Lançamento da FREMM Provence - foto DCNS via Marinha Francesa

Na quarta-feira, 18 de setembro, a fragata FREMM Provence flutuou para fora da doca onde foi construída no estaleiro de Lorient, da DCNS. A construção do navio, destinado à Marinha Francesa (Marine Nationale) começou em dezembro de 2010.

Esse tipo de lançamento em que o navio deixa a doca de construção é tecnicamente chamado, em inglês, de “float-out”, enquanto em francês é simplesmente chamado de “mise à l’eau”. As operações começaram pela manhã, com o alagamento da doca de construção, seguido por diversas outras etapas até rebocadores fizessem com que o navio gentilmente deixasse a doca e fosse atracado ao cais de acabamento, numa manobra que durou 15 minutos.

Lançamento da FREMM Provence - foto DCNSDurante os próximos meses, especialistas da DCNS e de subcontratados instalarão os sistemas do navio, sendo que os próximos marcos construtivos serão a instalação dos mastros e sensores, incluindo radares, antenas, câmeras e interferidores (jammers).

O andamento do programa FREMM na França

A primeira unidade construída na França, a Aquitaine (que empresta seu nome à classe), foi oficialmente aceita para serviço ativo na Marinha Francesa em 23 de novembro de 2012. As outras unidades atualmente em diversos estágios de construção, acabamento e provas estão na seguinte situação: 

  • A Mohammed VI será entregue à Marinha Real do Marrocos no final de 2013;
  • A Normandie, destinada à França, flutuou pela primeira vez em outubro de 2012 e deverá iniciar suas provas de mar em algumas semanas;
  • A Provence, como visto acima, flutuou para fora de sua doca em 18 de setembro;
  • A Languedoc, quinto navio do programa francês e quarto da Marinha Francesa, deverá ter sua construção iniciada em breve, na doca que acabou de ficar vaga com a saída da Provence.

Dados técnicos da FREMM

  • Comprimento total: 14m
  • Boca: 20 m
  • Deslocamento aproximado: 6.000 toneladas
  • Velocidade máxima: 27 nós
  • Tripulação: 108 (incluindo grupo aéreo embarcado)
  • Capacidade de acomodação: 145 homens e mulheres

FONTES / FOTOS: DCNS e Marinha Francesa

VEJA TAMBÉM:

Tags: , , , ,

About Fernando "Nunão" De Martini

View all posts by Fernando "Nunão" De Martini

3 Responses to “‘Provence’, a terceira fragata FREMM francesa, foi lançada pela DCNS” Subscribe

  1. Wagner 20 de setembro de 2013 at 10:50 #

    deve ser um excelente navio !

    maiis vale a pena tres dessas na MB do que nossas 15 sucatas inoperantes.

    mas comprar lixo usado ingles e norte-americano é o PONTO G de parte dos militares brasileiros…

  2. daltonl 20 de setembro de 2013 at 11:53 #

    Wagner…

    pela segunda vez você escreveu 15 quando o correto é 14, as 6
    Niteróis, as 3 T-22s, as 4 Inhaumas e a Barroso e claro que você exagerou pois 3 FREMMs não substituem 14 navios.

    Quanto a comprar lixo usado inglês e americano, o último navio americano que veio para cá foi o Mattoso Maia, isso tem 20 anos já !

    As 3 T-22s vieram para cá com menos de 20 anos de idade, nos anos 90, não as chamaria de lixo se bem que agora já está na hora de substituí-las.

    E as Niteróis foram compradas novas, um projeto exclusivo para nossa marinha e as Inhaúmas e a Barroso foram construídas aqui…sei que sabe disso, só no caso de alguém menos familiarizado ler.

    E o NAeSP é de origem francesa.

    Mas…e se fosse lixo usado russo…aí pode ? :)

  3. MO 20 de setembro de 2013 at 12:16 #

    ja pensou Dalton, 9 Kildin semi novos = Paravskiy, Paraibovsliy, Paranashikiy, Pernambucov, Piauiy … kkkk, maas Wagner sim, de la pra cah se vc analizar os Cannon eram stado da art, os Gururu´s caças s tbm , os jotas tbm, e por ai vai, o Dalton falou com mais propriedade..

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

ICN realiza usinagem das subseções cônicas do primeiro submarino

ICN realiza usinagem das subseções cônicas do primeiro submarino

Trabalho prepara para soldagem das cavernas com o chapeamento do casco Rio de Janeiro, 22 de dezembro de 2014 – […]

Fornecedores nacionais do Prosub

Scorpène - Tunku Abdul Rahman

Respondendo à questão do leitor Oganza, segue anexa a lista de itens que a Marinha do Brasil pretende nacionalizar no […]

Mensagem do Comandante da Marinha insiste no Prosuper mas é discreta sobre meios navais

Esquadra A12

Roberto Lopes Autor do livro “As Garras do Cisne” Exclusivo para o Poder Naval Os 38 minutos da Mensagem de […]

Lançamento do livro ‘Monitor Parnaíba – 75 anos’, no dia 19 de dezembro, em São Paulo

Livro Monitor Parnaíba - 75 anos -  Capas - WEB

A editora Aeronaval Comunicação, que produz a revista Forças de Defesa, está lançando a primeira edição do livro “Monitor Parnaíba […]

Amazul assina contrato com a Mectron para projeto do IPMS do submarino de propulsão nuclear

Submarino com propulsão nuclear Álvaro Alberto

No mês de dezembro, a Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. (Amazul) assinou um contrato com a Mectron para o […]