Home Marinha do Brasil Piloto da Marinha do Brasil realiza voo com AF-1M

Piloto da Marinha do Brasil realiza voo com AF-1M

653
16
Defesa Store

AF-1M

No dia 3 de setembro, foi realizado mais um voo do protótipo modernizado AF-1B “Skyhawk”, nas instalações da Embraer Defesa e Segurança, na cidade de Gavião Peixoto (SP).

A aeronave que está inserida no Programa de Modernização, já realizou diversos voos, mas esta foi a primeira vez em que um piloto de asa fixa da Marinha do Brasil, Capitão-de-Corveta (FN) Paulo Mário, realizou o voo com o protótipo modernizado.

FONTE: Nomar

LEIA TAMBÉM:

16 COMMENTS

  1. Aviaozinhum bunitinhum…comprei o Mirage com as cores da FAB da coleção aviões de guerra…R$ 9,99. Se sair um A-4 com as cores da
    MB comprarei também…devo ter algum espaço sobrando ainda…

  2. Daltonl, também comprei, o III e o 2000C. Até já escolhi os 14 modelos da coleção que vou querer comprar, faltam 12 agora.

    Voltando ao tópico, pra mim esse deveria ser o padrão da FAB. Não gosto daqueles tons de verde e marrom.

  3. GBento disse:
    12 de setembro de 2013 às 20:25

    O AF-1M ficou muito bonito. Também em minha singela opinião, esse deveria realmente ser o padrão da FAB, e não aquela coisa dos anos 1970, padrão imitação forçada do Aggressor Squadron a la Vietnã.

    Mas. mudando de pau para cavaco, apesar da beleza do padrão de pintura, está na hora de a Marinha sair do mundo de Morfeu para começar a pensar em guerra de verdade. Submarinos, escoltas, navios de apoio logístico… sem isso em grande quantidade e em alta qualidade, porta-aviões é mera babaquice de amador.

    • Caro Augusto

      O padrão de camuflagem atual da FAB lembra mais o “European One”, largamente empregado pela USAF na década de 1980.

      O padrão anterior que os F-5, Xavantes e outros empregavam era o Southeast Asia, esse sim da época do Vietnã.

  4. Ta bom desta classificação de patentes dos pilotos da marinha e dos fuzileiros navais serem modificadas… Soa um tanto estranho um piloto de caça com a patente de “Capitão de Corveta”, ou no comando de um batalhão de fuzileiros um “Capitão de Fragata”.

  5. wwolf 22,

    Não vejo sentido nisso, se a FAB possui os P-3 que em tese deveriam carregar torpedos, além dos helicópteros navais, SeaHawk e Super Lynx. Se esses A4 levarem ASM de curto alcance, eu já me dou por satisfeito.

  6. Guilherme Poggio disse:
    13 de setembro de 2013 às 12:07

    Não conhecia esse padrão da década de 1980. De qualquer modo, os F-5 foram usados no Vietnã e daí fica parecendo que a FAB está na época do Aggressors Squadron.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here