Imagens: Fragata ucraniana participa de operação anti-pirataria Ocean Shield

Imagens: Fragata ucraniana participa de operação anti-pirataria Ocean Shield

195
10
SHARE

7cqp

Na última quinta-feira (10) a fragata Hetman Sagaiydachniy, da Marinha da Ucrânia, se uniu à força-tarefa da Operação Ocean Sheild organizada pela OTAN para o combate à pirataria na região do Chifre da África, no leste do continente. Trata-se da primeira participação de uma nação parceira fora do bloco.

O secretário-geral da OTAN recebeu com satisfação a colaboração ucraniana “Eu dou as mais calorosas boas-vindas ao compromisso assumido pela Ucrânia. Através do trabalho conjunto, a OTAN e suas nações amigas estão dando uma contribuição real  no gerenciamento das ameaças atuais, que incluem áreas além da reião europeia e do Oceano Atlântico”.

Pelos próximos três meses a Hetman Sagaiydachniy ficará sob comando do Contra-Almirante Henning Amundsen, da Marinha da Noruega, e comandante da Ocean Shield. Também participam da operação a fragata norueguesa e navio capitânia Fridtjof Nansen, o navio de apoio HDMS Esben Snare, da Marinha Real da Dinamarca, e a fragata USS De Wert, da Marinha americana.

1ay8

8bxr

f4uf

rjhy

xgkz

y1h8

FONTE: Navy Recognition e militaryphotos.net (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

10 COMMENTS

  1. Bonito navio!Vermelho que dá para ver a quilômetros, o helicóptero é um monstrinho! Aquelas antenas lá no alto (placas quadradas) ,são para defesa antiaerea?

  2. vc se refere ao convés NN ? se for esta pintura de convés eh padrão dos Russilicos and Ukraneos ha trocentos anos, repara nas fotos dos navio dos cara

  3. MO,

    Tá nada!

    Esta é uma Krivak III, uma versão das fragatas soviéticas para guerra ASW que foi produzida em menor número, apenas 8 (oito), para a Guarda de Fronteira. Enquanto 7 (sete) ficaram com a Rússia, apenas uma foi para a Ucrânia. Por isso vc não lembrou.

    Observe que foi retirado o pesado armamento ASW da proa, 4 (quatro) mísseis URK-5 (código Otan SS-N-14 ‘Silex’). Em seu lugar foi instalado um canhão de emprego geral AK-100 de 100mm (3,9 polegadas) de calibre, que é mais útil em uma fragata de patrulha.

    Alguns dados:
    * Desloca 3.150 toneladas standard e 3.566 toneladas “full load”;
    * Comprimento: 123 metros;
    * Boca: 14.2 metros;
    * Calado: 4.7 metros;
    * Velocidade máxima: 32 nós (59 km/h; 37 mph)
    * Alcance: 3,500 nmi (6.500 km; 4.000 mi), navegando a 14 nós (26 km/h; 16 mph); ou 900 nmi (1.700 km; 1.000 mi) a 30 nós (56 km/h; 35 mph);

    Armamento:
    1 × lançador duplo SAM 9K33 Osa (20 × mísseis 9M-33);
    1 × canhão de 100 mm (3.9 in) AK-100;
    2 × CIWS de 6 (seis) canos de 30 mm AK-630;
    2 × lançadores de torpedos quadruplos de 533 mm (21 in);
    2 × morteiros RBU-6000 anti-submarino.

    Abraço,
    Ivan Ivanovich. 🙂

  4. Em tempo.

    A modificação no armamento principal foi para toda a sub-classe Krivak III, que abriu mão da guerra ASW como missão principal.

    Sds.

  5. Sem falar que as krivaks I e II não possuiam helicóptero orgânico.

    Quanto a cor do convés, trata-se do “primer” a cor avermelhada antiferrugem que as vezes os russos passavam em cima o que é padrão nos navios da US Navy
    por exemplo, uma camada aspera não deslizante e as
    vezes deixavam no “primer” mesmo afinal custa caro manter
    a camada não deslizante.

  6. daltonl, obrigado pela explicação, esses russos end ucranianos são pirangueiros (mãos fechadas), deixar no primer……! Em relação ao radar ,gostei da disposição, mas não chega a cobrir 360 graus, ele é fixo ou “gira”?MO realmente lindo.Abçs

LEAVE A REPLY