Home Operações Combinadas ‘Operação Conjunta Brasbol’ começa na sexta

‘Operação Conjunta Brasbol’ começa na sexta

198
18

As Marinhas de Brasil e Bolívia mobilizarão 440 militares na fronteira em um exercício para “estreitar os laços entre as duas forças, aumentando assim seu grau de operabilidade”, informou nesta quinta-feira a embaixada brasileira em La Paz.

A “Operação Conjunta Brasbol”, que começará na sexta-feira e terá a duração de uma semana. O exercício será realizado principalmente em Puerto Busch (Bolívia), no rio Paraguai.

A Marinha do Brasil, segundo a embaixada, participará com seis embarcações, incluindo um navio hospital, além de um helicóptero e 360 militares, enquanto a Marinha boliviana contará com três lanchas de patrulha, cinco embarcações e 80 militares.

A Bolívia não tem litoral marítimo, mas possui uma força militar que opera, sobretudo, no rio Amazonas (sic) e no lago Titicaca.

A Bolívia e o Brasil, que têm uma fronteira de mais de três mil quilômetros, já haviam realizado exercícios de suas forças aéreas e de terra para melhorar a coordenação do controle de atividades ilícitas na fronteira, como o narcotráfico e o contrabando.

FONTE: EFE, via portal Terra

18 COMMENTS

  1. Couraçado Missouri BB-63, foi ele que me veio à mente quando vi essa foto do nosso Monitor Parnaíba. Será efeito da idade dele?????????

    ou é culpa do sono?????

    abraços.

  2. Ovi, ou seria pela comparação do Parnaiba pelo seu TO e sua condição perante aos seus colegas de mesmo tipo em operação fluviais ou seus eventuais adversários around the world ?

    Sim pensou correto ele seria em tese um Missouri

  3. E segue a MB “abusando” de um “idoso”, tsc, tsc, tsc…
    Desse jeito, qndo chegar a hora de coloca-lo em um museu, se essa hora chegar, vai estar gasto até o osso!!!
    Aí MB que tal deixar de lado, essas megalomanias de SSN e a restauração do acervo de museu aeronaval by Embraer, por alguns momentos e providenciar a substituição do monitor “Parnaíba”???

    • Mauricio, isso a foi feito muitas vezes aqui, mas …. vamos la de novo embase o porque da substituição do Parnaiba ?

      Se suas máquinas foram substituidas, o casco esta bom, seu armamento eh compativel com o TO , possue convoo entre outros, me diga (NOVAMENTE) por que essse papinho ….

      Se falar que eh pq ele tem 400 anos justifique a relação idade x condições acima x seu resultado operacional e adicione o que vc sugere para substituir e porque …

      Detalhe: Na parte aviaozinhum da estoria tou com vc e nao abro

  4. Deixem de criticar o “Up” que o VF-1 está começando à receber, seus chatos rsrsrsrsrsrrsss………

    Tudo bem, melhor que ao invés de termos Skyhawk modernizados, nossos Falcões fossem F/A-18C. Mas quem não tem cão, caça com gato mesmo, ou ao menos tenta né?????? para o TO do Atlântico Sul, em tese, teremos a marinha mais bem equipada. É pura demagogia perante a realidade do primeiro mundo??????? claro que é……. mas vamos fazer o que????????

    Quanto ao Parnaíba, realmente ele sofreu algumas modificações tempos atrás que o tornaram novamente útil para o que se espera dele. Teve as máquinas trocadas e recebeu a capacidade de operar com um helicóptero leve, em geral um Esquilo ou Jet Ranger.

    Abraços.

  5. E eu que nunca tinha parado pra reparar em foto dessa embarcação fiquei fascinado com sua beleza ( apesar de eu ser da geração quadrados).

    Sobre o que o MO do armamento eu gostaria de perguntar:

    Ele tem algum sisteminha mesmo que simples para se defender de um míssel bobo ou uma RPG ? Típico de filme de ação?

    Ok ok, eu sei que isso é quase impossível de ocorrer, mas a dúvida veio e este lugar é pra gente aprender!

    Obrigado, Luiz Ricardo, apaixonado por aviaumzinhu, fã e estudante que tem muito a aprender sobre naviuzinhum

    • tiro de repege seria a curtissima distancia ai cara nem se o WEPS for o St. Expedito, C R E I O eu

      Agora quanto a seu mau gosto por paixão… rsss vamos exorcizar vc e tirar este enxu teco teco que vc tem no corpo ….. kkkkk

  6. Blindado pra aguentar até o que? Alguém saberia?

    Outra dúvida: O “canhãozinho” na proa é remotamente controlado ou tem que ir alguma galera nele? Se tiver que ir alguém, o pessoal que o controla não ficaria exposto demais?

    MO, vai na fé que você consegue me exorcizar! Mas corre antes que os índios de São Visselva passem o morro!

    Abraço!

    • 76,2 mm manual mesmo ( o mesmo dos Delta Echos, CV IM, NTrT) – proteçao 3´ em pontos distintos A guarnição do Canhão ai depende da Fé dos AT

      Ih Bozoh Jr os indios de Sao Visselva estão melhor agora eles usam o Onibus Gleba II ou o Pq das Bandeiras ou o Jd Rio Branco … rssss

  7. Zé,

    Blindado contra o que????? tiro de bodóque?????? os RPGs atuais conseguem penetrar 500mm de blindagem, nem um Iowa tem isso de couraça…….

    mas o duro é tentar imaginar alguem entrar em um bote para atacar um patrulha como o Parnaíba usando um RPG né……….. é tarefa mais apropriada para Sea skua, Penguim ou similar da vida……. aí seria fundo do rio na hora…… e coitada da tripulação.

    abraços.

    • ow Ovi e quem no acre iria atacar ele com isso tudo ai meu

      eh tiro de AK mesmo

      Aqelas coisas dos que vc Gosta tanto, Ramilies, Jean Bart Hipper e cias ltda eh na estoria so pega um NPaOque destes ai e atiran numa Niteroi com o 30 mm pra vc ver a peneira que ela vira …

    • Cipa, depende do rio/TO/Bacia Hidrografica and demais afluentes, mas diria 1,50m (redor de) pois menos que isso vc nao consegue fazer um com caracteristicas proximas

  8. Ricardo,
    Seu “sistema” para se defender de um tiro de RPG são as armas automáticas. Um RPG em geral não tem alcance maior que uns 500 metros, se tanto, já as armas automáticas (40 mm, 20 mm, “ponto 50”, 7,62 mm) atingem mais de 2 km e podem impedir que uma provável ameaça se aproxime à distância de disparo, ou no caso de já ter sido efetuado, irá contra-atacar varrendo a área de origem do mesmo.
    E claro, há a blindagem.
    Quanto ao efeito de um tiro clássico de RPG, lança-rojão ou um CSR, ele surtiria um dano reduzido sobre o navio. Diferente de quando atinge um veículo blindado, uma carga moldada (HEAT) não seria capaz de neutralizar o navio, salvo se atingir alguma área nobre.

    Vassili,
    Mas esse tipo de ataque é bem possível sim. O bote poderia estar à espreita em uma curva do rio e mesmo o tiro poderia vir da margem

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here