China lança primeira fragata Stealth

dca971a787d51295a25004

vinheta-clipping-navalA China lançou ontem (25) a primeira embarcação da nova classe de fragatas stealth equipadas com mísseis para substituir modelos mais antigos e aumentar a capacidade do país em realizar patrulhas e escoltar navios e submarinos em águas em disputa nos mares do Sul da China e da China Oriental.

A primeira embarcação do grupo foi entregue anteriormente à Marinha na segunda-feira em Xangai, que abriga um dos maiores complexos de estaleiros navais, de acordo com um agência de notícias Xinhua e o site da Marinha.

Recém-promovido comandante da Marinha, o almirante Wu Shengli participou da cerimônia de entrega da fragata, afirmou a Xinhua, uma indicação da importância dada a missão dos novos navios.

Os navios, que também conseguem transportar helicópteros, apresentam um design sofisticado para serem mais silenciosos e mais difíceis de serem detectar por radar. Além disso, as embarcações estão armadas com mísseis antinavio e explosivos antiaéreos. Eles também precisam de uma tripulação de apenas 60 pessoas, dois terços a menos que os navios mais antigos, uma grande vantagem que deve aumentar a eficiência e aliviar custos de treinamento e recrutamento.

Até agora, a Marinha permaneceu distante das ilha disputadas pela China com outros países, a fim de evitar novas tensões. No entanto, a China não esconde seu desejo de ampliar o alcance de sua capacidade naval. A Marinha tem recebido atenção considerável em modernização militar da China. As informações são da Associated Press.

dca971a787d51295a1d703

FONTE: O Estado de S. Paulo

FOTOS: China Defense Blog

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

8 Responses to “China lança primeira fragata Stealth” Subscribe

  1. Alex Stélio 26 de fevereiro de 2013 at 11:54 #

    É um belo navio, alguém poderia comparar com algum navio ocidental da mesma categoria?

  2. joseboscojr 27 de fevereiro de 2013 at 9:29 #

    Alex,
    Apesar de ser chamada de fragata seu deslocamento sengundo a Wiki é de 1200 t, o que a coloca mais como uma corveta, sendo até menor que nossa Barroso.
    Seu armamento é bem balanceado e consta de:
    1 canhão de 76 mm
    4 mísseis antinavios YJ-83 (semelhantes ao Harpoon)
    1 lançador conteirável de 8 células FL-3000 N (semelhante ao RAM) com 8 células, lançando mísseis Ty-90 (versão naval)
    2 canhões de 30 mm de controle remoto
    2 x 3 lançadores de torpedos leves para o ET-52
    1 helicóptero naval Harbin Z-9EC (semelhante ao Dauphin francês) capaz de lançar mísseis HJ-8 (5 a 6 km de alcance e com vários sistemas de orientação, sendo a mais comum a SACLOS) e torpedos ET52 (semelhante ao MK-46) e mísseis TY-90, ar-ar, de orientação térmica.
    O radar principal parece ser do tipo 2D e os motores são exclusivamente Diesel para 28 nós de velocidade máxima.
    Ou seja, tem tudo no lugar e tirando o radar 2D e os motores (que em geral usam o Diesel associado a turbinas a gás) está em conformidade com qualquer navio moderno ocidental da mesma classe.
    Um abraço e espero tê-lo ajudado já que não sou a melhor pessoa pra falar de naviozinhos. rsrss

  3. Mauricio R. 27 de fevereiro de 2013 at 10:36 #

    O navio em questão é um exemplar da corveta classe “Type 056″, os chineses pretendem construir algo como 20 desses cascos, em pelo menos 4 estaleiros (Guangzhou, Shanghai, Wuhan e Dalian) diferentes.

    (http://china-defense.blogspot.com.br/2013/02/582-head-of-class.html)

  4. Ivan 27 de fevereiro de 2013 at 11:20 #

    Como alertou Mestre Bosco e Maurício, a classe Type 056 Jiangdao é de
    CORVETAS, mas acredito que tem apenas convoo e facilidade para abastecer helicópteros, mas sem hangar para operações prolongadas.

    Um infográfico interessante:
    http://www.jeffhead.com/redseadragon/Type056-054A-Compare1.jpg

    Tem o desenho de uma corveta Type 56 e uma fragata Type 54.

    Sds.,
    Ivan.

  5. eduardo.pereira1 27 de fevereiro de 2013 at 19:11 #

    BOSCO , boa noite ;
    Esta configuraçao seria interessante para o que a MB deseja com as proximas corvetas,p/ as finalidades da MB ??

  6. joseboscojr 27 de fevereiro de 2013 at 19:34 #

    Eduardo,
    Eu acho que em termos de configuração de armamento sim, ela é bem satisfatória, chegando mesmo a de um certo modo superar as expectativas.
    Agora, se realmente não contar com um helicóptero orgânico e com um hangar, como o infográfico postado pelo Ivan sugere, aí a “corveta” (Type 56) creio eu não interessaria para a MB.
    Também a tonelagem parece pequena e sabemos que de modo geral ela é diretamente proporcional à autonomia e em sendo metade da Barroso, pode ser que seja pequena para nós que temos sempre poucas unidades e que essas poucas têm que fazer o serviço de muitas.
    Um abraço.

  7. eduardo.pereira1 27 de fevereiro de 2013 at 20:59 #

    Valeu BOSCO, foi esclarecedor !!

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Livro ‘As Garras do Cisne’ desvenda segredo da Marinha brasileira

Com base em documentos produzidos pela corporação, Roberto Lopes revela o objetivo da Marinha brasileira de se tornar a nona […]

Navios da Marinha do Brasil visitam o porto de Santos-SP neste final de semana

Está prevista a chegada e atracação no período da manhã de sexta-feira (29.08 – 7h) de um GT (Grupo-Tarefa) composto pelos […]

Futuros tripulantes indianos de Scorpene treinam em equipamentos fabricados na Índia

Sessões de treinamento da DCNS, referentes ao console dos sistemas de gerenciamento da plataforma e de manobras do submarino, foram […]

Marinha do Brasil e Armada da República Argentina concluem a Operação ‘Fraterno-XXXII’

De 15 a 25 de agosto, a Fragata “Greenhalgh” participou da Operação bilateral “Fraterno-XXXII”, que se realiza há 32 anos, […]

Visita da comitiva do Ministério da Defesa da Suécia ao NAe ‘São Paulo’

  Na primeira quinzena de agosto de 2014, uma delegação do Ministério da Defesa da Suécia esteve no Brasil, em […]

98 anos da Aviação Naval

Todo dia 23 de agosto, comemora-se o Aniversário da Aviação Naval, em referência à data de assinatura, pelo Presidente Wenceslau […]