1

O Navio-Tanque “Marajó” (G27), da Marinha do Brasil, realizou no dia 29 de agosto, o exercício de Transferência de Óleo no Mar (TOM) sem bombeio (Dry RAS) com a Fragata “Uruguay” (ROU 01), da Armada da República Oriental do Uruguai (AROU). Esta foi a primeira vez que um navio da AROU realizou este tipo de exercício com um meio naval brasileiro.

2

A atividade foi solicitada pela AROU após a primeira edição da Operação “ATLANTIS”, realizada em 2011, para que sua tripulação pudesse ser adestrada em caso de transferência real de óleo no mar.

1 (1)

No mesmo dia foi realizada também uma operação de transferência de carga leve com o propósito de devolver ao navio uruguaio uma defensa que havia se desprendido do mesmo e que fora resgatada no mar pela lancha orgânica do meio naval brasileiro.

2 (1)

As ações fizeram parte da Operação “ATLANTIS-II”, que os dois navios realizam em conjunto com o Navio-Tanque “Marajó” na área marítima compreendida entre Montevidéu e Rio de Janeiro, até o dia 11 de setembro. Neste período, estão programados diversos exercícios, como trânsito sob ameaça aérea e transferência de óleo no mar, com a participação de outras unidades da AROU, da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira.

FONTE: Nomar Online (Adaptação do Poder Naval)

Tags: , , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

4 Responses to “Operação ATLANTIS II: Transferência de óleo no mar e de carga leve” Subscribe

  1. MO 6 de setembro de 2013 at 14:53 #

    Este tipo de transferencia, sem bombeio é por gravidade, como no inicio dos embarque de cargass liquidas ?

  2. José da Silva 6 de setembro de 2013 at 14:59 #

    Não MO, acho que no caso “de Marinha” eles querem dizer que fazem todas as conexões e os procedimentos, mas sem transferência efetiva.

  3. João Filho 6 de setembro de 2013 at 15:02 #

    Adestramento muito bacana, mesmo. Mas um pouco off topic estava dando uma averiguada na ARA, e quase cai da cadeira. Estao muito piores que a MB…

    http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_active_Argentine_Navy_ships#Surface_fleet

  4. MO 6 de setembro de 2013 at 15:03 #

    WTF zé, porra ja que vai brinca, desce pro play ne …

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Lançamento do livro ‘Monitor Parnaíba – 75 anos’, no dia 19 de dezembro, em São Paulo

Livro Monitor Parnaíba - 75 anos -  Capas - WEB

A editora Aeronaval Comunicação, que produz a revista Forças de Defesa, está lançando a primeira edição do livro “Monitor Parnaíba […]

Amazul assina contrato com a Mectron para projeto do IPMS do submarino de propulsão nuclear

Submarino com propulsão nuclear Álvaro Alberto

No mês de dezembro, a Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. (Amazul) assinou um contrato com a Mectron para o […]

Poder Naval visita navios da MB em Santos-SP, no Dia do Marinheiro

PN no Dia do Marinheiro - Aderex II-2014 - 2

Para comemorar o Dia do Marinheiro no sábado (13 de Dezembro), o Poder Naval visitou os navios que compõem a […]

Inaugurado o prédio principal do Estaleiro de Construção de Submarinos em Itaguaí

Inauguração prédio principal estaleiro submarinos - foto via Blog do Planalto

Nesta sexta-feira, 12 de dezembro, foi inaugurado pela presidente da República, Dilma Rousseff, o prédio principal do Estaleiro de Construção […]

Futura bateria de Pantsir da Marinha deverá proteger a nova base de submarinos

Pantsir S1 - imagem 2 KBP

A informação é de reportagem do G1. As outras duas baterias de Pantsir-S1, de três a serem compradas em contrato […]