Após um mês de trânsito na Costa Africana, realizando intensa programação, o Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Amazonas” chega ao Brasil, em 19 de setembro, no porto de Natal (RN) permanecendo até o dia 23.  A próxima estapa será no porto de Salvador (BA), no período de 25 a 30 de setembro. No dia 3 de outubro, chega em Arraial do Cabo (RJ), e no dia 5, no seu porto final, na Base Naval do Rio de Janeiro.

Desde que suspendeu de Portsmouth, no Reino Unido, com destino ao Brasil, realizou exercício de demonstração de ações antipirataria e treinamentos de manutenção entre navios com a Guarda Costeira de Cabo Verde, a Força Naval do Benin, a Marinha da Nigéria e a Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe.  Além da realização de visitas protocolares.

Em Benin, África, o Chefe do Estado Maior das Forças Navais, Capitão-de-Mar-e-Guerra Hounsou Denis Gbessemehlan, demonstrou seu interesse em formar Oficiais e Praças de Benin na Marinha do Brasil, bem como embarcar militares de Benin, como observadores, em comissões operativas realizadas pela Marinha do Brasil.

Em São Tomé e Príncipe, os resultados dos exercícios e treinamentos rendeu a solicitação do Ministro da Defesa daquele país, Carlos Stock, ao Embaixador do Brasil, José Carlos de Araújo Leitão, de dez militares a serem inscritos no curso de Patrulha Naval do Centro de Adestramento Almirante Marques de Leão.

Nos portos de Lisboa, Las Palmas, Mindelo, Cotonou, Lagos, São Tomé e Príncipe, o NPaOc “Amazonas”, esteve sempre aberto à visitação pública.

FONTE: Nomar Online

Tags:

Estudante de Psicologia, colaborador em Natal-RN do Forças de Defesa.

3 Responses to “Navio-Patrulha Oceânico ‘Amazonas’ chega ao Brasil” Subscribe

  1. Augusto 18 de setembro de 2012 at 23:01 #

    Repito o que perguntei em outro post: a Marinha poderia acabar com a dúvida geral e nos dizer se haverá alguma mudança nos armamentos das NaPaOc recém-adquiridas da BAE Systems.

  2. Fernando "Nunão" De Martini 19 de setembro de 2012 at 10:23 #

    Augusto, arrisquei uma resposta para você no outro post.

    Não creio que se justifique uma “dúvida geral” a esse respeito, pois já vi respostas satisfatórias a essa questão.

  3. Augusto 19 de setembro de 2012 at 11:49 #

    Obrigado, Nunão. Estava pensando mesmo na questão da padronização. Abraços.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Em fórum na Fiesp, Estado-Maior da Armada destaca a importância da indústria em projetos da Marinha

Por Dulce Moraes e Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp Representantes do órgão apresentam projetos em desenvolvimento e formas de financiamento. […]

Navios-patrulha do Brasil e da França em operação contra pesca ilegal

Segundo nota divulgada pelo Ministério da Defesa da França nesta segunda-feira, 20 de outubro, o navio-patrulha La Capricieuse da Marinha Francesa […]

Rússia diz que submarino ‘misterioso’ na Suécia é da Holanda, mas holandeses negam

A Rússia foi acusada de ter enviado o submarino ao local, mas negou. Porém, segundo jornal sueco, a Holanda também […]

Compre agora sua revista Forças de Defesa número 11

Outra revista igual a essa, só daqui a 100 anos! A Revista Forças de Defesa 11ª edição de 140 páginas na versão impressa […]

Suecos investigam presença de submarino estrangeiro perto de sua capital

Submarino estrangeiro estaria operando no Arquipélago de Estocolmo, do qual faz parte a capital da Suécia, o que levou ao […]

Mora em Brasília ou está na cidade? Então experimente um simulador da Marinha

Simulador de Aviso de Instrução, utilizado pelos aspirantes da Escola Naval no Rio de Janeiro (RJ), além de maquete da […]