Notícia foi dada pelo site Infodefensa.com

 

Warao ao lado do Karina em Fortaleza

 

O navio de patrulha oceânico Warao (PC-22), da Marinha da Venezuela, que em agosto de 2012 sofreu “danos graves” quando encalhou na costa do Brasil, será reparado em um estaleiro no Rio de Janeiro, com participação da empresa espanhola Navantia, segundo informado por uma fonte da Infodefensa.com.

O navio colidiu contra um recife de coral quando se aproximava do porto brasileiro de Fortaleza. O Warao e o seu irmão gêmeo Karina (PC-24), juntamente com outros navios da Marinha da Venezuela e da Marinha do Brasil participaria dos exercícios navais Venbras 2012.

Desde então, o navio permaneceu em Fortaleza ao lado do Karina, na pendência de uma decisão sobre o seu futuro na Marinha Venezuelana.

alagamento na praca de maquinas do warao

Em setembro, o Infodefensa.com tomou conhecimento de que a Navantia estava avaliando o escopo dos trabalhos necessários para reparar o Warao. Mas a Marinha venezuelana só tomou a decisão de recuperar o navio dois meses depois.

No mês passado o rebocador Francisco de Miranda (AR-11) partiu rumo à Fortaleza com o propósito de substituir o Karina e participar na operação de transferência do Warao para um estaleiro no Rio de Janeiro. Em função dos graves danos nos sistemas de propulsão e no casco será necessário a utilização de um dique flutuante.

Não são conhecidos os custos do reparo ou a extensão dos mesmos. Até o momento não houve nenhum pronunciamento da Marinha da Venezuela, ou de qualquer outro órgão do Estado venezuelano, sobre o Warao.

FONTE: Infodefensa.com (tradução e adaptação, Poder Naval, a partir do original em espanhol)

VEJA TAMBÉM:

Tags: ,

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

One Response to “‘Warao’ será reparado pela Navantia em um estaleiro do RJ” Subscribe

  1. thomas_dw 13 de janeiro de 2013 at 8:44 #

    no caso de um navio mercante seria perda total – o custo do reparo deve ser bem proximo de um novo modelo. Os motores viraram sucata.

    Pelo menos sabemos que a Marinha Bolivariana mantem os mesmos padroes de eficiencia da Forca Aerea Bolivariana.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Suecos investigam presença de submarino estrangeiro perto de sua capital

Submarino estrangeiro estaria operando no Arquipélago de Estocolmo, do qual faz parte a capital da Suécia, o que levou ao […]

Mora em Brasília ou está na cidade? Então experimente um simulador da Marinha

Simulador de Aviso de Instrução, utilizado pelos aspirantes da Escola Naval no Rio de Janeiro (RJ), além de maquete da […]

Baixe 7 edições da revista Forças de Defesa e doe quanto quiser

Agora você poderá baixar para o seu computador, tablet ou smartphone as melhores reportagens da nossa revista impressa Forças de […]

Marinha de Guerra do Peru confirma a aquisição de cinco helicópteros SH-2G Super Seasprite

A Marinha do Peru materializou através do Canadian Commercial Corporation, a aquisição de cinco helicópteros Kaman SH-2G Super Seasprite. O […]

Obras do Núcleo do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sul-Sudeste são iniciadas

Estrutura pertencente ao desativado Serviço de Sinalização Náutica em Santos-SP – Em nota divulgada em 5 de outubro, a Marinha […]

Do canhão à imagem

Acima, foto do navio hidrográfico Garnier Sampaio (H 37) levando a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré no tradicional Círio […]