FREMM 098a

A fragata francesa FREMM Aquitaine suspendeu hoje do porto do Rio de Janeiro para realizar exercícios com navios da Marinha do Brasil.  A fragata Aquitaine, com 104 tripulantes a bordo, está em missão de avaliação de três meses no Atlântico Sul e Norte.

A classe FREMM é a peça chave da proposta francesa para o projeto PROSUPER da Marinha do Brasil, para modernizar a frota de superfície brasileira. Sua viagem pelo Atlântico Norte e Sul vai qualificar o navio como ‘sea proven’ (clique nas imagens para ampliar).

FREMM 212a FREMM 233a FREMM 295a

Tags: , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

42 Responses to “Fragata FREMM ‘Aquitaine’ sai do Rio de Janeiro para exercícios com a MB” Subscribe

  1. MO 4 de março de 2013 at 18:13 #

    CS = FAQN, é isso ?

  2. Jaguar 4 de março de 2013 at 18:13 #

    Bravo Zulu Galante pelas fotos.

  3. Fernando "Nunão" De Martini 4 de março de 2013 at 18:26 #

    Reparem na cúpula facetada do radar Herakles girando, como pode ser percebido comparando a primeira foto com a segunda.

  4. daltonl 4 de março de 2013 at 19:55 #

    É o que parece MO !!!!!

    abraços

  5. Lyw 4 de março de 2013 at 19:57 #

    Objetivo real deste exercício com a MB: Deixar almirante, Capitão de Fragata e outros grandões babando! :P

  6. Guilherme Poggio 4 de março de 2013 at 19:58 #

    As fotos ficaram sensacionais

  7. Fernando "Nunão" De Martini 4 de março de 2013 at 20:04 #

    MO e Daltonl: de fato, é o que está tremulando lá e AQN combinaria com o nome do navio, como é de praxe.

    (e também com o QN do convoo)

  8. daltonl 4 de março de 2013 at 20:21 #

    Nunão…tá me parecendo mais uma exceção, a maioria parece não combinar. Outro que combinou bem foi CV 67 John F. Kennedy que se repetirá com o futuro CVN 80 !

    abraços

  9. Fernando "Nunão" De Martini 4 de março de 2013 at 20:34 #

    Ok, retiro o “como é de praxe”

  10. Fernando "Nunão" De Martini 4 de março de 2013 at 20:54 #

    Aproveitando o assunto,

    Apesar do ângulo não mostrar tudo (foi tirada de uma janela do tijupá, olhando para a direção da popa), este é o Dixmude saindo da Guanabara:

    http://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2013/03/Dixmude-saindo-da-Guanabara-foto-Nunão.jpg

    Creio que aparece FAD – mas imagino que possa haver um X encoberto mais abaixo, o que daria FADX.

  11. MO 5 de março de 2013 at 11:07 #

    nain esta FQAN, CS de Naval vessels sao quatro e o F eh bem visivel na foto de proa (alias um quadrado tem lado de proa definido ? .. rssssss

  12. daltonl 5 de março de 2013 at 11:09 #

    Nunão…

    vc está correto quanto ao CS “FADX” e revendo o que escrevi acima, ao menos na marinha francesa eles tem conseguido combinar na grande maioria das vezes o CS com o nome do navio, o que nem sempre é possivel na US Navy ou quando trata-se de navios “menores”.

    Então o seu “é de praxe” está corretissimo eu é que me precipitei e deveria ter pesquisado e não confiar na minha cabeça que anda sofrendo do efeito “DNA” data de nascimento antiga.

    abraços

  13. MO 5 de março de 2013 at 11:09 #

    Nain,mastrar pra nois um projeto naval de um cubo retangulo quadrado Borg que nao avoa … rssssss alem de uma possivel patrulha em territorios francelicos de ultramar

  14. Marcos 5 de março de 2013 at 11:09 #

    E na primeira imagem, o que é? O museu aeródromo?

  15. Joker 5 de março de 2013 at 11:49 #

    Alguem reparou em mais algum armamento de cano, fora o principal?

  16. eduardo.pereira1 5 de março de 2013 at 14:56 #

    Falando em museu aeródromo, será que nao rola dar um grau no Minas Gerais e colocar ele na ativa modernizadasso nao hein ?? Olhando a foto o bichin parece estar inteirao!!

  17. eduardo.pereira1 5 de março de 2013 at 14:58 #

    Covenhamos que meia duzia,ou mais, desta belezinha (Aquitaine) ficaria dez na MB!!

  18. Marcos 5 de março de 2013 at 15:36 #

    eduardo

    Sim, ficariam bem, até porque precisamos de naves de superfície, mas algum gênio (talvez alguma empreiteira), tenha achado melhor primeiro fazer um SubNucl.

  19. joseboscojr 5 de março de 2013 at 16:30 #

    Joker,
    Não tem não. É só o principal mesmo.

    Marcos,
    Fazermos um subnuc nessa altura do campeonato é o mesmo que a FAB cancelar a aquisição de novos caças pra construir meia dúzia de bombardeiros B-2

  20. Marcos Pinto 5 de março de 2013 at 18:57 #

    Dá pro Sr. Galante sugerir a algum conhecido da Marinha para que se abra visitação pública se ela voltar ao Rio ? obrigado.

  21. Fernando "Nunão" De Martini 5 de março de 2013 at 20:58 #

    “eduardo.pereira1 disse:
    5 de março de 2013 às 14:56
    Falando em museu aeródromo, será que nao rola dar um grau no Minas Gerais e colocar ele na ativa modernizadasso nao hein ?? Olhando a foto o bichin parece estar inteirao!!”

    Eduardo,

    Minas Gerais???

  22. MO 5 de março de 2013 at 21:42 #

    eita … kkkkkkkkkkkkkkkk

  23. MO 5 de março de 2013 at 21:45 #

    Er .. Eduardo, o MG, se for o que eu estou pensando que vc esta achando, ja foi pro saco faz tempo …

  24. joker 5 de março de 2013 at 22:00 #

    ele confundiu opalão com mingão

  25. joker 5 de março de 2013 at 22:00 #

    ele confundiu opalão com mingão, ou vice e versa

  26. Fernando "Nunão" De Martini 5 de março de 2013 at 22:06 #

    Creio que sim, apenas perguntei para confirmar.

  27. MO 6 de março de 2013 at 7:20 #

    ahhh claro confusaosinha basica, tipo “normal” isso né …. hehehehhe

  28. Bravoone 6 de março de 2013 at 16:52 #

    Caro Bosco, o armamento principal seria um 127mm ou um 76mm?

  29. Bravoone 6 de março de 2013 at 17:03 #

    Fico imaginando se não estaria fazendo falta um CIWS a essas embarcações, a julgar pela estrutura limpa, falta de antenas e etc, penso que teria muito espaço para um Phalanx ou Millennium, principalmente ali logo acima na popa, onde há grande espaço, pois na proa se o armamento principal for de fato um 76mm, o mesmo possui capacidade secundária de engajamento de mísseis e etc, não sendo necessário um CIWS.

  30. joseboscojr 6 de março de 2013 at 19:01 #

    Bravone,
    É o 76 mm Super Rapid.
    Quanto à falta de um CIWS eu penso o mesmo.
    Na proa o SR segura as pontas, mas à ré ficou meio capenga.
    AS FREMM oferecidas à Grécia, que eu me lembre, não tinha nenhum CIWS mas tinha mísseis VL-Mica para defender a camada mais interna.
    Eu acho estranho não ter um CIWS instalado na popa ou um míssil “menor” que o ASTER 15 para defesa de ponto e acho mais estranho ainda não ter nenhum canhão contra ameaças assimétricas.
    Um abraço.

  31. GUPPY 6 de março de 2013 at 19:13 #

    Belíssimas fotos. A expressão “NO TUG” pintada na popa (se fosse um escaler eu diria “no espelho”) significa o que? Que não pode ser empurrada?

  32. Fernando "Nunão" De Martini 6 de março de 2013 at 20:33 #

    Guppy, é isso, basicamente informa que um rebocador não pode encostar lá para empurrar o navio. Isso porque é a abertura do compartimento do “peixe” (sonar rebocado).

  33. MO 6 de março de 2013 at 20:57 #

    partes de chapas delicadas dos navios, muito comum em mercantes, é a 1a vez que vejo em um de briga

  34. GUPPY 6 de março de 2013 at 23:31 #

    Thanks Nunão e MO.

    Abraços

  35. GUPPY 6 de março de 2013 at 23:38 #

    MO,

    O “CS” do seu primeiro comentário significa “Call Sign” ? E “FAQN” significa “Foxtrot, Alpha, Quebec, November”?

  36. MO 6 de março de 2013 at 23:47 #

    isso mesmo Guppy

  37. daltonl 7 de março de 2013 at 0:01 #

    Só reforçando Guppy que navios franceses tem o CS iniciado pelas letras FA, os da US Navy por NA e os da nossa marinha por PW por exemplo.

  38. MO 7 de março de 2013 at 0:35 #

    oi Dalton, na USN eh N e na frança F, o A nao segue regularmente como segunda letra

    Abs

  39. daltonl 7 de março de 2013 at 0:56 #

    MO…

    até onde sei as duas primeiras letras são reservadas para o País,no caso da França por exemplo eles podem utilizar de FA até FZ e a US Navy de NA até NZ…

    abraços

  40. MO 7 de março de 2013 at 1:03 #

    Sim, começa pelo Na, mas nao todos, o Curtis Wilbour por exemplo eh NCTW …

  41. daltonl 7 de março de 2013 at 1:13 #

    é…esqueci de colocar a frase “começam com…e terminam com…”

  42. GUPPY 7 de março de 2013 at 13:44 #

    Obrigado mais uma vez MO e Dalton pelas respostas/esclarecimentos. Agora ficou bem claro para os menos afins com o assunto. Só o meu “alpha” é que deveria ser “alfa” mesmo.

    Abraços

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

China planeja construir 18 bases navais no exterior, inclusive na Namíbia

PLA Navy

Segundo o jornal The Namibian, estão em curso discussões nos “mais altos níveis” os planos da Marinha do Exército de Libertação […]

Taiwan inicia provas de mar do seu novo navio de apoio logístico

AOE532_Panshi_01

A Marinha da República da China (Taiwan), ROC Navy, iniciou os testes de mar do navio de apoio logístico de […]

Mísseis JL-2 lançados de submarinos chineses poderão alcançar os EUA

JL-2

Os mísseis intercontinentais de segunda geração JL-2, lançados de submarinos, que têm a capacidade de atingir os EUA, já se […]

Tentáculos da superpotência

140322-N-MV682-434

Em foto de 22.03.14, os navios-aeródromo USS Harry S. Truman (CVN 75), embaixo, e USS George H. W. Bush (CVN […]

NDCC ‘Mattoso Maia’ pode ser o próximo navio da MB a dar baixa

G28

Segundo uma fonte, o Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) Mattoso Maia (G28) pode ser o próximo navio da […]