada ao Comandante da Marinha

A Type 054A "Liu Zhou" esteve no Rio de Janeiro em 2013

  Roberto Lopes Enviado Especial ao Rio Há cerca de duas semanas, um grupo empresarial integrante da BID (Base Industrial […]

Cortes adiam término do Estaleiro de Construção de submarinos e a reforma do A12

O primeiro submarino S-BR em construção em Itaguaí-RJ - Foto Ricardo Pereira

  Roberto Lopes Enviado Especial ao Rio A eliminação de 24,8% do orçamento do Ministério da Defesa previsto para o […]

Orçamento 2015: corte na Defesa foi de 5,6 bi

Cortes 2015 no Ministério da Defesa - foto Nunão - Poder Aéreo

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão divulgou nesta sexta-feira, 22 de maio, os números do contingenciamento orçamentário deste ano […]

FREMM Aquitaine realiza com sucesso seu primeiro disparo de Míssil de Cruzeiro Naval

FREMM Aquitaine dispara Míssil de Cruzeiro Naval - foto Marinha Francesa

Além do MdCN, também chamado de ‘Scalp Naval’, a fragata francesa também disparou pela primeira vez o míssil antinavio MM40 […]

Empresa Chinesa CEIEC vence licitação para reconstrução da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF)

Estação Antártica Comandante Ferraz

SECRETARIA DA COMISSÃO INTERMINISTERIAL PARA OS RECURSOS DO MAR RESULTADO DE JULGAMENTO CONCORRÊNCIA Nº 2/2014 Processo nº 61165.000287/2014-93 Espécie: Reconstrução […]