Panamax_02

Aproximadamente 160 militares dos Estados Unidos e mais 19 países chegaram ontem (12) à sede do Comando do Sul da Marinha americana para o início da operação PANAMAX 2013.

OS EUA e nações amigas treinarão a execução de operações de manutenção da estabilidade na região, a fim de reforçar a interoperabilidade entre as equipes multinacionais para atuação em operações internacionais complexas.

Além dos aspectos operacionais, a edição deste ano da PANAMAX procura reforçar a cooperação e o entendimento entre as Forças participantes. Ao longo do exercício, o comandante da 4ª Frota da US Navy, contra-almirante Sinclair Harris, chefiará as chamadas Forças Multinacionais do Sul.

“Os governos das nações integrantes da PANAMAX compartilham interesses, e esses exercícios fortalecem laços ao promoverem cooperação e entendimento mútuo entre as forças navais”, declarou Harris.

A PANAMAX é promovida anualmente pelos Estados Unidos. Em 2013 os participantes são: Argentina, Belize, brasil, Canadá, Chile, Costa Rica, Equador, El Salvador, Estados Unidos, França, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai e República Dominicana.

A operação se encerra no próximo dia 16.

FONTE: Naval Today (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

8 Comentários para “Começou a operação ‘PANAMAX’ 2013”

  1. nunes neto 13 de agosto de 2013 at 18:50 #

    Na foto temos, 1 navio argentino, um americano e dois colombianos?

  2. daltonl 13 de agosto de 2013 at 19:42 #

    O navio da vanguarda é equatoriano, uma fragata classe Leander que já pertenceu a marinha chilena.

    Os outros dois são chilenos com a fragata da US Navy ao fundo.

    abs

  3. daltonl 13 de agosto de 2013 at 19:59 #

    Pensando melhor…o navio do meio entre a fragata da US Navy e o chileno é peruano.

  4. nunes neto 13 de agosto de 2013 at 20:39 #

    A bandeira parece a do Chile

  5. Rafael M. F. 14 de agosto de 2013 at 8:17 #

    Vídeo da explosão:

  6. Rafael M. F. 14 de agosto de 2013 at 8:19 #

    Outro vídeo:

  7. João Filho 14 de agosto de 2013 at 9:16 #

    Off topic:
    MUMBAI – Eighteen Indian sailors were trapped and some were killed after an explosion and fire on a diesel-powered submarine berthed at a base in Mumbai on Wednesday.
    Defense Minister A.K. Antony said crew members inside the Russian-built INS Sindhurakshak had died.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Marinha repensa reforma de R$ 1 bilhão do porta-aviões São Paulo

NAe São Paulo A12

Leonel Rocha A cúpula da Marinha está dividida quanto à reforma prevista no porta-aviões São Paulo, embarcação de guerra adquirida […]

Marinha compra primeiro lote de canhões BAE Systems Bofors AB de 40 mm (MK4)

BAE_Bofors_40_Mk_4_Naval_Gun_System

A Marinha do Brasil vai assinar com a BAE Systems Bofors AB o contrato de fornecimento de um lote de canhões […]

Nota à Imprensa de 04/05/15: Avaria no Navio de Desembarque-Doca ‘Ceará’

Operação 'Amazônia Azul'2015
Rio de janeiro 06 de março de 2015
A Marinha do Brasil está realizando, desde o dia 1° até 6 de maio, a Operação Amazônia Azul 2015, desenvolvendo atividades de fiscalização nas Águas Jurisdicionais Brasileiras.

O Grupo Tarefa Sudeste, que coordena as ações nas áreas de responsabilidade do Comando do 1º Distrito Naval – área marítima do Rio de Janeiro e Espírito Santo – realizará atividades de Patrulha e Inspeção Naval, bem como ações de proteção aos navios mercantes, plataformas fixas e suas instalações.

Durante a Operação, serão empregados dois Navios-Patrulha, um Rebocador de Alto Mar, um Aviso de Patrulha, além dos meios da Capitania dos Portos do Rio de Janeiro e do Espírito Santo.
o Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Apa”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste, realizou exercício de retomada de plataforma na Bacia de Campos. Tal iniciativa visa manter e aprimorar a capacidade de pronta resposta no caso de tentativa ou efetiva invasão das plataformas de petróleo. Em paralelo, manteve as ações de Patrulha Naval e Inspeção Naval na região.
Ricardo Pereira / FututraPress

Em complemento às informações divulgadas anteriormente, a Marinha do Brasil participa que o reboque do Navio de Desembarque-Doca (NDD) “Ceará” […]

Nota à Imprensa: Avaria no Navio de Desembarque-Doca ‘Ceará’

NDD Ceará

Em complemento à Nota à Imprensa emitida hoje pelo Comando do 4º Distrito Naval, a Marinha do Brasil (MB) informa […]

Sopro de esperança: provas de mar da corveta ‘Júlio de Noronha’ começam no meio do ano

V32

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa Há muitos ditos populares que, usados com jocosa maledicência, podem […]