Novo contratorpedeiro da Marinha chinesa completa ciclo de provas de mar

Novo contratorpedeiro da Marinha chinesa completa ciclo de provas de mar

186
8
SHARE

Type-52D-destroyer

O mais recente dos contratorpedeiros da classe 052-D da Marinha chinesa foi fotografado nesta semana durante um ciclo de provas na foz do rio Huangpu. O navio havia sido oficialmente lançado no ano passado.

O porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Yang Yujun, declarou que “comissionar navios e porta-aviões é comum no meio militar. Não há necessidade de interpretações extremas”.

O contratorpedeiro é o primeiro da nova classe, e vem equipado com um sistema de combate avançado, apelidado de “Aegis chinês”. Dados da imprensa americana apontariam que a classe 052-D seria equipada inclusive com mísseis de cruzeiro Donghai-10, tornando os novos contratorpedeiros os únicos navios de superfície na Marinha do Exército de Libertação Popular com esse tipo de armamento – até então usado apenas pelos submarinos nucleares de ataque da classe 093. Os mísseis teriam alcance entre 1.500 e 2.000 quilômetros, e seriam mais potentes que os Tomahawk usados pela US Navy.

De acordo com a agência canadense Kanwa, especializada em defesa e geopolítica na Ásia, os navios da classe 052-D teriam sido modificados a partir da classe 052-C, lançada em 2003. Atualmente, três dos contratorpedeiros novos já foram lançados pela Jiangnan Shipyard.  A nova classe teria sido desenvolvida para combater porta-aviões, submarinos, forças de superfície e abater alvos em terra. As capacidades se assemelhariam às dos cruzadores classe Ticonderoga e dos contratorpedeiros  classe Arleigh Burke da Marinha dos Estados Unidos.

É provável que os navios 052-D venham a compor um escudo de cerca de 200 km de alcance para proteger de ataques aéreos o futuro grupo de ataque que acompanhará o navio-aeródromo Liaoning.

052d

FONTE: China.org.cn via Naval Open Source Intelligence (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

8 COMMENTS

  1. Po esta classe de CT é bem bacana, nao tem cara de ser UQTR, apenas um QTR, mas eh bem diferente, eh tipo a De 7 Provincien holandelica que nao eh tao feia assim, apesar de ser QTR tbm. Repararam no indicativo visual pintado fora do padrao chinelico, ou no padroa Lyaoning … ?

  2. Estamos perdendo vários “trens” do desenvolvimento, então estamos fadados a vender sempre a borracha, seremos a fazenda do mundo! Destinados a vender produtos primários para os outros transformares, leiam qualquer artigo , estamos em desindustrialização no Brasil,a exportação de produtos industrializados está caindo muitos, e o número de industria está caindo, as industrias estão indo para a Ásia, a Europa e EUA, estão ficando com os setores de serviços e industria de”alta tecnologia” (informática, nanotecnologia, biotecnologia….) e nós? Vendendo carne, minérios …..

Deixe uma resposta