No Credit Check Payday Loans

vinheta-clipping-navalO governador das ilhas Malvinas, Nigel Haywood, acusou a Argentina de “mentir” e de fabricar constantemente “invenções”, como a denúncia de que haveria submarinos nucleares britânicos no Atlântico Sul.

Em entrevista publicada neste domingo pelo tabloide The Sun, a apenas uma semana do referendo sobre o status político das Malvinas, Haywood declarou que o Reino Unido apoiará os moradores das ilhas enquanto quiseram continuar sob soberania britânica.

Os cerca de 3.000 habitantes (chamadas Falkland no Reino Unido) irão às urnas nos dias 10 e 11 de março para participar de uma consulta popular sobre sua atual condição de território britânico ultramarino.

O referendo foi convocado depois que, nos últimos meses, a Argentina aumentou suas reivindicações sobre esse território, cuja soberania reivindica desde 1833.

Em sua residência de Port Stanley (Puerto Argentino), Haywood declarou ao “Sun” que o governo da presidente da Argentina, Cristina Kirchner, “inventa coisas”.

“A Argentina inventa coisas como a de que (as Malvinas) são um território em disputa e que a ONU decretou que os moradores não têm direito de decidir. Quando? Nunca disseram isso!”, exclamou.

Também “dizer que o Reino Unido tem submarinos com armas nucleares no Atlântico Sul é uma invenção”, acrescentou o governador.

A Argentina não reconhece o referendo de soberania das Malvinas, enquanto o governo britânico espera que contribua para deixar claro à comunidade internacional que os malvinenses querem continuar sob soberania britânica.

As tensões entre Argentina e Reino Unido em torno das Malvinas impediram que, em fevereiro, houvesse um encontro entre os ministros das Relações Exteriores de ambos os países durante a visita a Londres do chanceler argentino, Héctor Timerman.

FONTE: EFE via Terra

Tags: , , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

One Response to “Governador das Malvinas acusa Argentina de ‘mentir’” Subscribe

  1. colombelli 5 de março de 2013 at 22:04 #

    Correto. Com base em que fonte a Argentina afirma a presença de armas nucleares? E se fosse verdade, quem vai impedir a Inglaterra de té-las lá? A diplomacia? Aquela mesma que a Argenmtina ignorou em 1982? Aliás, se hoje as Falklands estão militarizadas é porque um certo país as invadiu na surdina em 02 de abril de 1982. E pra quem fica defendendo os argentinos: pesquise um pouco sobre quais eram os dois alvos seguintes do “Operativo Rosario” se a campanha das Malvinas tivesse dado certo. Uma dica, o segundo algo fica perto da fronteira do Brasil com o Paraguai. Estes eram os planos concebidos pelo Almirante Anaya.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Livro ‘As Garras do Cisne’ desvenda segredo da Marinha brasileira

Com base em documentos produzidos pela corporação, Roberto Lopes revela o objetivo da Marinha brasileira de se tornar a nona […]

Navios da Marinha do Brasil visitam o porto de Santos-SP neste final de semana

Está prevista a chegada e atracação no período da manhã de sexta-feira (29.08 – 7h) de um GT (Grupo-Tarefa) composto pelos […]

Futuros tripulantes indianos de Scorpene treinam em equipamentos fabricados na Índia

Sessões de treinamento da DCNS, referentes ao console dos sistemas de gerenciamento da plataforma e de manobras do submarino, foram […]

Marinha do Brasil e Armada da República Argentina concluem a Operação ‘Fraterno-XXXII’

De 15 a 25 de agosto, a Fragata “Greenhalgh” participou da Operação bilateral “Fraterno-XXXII”, que se realiza há 32 anos, […]

Visita da comitiva do Ministério da Defesa da Suécia ao NAe ‘São Paulo’

  Na primeira quinzena de agosto de 2014, uma delegação do Ministério da Defesa da Suécia esteve no Brasil, em […]

98 anos da Aviação Naval

Todo dia 23 de agosto, comemora-se o Aniversário da Aviação Naval, em referência à data de assinatura, pelo Presidente Wenceslau […]