dumbo21

vinheta-clipping-naval

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e a Marinha do Brasil compraram o primeiro navio de pesquisas hidroceanográfico do País, que vai atuar nas áreas Sul e Tropical do Oceano Atlântico. A embarcação, no valor de R$ 162 milhões, está sendo construída na China, que detém a expertise no tipo offshore (com capacidade para navegar em alto-mar). O projeto deve ser concluído até o segundo semestre de 2014. O anúncio foi feito durante a 65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que ocorre até sexta-feira (26), na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no Recife.

A embarcação terá capacidade para 146 tripulantes, dos quais 60 serão pesquisadores das áreas de química, geologia, biologia e física marinha. O navio terá equipamentos que permitirão o acesso à parte geológica e biológica para experimentações e retirada de amostras, como o veículo de operação remota (ROV, na sigla em inglês), capaz de operar a uma profundidade de quatro mil metros.

A compra é resultado de um acordo de cooperação entre o MCTI, o Ministério da Defesa/ Marinha do Brasil, a Petrobras e a empresa Vale. O navio integra o projeto do Instituto Nacional de Pesquisas Oceanográficas e Hidroviárias (Inpoh), que prevê uma série de ações em áreas específicas do conhecimento. Entre elas, a conservação da biodiversidade marinha, a melhoria de processos associados à pesca, aquicultura e maricultura, bioprospecção, proteção e adaptação de zonas costeiras para as mudanças climáticas, realização de estudos sobre vias fluviais, hidráulica fluvial e portuária, além de formação de recursos humanos na área de hidroceanografia.

O Inpoh irá operar como organização social e conta com previsão orçamentária para entrar em operação. O diretor interino é Serge Estefen, também diretor de Tecnologia e Inovação do Instituto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe-UFRJ). A ideia é que o Instituto capacite pesquisadores e autoridades brasileiras a ter coparticipação nas tomadas de decisão em fóruns globais sobre oceanos e garanta a conservação e o uso sustentável dos bens e serviços dos recursos hídricos nacionais

A SBPC segue na Universidade Federal de Pernambuco até o dia 26 de julho. A programação completa pode ser conferida no site do evento.

FONTE: G1 via Resenha do Exército

VEJA TAMBÉM:

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

4 Responses to “Na SBPC, governo anuncia 1º navio de pesquisas hidroceanográfico” Subscribe

  1. Wagner 26 de julho de 2013 at 15:00 #

    off topic ( também)

    http://en.rian.ru/military_news/20130725/182416825/Russia-Lays-Down-New-Stealth-Corvette.html

    sugestão aos editores.

    :)

  2. José da Silva 27 de julho de 2013 at 15:29 #

    O EISA e a Wilson Sons podem fazer esse navio aqui no Brasil (também sob licença) e no mais expertise é o c!!@$!, esses navios são todos de projeto europeu, já que os desenhos chineses são os mesmos que o resto da indústria de apoio marítimo usava a 30 anos. Provavelmente esse navio é o X-Bow da Ulstein construida por lá, maioria são os chinas que estão fazendo mas no Brasil também já estamos montando eles.

  3. José da Silva 27 de julho de 2013 at 15:38 #

    1 – primeiro navio de pesquisas hidroceanográfico CIVIL do País.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Amazul e FDTE assinam acordo para participar do programa do submarino nuclear brasileiro

A Amazul – Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. e a FDTE – Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia […]

Revista Forças de Defesa número 11 em versão digital: para iPad, iPhone e Android

A revista Forças de Defesa também está disponível para download pelo aplicativo O Jornaleiro, disponível para iPad, iPhone e smartphones/tablets […]

Museu Aeroespacial incorpora helicóptero da Marinha ao acervo

Em solenidade, no mês de agosto, o Museu Aeroespacial incorporou ao acervo histórico a aeronave Sikorsky SH-3 Sea King, doado […]

Projetos em Segurança e Defesa Nacional são temas de chamada Pública

Trabalho pode se estender por até dois anos. Ideia é que investigações científicas sejam formadas por equipes interdisciplinares O ministro […]

Conheça a história e o futuro da Força de Submarinos da Marinha do Brasil

Nunca antes neste país publicaram uma série de matérias sobre o tema nesta profundidade! A Força de Submarinos da Marinha […]

Navantia começa quarta grande revisão do submarino espanhol Tramontana

Submarino é quarto e último da classe ‘Galerna’ (S 70), baseada na francesa ‘Agosta’, havendo ainda três em serviço na […]