pirataO CENTRONAVE (Centro Nacional de Navegação) gostaria de trazer ao conhecimento deste CONAPORTOS (Comissão Nacional das Autoridades nos Portos), assim como sugerir e solicitar sua ação, o grave problema do roubo de cargas a bordo de navios porta-contêineres atracados no Porto de Santos.

De episódios isolados, passou a ser uma constante, com eventos regulares e cada vez mais graves. Chegou-se a tal ponto que alguns embarcadores estão analisando a mudança do porto de descarga no Brasil ou até mesmo se recusando a embarcar com destino Santos. Estes eventos estão sendo documentados, e passamos às mãos deste Conselho relatos de três armadores associados descrevendo vinte e três casos de roubos de mercadorias de diversos tipos e valores, principalmente eletrônicos e perfumes.

Esses eventos tem ocorrido, inclusive, à luz do dia nos terminais de contêineres de uso público. Solicitamos desta Autoridade ações urgentes, pois já está sendo afetada a própria atividade do comércio, causando prejuízos de milhões de dólares, prejudicando a imagem do porto e do país, aumentando custos de seguros, e em vias de provocar ações a nível diplomático e com possível mobilização da Interpol.

Veja sequência de fotos do flagrante:

1102_2013-06-12_16-53-47

1102_2013-06-12_16-52-59

1102_2013-06-12_16-52-37

1102_2013-06-12_16-48-38

1102_2013-06-12_16-47-56

1104_2013-06-12_16-48-51

1104_2013-06-12_16-55-03

1104_2013-06-12_16-49-06

FONTE: portalmaritimo.com

Tags: , ,

Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

Um comentário para “Roubos de cargas no Porto de Santos causam prejuízos milionários e afetam comércio”

  1. Antonio M 7 de outubro de 2013 at 13:19 #

    Além do reaparelhamento geral, de portos, instituições etc, sem combater a corrupção não será possível inibir isso.

    Não é possível que a cada dia que passa, o roubo de cargas em portos, talvez pior em estradas e até nos aeroportos como recentemente, seja possível chegar a esse ponto sem conivência de “gente graúda”.

    Infelizmente é isso …..

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Portugueses ampliam força de patrulha e esquecem o ‘Siroco’

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A Marinha de Portugal receberá em março quatro navios porta-mísseis de patrulha costeira usados, de 450 toneladas, classe Flyvefisken dinamarquesa, […]

Brasil oferece simulador naval à Marinha de Moçambique

simulador naval LAAD 2013

O Brasil ofereceu à Marinha de Moçambique um Simulador de Manobras Navais, através da embaixadora brasileira no país, Lígia Maria […]

Gigantes ficam de fora de licitação da Marinha

SisGAAz

Sergio Barreto Motta Todos os dias, os jornais mostram denúncias, acordos, vetos e muito mais, em meio à Operação Lava […]

Flotilha Guarda-Costas cubana aceita cooperar com Guarda Costeira dos EUA

Cuba

Mais de 55 anos depois de as suas Marinhas terem feito seu último contato, os governos de Washington e de […]

Navantia espanhola cria filial no Brasil visando contratos de renovação da MB

Fragata Cristobal Colon - classe F-100 - em dique - foto Navantia

A empresa espanhola Navantia da área naval divulgou nota da Europapress na segunda-feira, 26 de janeiro, informando que iniciou processo de […]