O destróier de defesa aérea HMS Liverpool, que acumula 30 anos de serviço, deverá ser descomissionado pela Marinha Real Britânica (Royal Navy) ainda neste mês. Assim, pela última vez o navio visitou a cidade que homenageia com seu nome. Foram cinco dias de visita, com cerimônias, parada com marcha de um terço da tripulação (de 240 pessoas) pelas ruas da cidade, salvas de canhão e celebrações do navio, que é baseado em Portsmouth.

Nos últimos 12 meses, a tripulação do navio esteve nas manchetes dos jornais devido ao seu emprego no conflito da Líbia. O Liverpool disparou seu canhão principal de 4,5 polegadas mais de 200 vezes no conflito, sendo também o primeiro navio da Marinha Real Britânica a estar sob fogo inimigo nos últimos 30 anos.

Mas ainda há uma última missão antes do descomissionamento: o Liverpool deverá se juntar ao Illustrious e ao Bulwark e a outros navios aliados no exercício Cold Response da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), nos fiordes da Noruega.

FONTE / FOTOS: Royal Navy (Marinha Real Britânica)

NOTA DO EDITOR: o que não vem faltado nos últimos anos é notícia relacionada ao descomissionamento de navios de guerra britânicos, com especial destaque para os Tipo 42 (que de qualquer forma atingiram o limite de sua vida útil e vêm sendo substituídos por um número menor de destróieres Tipo 45, bem mais capazes). Abaixo, uma  lista com parte das notícias já publicadas no Poder Naval sobre os Tipo 42 quando na ativa ou à época de suas baixas e sucateamento.

VEJA TAMBÉM:

Tags: , , ,

QUEM É Fernando "Nunão" De Martini

Veja todos os posts de Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

2 Comentários para “Prestes a dar baixa, HMS Liverpool se despede de Liverpool”

  1. aericzz 7 de março de 2012 at 16:41 #

    Que diferença de mentalidade… um país q é 1/10 do nosso mas com uma marinha muito superior…
    ao contrário de nós q vamos dar baixa em um navio q está há quase 3 anos sem ir ao mar (tb com mais de 60 manos de uso!) por pura falta de condições e q chegou a dar o vexame de voltar ao porto rebocado com equipes de tv à bordo… eles darão baixa bum navio navegando perfeitamente! Garanto, por experiência, o liverpool se encontra melhor q o melhor escolta DA ESQUADRA!!!!!!!!!!!!!!! inclusive akele q está quebrado no líbano, ops falei!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Blind Man's Bluff 7 de março de 2012 at 17:49 #

    Um a menos.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Cortes adiam término do Estaleiro de Construção de submarinos e a reforma do A12

O primeiro submarino S-BR em construção em Itaguaí-RJ - Foto Ricardo Pereira

  Roberto Lopes Enviado Especial ao Rio A eliminação de 24,8% do orçamento do Ministério da Defesa previsto para o […]

Orçamento 2015: corte na Defesa foi de 5,6 bi

Cortes 2015 no Ministério da Defesa - foto Nunão - Poder Aéreo

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão divulgou nesta sexta-feira, 22 de maio, os números do contingenciamento orçamentário deste ano […]

FREMM Aquitaine realiza com sucesso seu primeiro disparo de Míssil de Cruzeiro Naval

FREMM Aquitaine dispara Míssil de Cruzeiro Naval - foto Marinha Francesa

Além do MdCN, também chamado de ‘Scalp Naval’, a fragata francesa também disparou pela primeira vez o míssil antinavio MM40 […]

Empresa Chinesa CEIEC vence licitação para reconstrução da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF)

Estação Antártica Comandante Ferraz

SECRETARIA DA COMISSÃO INTERMINISTERIAL PARA OS RECURSOS DO MAR RESULTADO DE JULGAMENTO CONCORRÊNCIA Nº 2/2014 Processo nº 61165.000287/2014-93 Espécie: Reconstrução […]

BAE Systems vai fornecer cinco canhões navais Bofors 40 Mk4 para a Marinha do Brasil

BAE_Bofors_40_Mk_4_Naval_Gun_System

Karlskoga, Suécia – A BAE Systems fechou um contrato para produzir e entregar cinco canhões navais Bofors 40 Mk4 para […]