No Credit Check Payday Loans

brasil-U27-ml-15-06-13-6 copy

Imagens do NE ‘Brasil’ (U 27) atracado no cais do armazém 25 no Porto de Santos na tarde de sábado, 15/06.

brasil-U27-ml-15-06-13-11 copy

Para ver mais imagens: http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2013/06/ne-brasil-u-27-pwbl-atracado-no-cais-do.html

brasil-U27-ml-15-06-13-7 copy

brasil-U27-ml-15-06-13-1 copyFOTOS: Marcelo ‘MO’ Lopes -15/06/2013

 

22 Responses to “NE ‘Brasil’ (U 27) / PWBL – Atracado em Santos” Subscribe

  1. MO 17 de junho de 2013 at 22:16 #

    Uma pergunta que me deixou curioso, as imagens são de aproximadamente 6h a´pos o navio ter atracado, há alguma razão especial para a bandeira nacional estar no mastro principal e não no de popa ?

  2. Rafael M. F. 17 de junho de 2013 at 23:30 #

    O-T

    Marinha do Brasil em 1914: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/da/Brazilian_Navy_1914.PNG/800px-Brazilian_Navy_1914.PNG

  3. aldoghisolfi 18 de junho de 2013 at 7:37 #

    MO: bom dia.

    Boa pergunta.

    Informa a Net que a bandeira deve estar hasteada à popa quando o navio estiver fundeado; quando navegando é arvorada no penol da carangueja ou no mastro principal.

  4. eduardo.pereira1 18 de junho de 2013 at 7:53 #

    Os marinheiros nao teem adestramento de tiro nesse navio nao? Nao vejo nenhum canhao ou lançador .

  5. MO 18 de junho de 2013 at 11:43 #

    so se adestra AT ? procure AR do passadiço … Massss eu acho que meio que entendi o que vc perguntou, o problema tbm seria definir pergunta = adestramento de tiro = ok, com o que = pistola, fuzil, canhão = se sim tem os tres casos, agora canhãozaum, ai não tem :-)

  6. MO 18 de junho de 2013 at 11:45 #

    fundeado ou atracado, mas ele tinha atracado ao redor das 0845h e naquela foto era cerca de 1440h … estou realmente curioso de saber pq

    Algum SI para dar uma ajudinha ai … ?

  7. edurval 18 de junho de 2013 at 14:01 #

    MO,

    Poderia me explicar qual a missão dessa Nave?

    Obs.: O nome Brasil pra mim deveria ser reservado para um PA.

  8. aldoghisolfi 18 de junho de 2013 at 14:16 #

    MO: apesar de navio-escola, pode ser relaxamento de aluno ou grumete (EAM)…

  9. daltonl 18 de junho de 2013 at 14:25 #

    Não Aldo, não é “relaxamento”, há outras fotos em outras ocasiões mostrando diversos navios nessa mesma configuração inclusive navios da US Navy atracados, ostentando a bandeira nacional no mastro principal mas até hoje não descobri uma fonte descrevendo o motivo dessa variação.

  10. daltonl 18 de junho de 2013 at 14:37 #

    ocorreu-me que estamos no mês comemorativo da Batalha do Riachuelo,
    sei que navios as vezes podem receber um embandeiramento diferenciado em ocasiões especiais, mas é puro palpite.

  11. Fernando "Nunão" De Martini 18 de junho de 2013 at 15:44 #

    “edurval disse:
    18 de junho de 2013 às 14:01
    MO,
    Poderia me explicar qual a missão dessa Nave?
    Obs.: O nome Brasil pra mim deveria ser reservado para um PA.”

    Edurval, sugiro consultar o link abaixo. Se após a leitura persistir a dúvida, pode repetir a pergunta ao MO que eu acredito que ele terá prazer em responder.

    Boa leitura!

    http://www.naviosbrasileiros.com.br/ngb/B/B064/B064.htm

  12. aldoghisolfi 18 de junho de 2013 at 16:07 #

    daltonl: boa tarde.

    Não acredito na tese da Batalha do Riachuelo, se bem que também já vi muita coisa a esse respeito, inclusive duas bandeiras hasteadas simultaneamente.
    ——————————————————————————————————
    DECRETO Nº 4.447, DE 29.10.2002 (aprova o Cerimonial da Marinha do Brasil):

    Art. 2-2-3

    Local de hasteamento

    Salvo quando este Cerimonial dispuser em contrário, o local de hasteamento é:

    I – o pau da bandeira, disposto à popa, nos navios no dique, fundeados, atracados ou amarrados;

    II – o mastro de combate ou o penol da carangueja do mastro principal, nos navios em movimento;
    ——————————————————————————————————

  13. MO 18 de junho de 2013 at 18:41 #

    mas ai seria o embandeiramento em gala e não (em teoria, acho…) apenas a bandeira nacional no mastro principal, alem de ser tbm no dia 15 …

  14. MO 18 de junho de 2013 at 18:42 #

    não Aldo, pouco provavel isso, alem do que retiraram o indicativo, no primeiro cabo em terra, como de praxe (o PWBL)

  15. MO 18 de junho de 2013 at 18:44 #

    Oi Edurval, penso que o NGB deva ter te esclarecido já, conforme post do Fernandinho, qqr duvida remanescente, so perguntar … Eu particularmente acho que no NE se aplicou bem o nome e penso que ficaria estranho em um NAe

  16. daltonl 18 de junho de 2013 at 19:47 #

    MO…

    lá na US Navy tem ocasiões em que eles embandeiram em arco o que eles chamam de “full dress ship” ou colocam apenas a bandeira nacional no mastro principal “dress ship” em ambos os casos quando o navio está atracado ou ancorado além do “Jack”.

    Tudo depende da importância da data entre outras coisas e como há algumas similaridades de protocolo, pode ser que seja o caso, com o NE Brasil, mas é uma pena não termos uma confirmação.

  17. MO 18 de junho de 2013 at 20:05 #

    pois é Dalton, temos aqui o full e o half gala, mas aparentemente nao eh nem um nem outro, continuo na esperança que algum SI aparece e esclareça, Abs

  18. andreselles 19 de junho de 2013 at 9:08 #

    A Bandeira Nacional é mantida no mastro principal no caso do impedimento de utilização do pau da Bandeira, na popa.

    Na ocasião em questão não é possível utilizar o pau da Bandeira em virtude do toldo montado no convoo.

  19. daltonl 19 de junho de 2013 at 10:34 #

    Grato André…

    mas há uma foto no NGB quando o NE Brasil esteve em Baltimore onde o toldo também está completamente extendido e o pau da bandeira pôde ser usado então pode ser também uma questão de escolha já que o toldo
    deve dificultar mas não necessariamente impedir.

  20. daltonl 19 de junho de 2013 at 10:37 #

    extendido com “x” foi mal !

  21. aldoghisolfi 19 de junho de 2013 at 10:54 #

    daltonl, bom dia.

    E a situação se repete no caso do NE. O toldo está estendido e, claramente, não impediria o hasteamento da bandeira.

    ————————————————
    Extendido é com ‘x’ mesmo! Estendido é que é com ‘s’.

    Brincadeira.

  22. andreselles 21 de junho de 2013 at 9:31 #

    Realmente o toldo não impede a utilização, mas faria com que a Bandeira ficasse enroscada/ embolada, causando um mal “aspecto marinheiro”. A Marinha preza muito por isso e assim, para evitar esse problema, pode-se optar por içá-la no mastro principal.
    Se em outras situações ela estava ali, pode ser que a direção do vento não a atrapalhasse de tremular livremente, ou mesmo pode ter ocorido um dia onde não havia vento, ou ainda um Oficial de Serviço descuidado que, vendo a Bandeira enroscada, não tomou as devidas providências.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Reino Unido vai pagar pelos porta-aviões da classe ‘Queen Elizabeth’ o mesmo que o Brasil gastou na Copa do Mundo de 2014

O novo navio-aeródromo britânico HMS Queen Elizabeth batizado hoje e seu irmão HMS Prince of Wales terão um custo combinado estimado […]

Porta-aviões HMS ‘Queen Elizabeth’, maior navio construído no Reino Unido, foi batizado hoje pela Rainha

Quatro de julho de 2014 entrou para história da Royal Navy, com Sua Majestade a Rainha Elizabeth oficialmente batizando o […]

SIPAAerM realiza VSA no NAe São Paulo

O Serviço de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos da Marinha (SIPAAerM) realizou uma Vistoria de Segurança de Aviação (VSA) […]

Marinha dos EUA promove 1ª mulher a oficial-general 4 estrelas em 238 anos

A Marinha dos Estados Unidos promoveu nessa terça-feira uma mulher para a patente de oficial-general quatro estrelas pela primeira vez […]

Militares russos aprendem a comandar porta-helicópteros francês

França construirá quatro embarcações do tipo para a Rússia A Agência de Notícias France Presse informou na segunda-feira, 30, que […]

AgustaWestland vai modernizar 8 helicópteros Super Lynx da Marinha do Brasil por 160 milhões de dólares

  Finmeccanica – AgustaWestland tem o prazer de anunciar que a Aviação Naval da Marinha do Brasil assinou um contrato […]