VLS_Shtil_russia

De acordo com fontes ligadas à indústria de defesa informaram na última segunda feira (23), a Marinha russa adotará um novo sistema de mísseis superfície-ar (SAM).

O sistema de lançamento vertical modular Shtil foi desenvolvido para ser incorporado a um lote de seis fragatas do Projeto 11356, atualmente em construção. Mas de acordo com Maxim Kuzyuk, diretor-geral do grupo Aviatsionnoye Oborudovaniye (Aircraft Equipment), o armamento pode ser integrado a quaisquer embarcações existentes.Ainda de acordo com o diretor, um dos principais aspectos do novo sistema de mísseis é a frequência de disparos –  o Shtil consegue lançar um míssil a cada dois segundos, e cada módulo é composto de 12 mísseis. “Planejamos entregar seis complexos do Shtil SAM para os navios do Projeto 11356 até 2016″, afirmou Kuzyuk.

FONTE: RIA Novosti via Naval Open Source Intelligence e Navy Recognition (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

2 Responses to “Marinha russa receberá novo sistema de mísseis superfície-ar” Subscribe

  1. joseboscojr 24 de setembro de 2013 at 16:39 #

    Este sistema é oriundo do sistema Buk.

  2. Wagner 25 de setembro de 2013 at 13:06 #

    Bacana ! Falei que eles estavam voltando…

    Mas então pode-se instalar esse sistema mesmo num navio mais antigo ???

    mas o navio a receber tem que ter o espaço disponivel para os silos verticais.

    Pode ser uma solução de modernização de navios antigos bem interessante.

    Boa sorte Rússia !

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

DCNS vai assessorar a Marinha do Brasil na modernização do porta-aviões ‘São Paulo’

NAe São Paulo A12

Segundo o Diário Oficial da União, a DCNS irá participar da reforma do NAe São Paulo (A-12). Abaixo, o extrato […]

Reforma de R$ 1 bi em porta-aviões da Marinha pode torná-lo mais lento

NAe-São-Paulo-A12-3

TERESA PEROSA A Marinha reforma o porta-aviões São Paulo. Ao custo de pelo menos R$ 1 bilhão, pretende substituir as […]

Fase de testes avança no Prosub

Odebrecht - Prosub, fase de testes - 1

Seção de Qualificação é transportada para Prédio Principal do Estaleiro de Construção Rio de Janeiro, 25 de novembro de 2014 […]

Brasil cria núcleo de missão naval em São Tomé e Príncipe

NPa Grauna

Objetivo é levantar necessidades da guarda costeira do local e elaborar proposta de acordo de cooperação entre os dois países […]

China planeja construir 18 bases navais no exterior, inclusive na Namíbia

PLA Navy

Segundo o jornal The Namibian, estão em curso discussões nos “mais altos níveis” os planos da Marinha do Exército de Libertação […]