1 (1)

Nos dias 27 e 29 de maio, o Comando do 1º Distrito Naval, localizado no Rio de Janeiro (RJ), realizou treinamentos voltados para a Copa das Confederações e para a Jornada Mundial da Juventude, no Complexo Naval da Ilha do Governador (CNIG).

No dia 27, foram mobilizados cerca de 100 militares do 1º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais. Foi realizado o exercício de Controle de Distúrbios Civis (CDC) que tem como propósito controlar uma situação crítica que ofereça potencial risco para a segurança de pessoas ou danos ao patrimônio público/privado.

Em seguida, foi realizada uma simulação de Controle de Trânsito com apoio de cães adestrados para faro e ataque com imobilização de transgressores, além de uma demonstração de armamentos não letais.

No último treinamento, o Grupo Especial de Retomada e Resgate (GERR) simulou o resgate de um atleta feito refém. Após ação do grupo, a vítima foi transportada em segurança em um carro blindado. O GERR tem por propósito a retomada do controle de instalações, bem como o resgate de pessoas realizados por terra, mar e ar.

2 (1)

29 de maio

No dia 29 de maio, o Comando do 1º Distrito Naval realizou outro treinamento voltado para a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, desta vez na orla das praias de Copacabana e Leme, além da Marina da Glória.

Cerca de 130 militares participaram das ações de inspeção naval e patrulha naval realizadas pelo Grupo de Vistoria e Inspeção (GVI), a bordo do Navio-Patrulha Oceânico “Amazonas”, do Navio-Patrulha “Gurupá”, do Aviso de Patrulha “Albacora” e de duas lanchas.

Durante o treinamento, um determinado navio mercante, representado pela Lancha de Patrulha “Marlim”, simulou deslocamento para o Porto do Rio de Janeiro, sem transmitir as informações de seu plano de viagem para a Autoridade Marítima brasileira, sendo, portanto, classificado como suspeito, e afetando a Segurança Marítima na Copa das Confederações.

3 (1)

Neste cenário, foram realizados os procedimentos de interrogação ao navio e, como houve resposta hostil, a embarcação foi abordada por uma lancha que comportava uma equipe de inspeção naval e fuzileiros navais. Foi identificado que a embarcação carregava armamento ilegal, e por este motivo, foi escoltada até a Capitânia dos Portos do Rio de Janeiro, onde seria, em situação real, inspecionada pela Polícia Federal. Simultaneamente, foi realizada inspeção em embarcações suspeitas na área da Marina da Glória.

Na Copa das Confederações e na Jornada Mundial da Juventude, a Marinha do Brasil realizará a segurança da área marítima por meio de navios e lanchas. Em terra, o Corpo Fuzileiros Navais participará da segurança das estruturas estratégicas. Além da participação das equipes de Operações Especiais que atuarão no combate ao terrorismo, uso de armas químicas, controle de distúrbios, abordagem de navios e resgate de reféns.

FONTE: Nomar

Tags: , , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

5 Responses to “Marinha faz treinamento para Copa das Confederações e Jornada Mundial da Juventude” Subscribe

  1. Tio Sam 3 de junho de 2013 at 14:02 #

    Será que a tropa tem aptidão para lidar com a tal ameaça terrorista ou somente revista de civis? Não digo dos amadores de Boston, mas de algo do quilate da Al Qaeda.

  2. Juarez 3 de junho de 2013 at 16:00 #

    A tropa convencional não, mas o GERR tem de sobra.

    Grande abraço

  3. marc 3 de junho de 2013 at 18:26 #

    De acordo com a verba que o Desgoverno Federal tem para as forças armadas, vai ter segurança na porta dos estadios para tomar as latas de cerveja dos ambulantes e tá bom demais.

  4. Tio Sam 4 de junho de 2013 at 7:31 #

    Valeu Juarez.

  5. ernani 4 de junho de 2013 at 9:03 #

    Se todos, em todos os níveis, fizessem desde “ontem” o que tem que ser feito, o sucesso seria garantido.
    Enquanto for para “Inglês ver” e embolsar algum, tem tudo para dar errado.

    Não subestimo nossas Forças Armadas, mas basta um único político para levedar tudo.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

A participação da Marinha do Brasil na I Guerra Mundial

A segunda-feira, dia 28, marca os 100 anos da I Guerra Mundial. Você sabia que o Brasil enviou oito navios […]

Submarino que jogou Brasil na I Guerra Mundial pode ter sido encontrado

Responsável pelo afundamento do navio brasileiro Macau e pelo sumiço de dois tripulantes brasileiros, o U-93 estaria a uma milha […]

Pesquisadores encontram submarino nazista naufragado com 17 esqueletos dentro

No litoral da ilha de Java, na Indonésia, pesquisadores do Centro Nacional de Arqueologia do local encontraram um submarino nazista […]

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – última parte

A atracação na Base Almirante Castro e Silva e a despedida A manobra de atracação do submarino Tapajó na Base […]

Entrevista com o comandante do submarino ‘Tapajó’, capitão-de-fragata Horácio Cartier

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – parte 3 PODER NAVAL: Comandante Cartier, o senhor poderia falar um pouco […]

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – parte 2

Um submarino de propulsão convencional como o Tapajó tem um funcionamento parecido com um telefone celular: de tempos em tempos […]