Mapa-Politico-de-Okinawa-Japon-10429

Segundo comunicado oficial divulgado ontem (13) pelo Ministério da Defesa do Japão, um submarino estrangeiro foi detectado no último domingo (12) em águas continentais próximas à ilha de Kumejima, na região de Okinawa. Apesar de o informe não detalhar a origem do navio, uma fonte ligada ao governo japonês declarou que o submarino provavelmente pertence à Marinha do Exército de Libertação Popular da China.

O ministro da Defesa japonês, Itsunori Onodera, declarou a repórteres ontem que “estava pronto para autorizar ‘operações de segurança marítima’ logo após autorização do primeiro ministro [Shinzo Abe], caso o submarino invadisse águas territoriais japonesas”. Caso as operações fossem autorizadas, as forças nipônicas teriam permissão legal para emprego irrestrito de armamentos, e ralização de procedimentos como evacuação da população de áreas de risco.

As operações mais recentes de segurança marítima contra submarinos aconteceram em 2004, quando um submersível chinês invadiu águas japonesas em torno da cadeia de ilhas Sakishima, também na região de Okinawa.

Legislações internacionais não proibem a presença de submarinos em águas comuns entre países. Porém, as autoridades japonesas decidiram trazer o incidente do último fim de semana a público, pois o submarino permaneceu por um tempo estranhamente longo nas águas continentais próximas a Okinawa.

FONTE: The Asahi Shinbun (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

Um comentário para “Submarino estrangeiro é detectado próximo a Okinawa”

  1. Soyuz 15 de maio de 2013 at 1:45 #

    Seja com a crise econômica em alguns países ou estratégia de demonstração de força militar para calar problemas internos em outros, daqui a pouco este submarino de Okinawa vai gerar uma situação inusitada na politica internacional onde haverá mais de uma nação assumindo a “autoria do submarino”

    Os russos vão dizer que o submarino detectado pelos japoneses é deles, porque os submarinos russos estão revivendo as missões da armada soviético na politica de Putin.

    Os chineses dirão que é deles, porque afinal eles estão em demonstração de forças com o Japão.

    Os norte coreanos dirão que é deles e que este submarino tem capacidade de reduzir a pó todo o Japão e a Coréia do Sul.

    Os sul coreanos dirão, ele é nosso! Afinal precisam demonstrar que estão presentes no mar e não são uns passivos que tem até navio torpedeado pelo inimigo do norte e não fazem nada.

    Porem a verdadeira autoria do submarino será logo conhecida.

    Trata-se de um barco da USN. Que em mais um erro de operação em seus submarinos na ultima década estava por falha humana a umas 30 milhas de onde deveria estar.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Suécia assina com Saab a encomenda de dois novos submarinos tipo A26

Kockums A26 - imagem 2 Saab

Empresa também modernizará dois exemplares da classe ‘Gotland’ em serviço na Marinha Sueca – Na última terça-feira, 30 de junho, […]

Fabricação do primeiro submarino S-BR avança na ICN

Reforços Externos #2

Rio de Janeiro, 29 de junho de 2015 – A Itaguaí Construções Navais (ICN) avança na construção do primeiro submarino […]

Prosuper receberá propostas da China e dos EUA

Type 052B Guangzhou class Wuhan (170) guided missile destroyer

  O PROSUPER, programa da Marinha do Brasil (MB) que visa obter 5 navios escoltas, cinco navios-patrulha oceânicos (NPaOc) e […]

Duas boas notícias da MB: assinados novos contratos do MANSUP e revogada a suspensão do contrato do NHoFlu

NHoFlu Rio Branco - foto INACE

Contrato relacionado ao NHoFlu Rio Branco, já entregue, é com o estaleiro Inace. Para o MANSUP,  foram assinados contratos com Avibras e Mectron, marcando […]

Marinha dos EUA gasta US$ 9,1 milhões para manter Windows XP em PCs

usnavy_625

Ainda em processo de transição, marinha americana possui cerca de 100 mil computadores com o sistema operacional já obsoleto da […]