S1000_submarine

A agência russa de exportação Rosoboronexport se encontra em negociações com autoridades italianas para a construção de submergíveis do projeto S1000, que não serão utilizados por nenhum dos dois países, mas sim vendidos para terceiros.

Os especialistas russos da Oficina Central de Engenharia Naval Rubin e da italiana Fincatieri completaram o desenho conceitual do modelo há alguns anos. Agora, Rússia e Itália estudam a possibilidade de finalmente iniciar a produção.

Segundo o diretor comercial da Fincateri, Enrico Bonnetti, o submarino medirá 56 metros, terá um casco exterior duro de 5,5 metros de diâmetroo, poderá se deslocar, submerso, com carga total de 1.100 toneladas, a uma profundidade máxima de 250 metros e uma velocidade superior a 14 nós.

A embarcação poderá levar até 16 tripulantes e mais seis tropas de operações especiais. O S1000 é projetado para combates submarinos, atividades de reconhecimento e transporte de tropas. Mas objetivos secundários incluem guerras na superfície, apoio a aviões e helicópteros militares e até atividades de mineração.

FONTE: Diário da Rússia (edição e adaptação do Poder Naval)

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Portugueses ampliam força de patrulha e esquecem o ‘Siroco’

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A Marinha de Portugal receberá em março quatro navios porta-mísseis de patrulha costeira usados, de 450 toneladas, classe Flyvefisken dinamarquesa, […]

Brasil oferece simulador naval à Marinha de Moçambique

simulador naval LAAD 2013

O Brasil ofereceu à Marinha de Moçambique um Simulador de Manobras Navais, através da embaixadora brasileira no país, Lígia Maria […]

Gigantes ficam de fora de licitação da Marinha

SisGAAz

Sergio Barreto Motta Todos os dias, os jornais mostram denúncias, acordos, vetos e muito mais, em meio à Operação Lava […]

Flotilha Guarda-Costas cubana aceita cooperar com Guarda Costeira dos EUA

Cuba

Mais de 55 anos depois de as suas Marinhas terem feito seu último contato, os governos de Washington e de […]

Navantia espanhola cria filial no Brasil visando contratos de renovação da MB

Fragata Cristobal Colon - classe F-100 - em dique - foto Navantia

A empresa espanhola Navantia da área naval divulgou nota da Europapress na segunda-feira, 26 de janeiro, informando que iniciou processo de […]