terça-feira, março 2, 2021

Saab Naval

Marinha do EUA embarca X-47B para testes no porta-aviões ‘Harry S. Truman’

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Joker
Estudante de Psicologia, colaborador em Natal-RN do Forças de Defesa.

A Marinha dos EUA (USN) embarcou uma aeronave não tripulada de combate Northrop Grumman X-47B (UCAS-D) no porta-aviões USS Harry S. Truman para ensaios a bordo, em 26 de novembro.
No navio, uma equipe do NAVAIR espera demonstrar integração com as operações no convoo. A aeronave será controlada por uma unidade de CDU durante os testes.

“Temos testado a aeronave durante os últimos anos e, finalmente, colocá-lo em um navio é muito emocionante”, disse o comandante Kevin Watkins, diretor de ensaios de voo do X-47B. “Se esses testes forem bem sucedidos, eles vão provar que o futuro de aeronave não tripulada está desimpedido.”

Já que é a primeira vez que qualquer aeronave de asa-fixa não tripulada é testada a bordo de um navio-aeródromo, desafios técnicos são esperados. Mas o capitão Jaime Engdahl, gerente de programa do sistema de combate aéreo não tripulado do NAVAIR, diz que espera que os testes sejam bem sucedidos.

Operar aeronaves não tripuladas a partir de navios-aeródromos, a partir de qualquer lugar do mundo, será um dos principais recursos à disposição da Marinha depois que esses testes forem bem sucedidos”, diz Engdahl.

O USN diz que os testes do X-47B serão realizados durante um período de três semanas, tanto no porto quanto no mar, a bordo do Harry S.  Truman. A aeronave está prevista para demonstrar lançamentos e pousos no próximo ano.

FONTE: FlightGlobal

- Advertisement -

10 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
daltonl

Não é chines, então não tem graça 🙂

Meses atras, um dos responsaveis pelo programa declarou que um dos fatores atrapalhando o desenvolvimento é a falta de NAes disponiveis, já que quando não estão em missão, estão em mautenção, treinamento ou qualificando pilotos, sejam da propria ala aerea, de esquadroes de treinamento e reposição ou novatos voando T-45s.

E há quem diga que a US Navy tem excesso de NAes !

Marcos

É a resposta dos americanos aos chineses.

E a grande potência tupiniquim vai de A-4 projetado na década de 50.

Vader

Behold the future, senhores.

Essa é a “decadência” americana.

Enquanto russos e chineses lançam seus primeiros protótipos stealth (30 anos depois!), e os chineses embarcam sua primeira aeronave de quarta geração, “usamericanu” já estão testando a sexta geração EMBARCADA!

Única coisa que me dá medo?

Skynet… 😉

aldoghisolfi

Se não me falha a memória foi o presidente Bush quem disse que o Iraque era a última guerra em que os EEUU usariam aviação tripulada. O comentário do Vader é verdadeiro e chocante se avaliado e cumulado com o do Marcus; a soma dos dois comentários mostra bem claro a nossa situação. A soma dos roubos de dinheiro público nos últimos anos (muitos bilhões > Hélio Bicudo) colocaria nossas FFAA em excelente posição, retirando-nos da linha média abaixo do fiofó do cachorro.

Edgar

Acredito que é muito difícil [para não dizer impossível] a China ou qualquer país alcançar o nível tecnológico dos gringos, e acho que os próprios chineses sabem disso e o interesse deles é superar as outras “potências”, principalmente na sua vizinhança. A prova disso é este X-47B embarcado, que outro país só deve desenvolver um semelhante por volta de 2040, pois nEUROn e afins ainda estão só no AutoCAD. No Brasil, se a postura não mudar, devemos operar algo assim na virada do século, quando os gringos estarão explorando Unobtainium em Pandora.

Parabéns à US Navy e à Northrop.

Renato Oliveira

Vader, perfeito como sempre. Skynet é uma sombra que temos que vigiar com cuidado.

Edgar,
Impossível alcançar os EUA não é. Basta investir o mesmo tanto que eles investem em pesquisa & desenvolvimento. Pelo andar das carruagens isso não vai acontecer, no mínimo, dentro dos próximos 50 anos. Isso se os EUA não investirem mais, o que é sempre uma possibilidade quando não estão em crise como no momento.

Mas se eles dormirem no ponto, alguém uma hora chega lá.

Groo

Skynet? Se acontecer alguma coisa é só pedir uma ajudazinha pros britânicos que eles mandam a Lena Headey para resolver. Se bem que ela está se saindo muito bem em King’s Landing.

Alguém sabe se estes monstrinhos apresentam algum problema de delay?

joseboscojr

Levando 4 x mais carga útil a uma distância 2 x maior que um Tomahawk (e 3 x maior que a de um Super Hornet).
Qualquer alvo sobre terra estará ao alcance de um porta-aviões mesmo estando em águas internacionais.
E ainda poderão ser reabastecidos em voo.

Ozawa

Pois é… Nossos filhos talvez e nossos netos com certeza assistirão agora TOP GUN – UCAV’s Indomáveis…

Um porta-UCAV’s genuíno, talvez após a classe “Gerald Ford”, vai revolucionar o próprio conceito dos “carries”. Menores, menos dispendiosos, mais numerosos, enfim…, Que futuro aguardam os mares !

brasiladm

RT @podernaval: Marinha do EUA embarca X-47B para testes no porta-aviões ‘Harry S. Truman’: A Marinha dos EUA (USN) embarcou um… http …

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Sea Dragon 2021: Exercício ASW multilateral entre os EUA e nações parceiras

De 14 a 28 de janeiro, Índia e Japão se juntarão ao 'Sea Dragon 2021', exercício de guerra antissubmarino...
- Advertisement -
- Advertisement -