Argentina condena exercício militar do Reino Unido nas Malvinas

Argentina condena exercício militar do Reino Unido nas Malvinas

14
14
SHARE

O governo argentino condenou nesta quarta-feira “os exercícios militares que o Reino Unido realiza com lançamento de mísseis” nas Ilhas Malvinas, aos quais qualificou como uma “ameaça” à América Latina.

A chancelaria argentina rejeitou em comunicado estas práticas depois da divulgação hoje, nos jornais locais, de um aviso do Serviço de Hidrografia Naval da Argentina, emitido no último dia 12 de julho, que avisava sobre exercícios de lançamentos de mísseis previstos entre 16 e 27 de julho nas Malvinas, cuja soberania é reivindicada pelo país sul-americano.

Porta-vozes do Ministério da Defesa argentino disseram à Agência Efe que “não é a primeira vez” que se informa sobre este tipo de exercícios nas Malvinas.

“A Grã-Bretanha ameaça, mais uma vez, a Argentina e a América Latina ao programar exercícios de lançamento de mísseis no Atlântico Sul. A manobra põe em risco a segurança de todos os navios que se encontram na área”, advertiu a chancelaria na nota.

Estas “ilegítimas manobras” do Reino Unido “são contrárias” a resoluções das Nações Unidas, que instam ambos países a sentar-se para negociar a soberania das ilhas, sob domínio britânico desde 1833, indicou o governo de Cristina Kirchner.

As manobras “também são contrárias à vontade dos países da região, que rejeitaram ditos exercícios militares através de múltiplos pronunciamentos do Mercosul, da Unasul e do Grupo do Rio”, acrescentou.

A tensão entre Argentina e o Reino Unido pela soberania das Malvinas aumentou este ano, quando se completa o 30º aniversário da guerra entre ambos países pelo domínio das ilhas em 1982. A guerra terminou com a rendição argentina no dia 14 de junho de 1982 e deixou cerca de 900 mortos, a maioria deles argentinos.

FONTE:
EFE, via portal terra

14 COMMENTS

  1. ameaça a AL ??? pq ???… pode espernear qto quizer e que alguem tire daqui alguma lição sobre isso = expernear e diplomaciar sem suporte miltar da nisso,

    a inglaterra deve estar = i ????

  2. MO,

    Ameaça a AL pois agora, tirando Colômbia, Chile e Paraguai, fazemos parte do mesmo país, a América Bolivariana. Assim, quando o interesse de um dos cumpanhêros está em risco, todos os outros correm para ajudá-lo.

  3. É evidente a estratatégia política de tentar associar a A.L. em seu inconformismo e incapacidade de dissuassão além da retórica verbal. Vários cães sem dentes latindo faem mais barulho (e só barulho) que um cão sem dente latindo… É a América Latindo !

    O que irá fazer ? Formar uma Força Tarefa naval com o auxílio do Brasil que enviará seus poderosos patrulha Grajaú ? Ou o Uruguai envie sua poderosa marinha (o quê é mesmo o Uruguai ?)

    Talvez peça ajuda à república Bolivariana para enviar seus SU 27 para dar razantes sobre a frota inglesa…

    Enquanto isso as novas escoltas da MB só no livro em branco da defesa…

  4. MO,

    Estamos em um novo país, a América Bolivariana, onde quando o interesse de um “parceiro” é afetado, todos correm para ajudá-lo. Claro, tudo para nos proteger dos imperialistas do norte (EUA e Europa).

  5. livro branco, kkk ei tempos atras nao era pro num sei o que e mais tempos atras nao era uma tal de (The) END e mais tempo ainda era “Ja deu rafale” … kkkkkkkk

  6. SENHOR EDITOR, FAVOR SUBSTITUIR O ANTERIOR PELO CORRIGIDO E REVISADO, APÓS O ATAQUE IMPIEDOSO AO VERNÁCULO…

    É evidente a estratatégia política de tentar associar a A.L. em seu inconformismo e incapacidade de dissuasão além da retórica verbal.

    Vários cães sem dentes latindo fazem mais barulho (e só barulho) que um cão sem dente latindo… É a América Latindo !

    O quê irá fazer ? Formar uma Força Tarefa naval com o auxílio do Brasil que enviará seus poderosos patrulha Grajaú ? Ou o Uruguai enviará sua poderosa Marinha (o quê é mesmo o Uruguai ?)

    Talvez peça ajuda à República Bolivariana para enviar seus ‘SU 27’ para dar rasantes sobre a frota inglesa…

    Enquanto isso as novas escoltas da MB só no livro EM branco da defesa…

  7. Não sei o que é mais cansativo…essa retórica absurda e populista dos hermanos, nem aí para as ilhas mas querendo arrastar toda a AL bolivariana para uma causa perdida ou ler sobre o FX…

  8. Mais cansativo é ler sempre os mesmos comentarios fascistas de um bando de lambe-botas!
    Bolivarianos e brasileiros no fundo, são todos a mesma merda!

  9. Blind Man’s Bluff,

    Você sabe o que é fascismo? Pode me indicar algumas opiniões fascistas nesta página (e explicar, é claro)?

    Sugiro que tome cuidado com as palavras que usa para se referir aos outros comentaristas.

  10. ‘Fascismo’, por extensão, são comentários agressivos que não admitem teses contrárias. Querem prevalecer não pelo desenvolvimento argumentativo de suas idéias, mas “na marra”, “na força”, desqualificando inclusive seus autores com teor rude e chulo !

    Sr. Blind Man’s Bluff, quer o senhor goste, ou desgoste, reitero integralmente minhas palavras acima, com ou sem ataque ao vernáculo.

  11. blind,

    Eu tinha um professor na faculdade que sempre dizia que o Homem não deve ir contra o seu organismo. Quando for a hora de evacuar, ide, caso contrário, algumas bolhas de material pronto para descarte podem cair na corrente sanguinea e ir parar no cérebro e é aí que o Homem comete uma cagaga igual ao que o senhor cometeu…

    Classifica os demais como fascistas com as mesmas armas do fascismo?

    Bendita é a Democracia Ocidental, que permite voz a todos, até aos néscios…

    É meus amigos, o Mal sempre se apresentará travestido de Bem…

    “O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.”
    (Aristóteles)

    “Os ignorantes, que acham que sabem tudo, privam-se de um dos maiores prazeres da vida: aprender.”
    (Kung Fu)

  12. A atual manobra da GB é só pra evitar que a desmiolada Sra K tente aproveitar esse período de festividades na matriz para tentar alguma gracinha na filial

  13. “Os ignorantes, que acham que sabem tudo, privam-se de um dos maiores prazeres da vida: aprender.”
    (Kung Fu)

Deixe uma resposta