Payday loans online

EDVM construida pela marinha

O Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ) realizou, dia 26 de agosto, a entrega da quarta Embarcação de Desembarque de Viaturas e Materiais (EDVM), “Comandatuba”, ao Setor Operativo.

As EDVM, utilizadas pelas Forças Anfíbias, são transportadas em navios-doca e empregadas na transferência de tropas e equipamentos entre navio e terra, e também em operações com Mergulhadores de Combate, recolhimento de náufragos, reparo de outras embarcações e no apoio a navios em operações de salvamento.

O projeto de detalhamento de construção dessas embarcações foi elaborado pelo AMRJ em parceria com o Centro de Projetos de Navios e desenvolvido integralmente no Sistema FORAN, ferramenta tecnológica utilizada pela Marinha do Brasil para a elaboração de Projetos de Construção Naval.

1

Na Ordem do Dia n3/2013, o Diretor do Arsenal de Marinha, Contra-Almirante (EN) Mario Ferreira Botelho, ressaltou a determinação da equipe envolvida na obra, destacando que a entrega das EDVM representa mais uma conquista da Construção Naval Militar no AMRJ. O Arsenal entregou, em março e dezembro de 2012, respectivamente, a primeira EDVM, “Caieiras”, e a segunda, “Cagarras”. A terceira embarcação,“Cataguazes”, foi entregue em maio deste ano e a prontificação da quinta embarcação, “Cotunduba”, está prevista, também, para 2013.

Além das EDVM, o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro dará prosseguimento à construção das Embarcações de Desembarque de Carga Geral (EDCG), com previsão de batimento de quilha, ainda este ano, de duas a três embarcações, atualmente, em fase de construção.

FONTE: Nomar

Tags: , , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

2 Responses to “Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro entrega a quarta EDVM ao Setor Operativo” Subscribe

  1. juarezmartinez 22 de outubro de 2013 at 20:05 #

    Que bacana né, já temos quatro EDVM e não temos nenhum NDD operacional que possa acomada-las nas sua docas alagaveis, coisas que a gente só ve aqui na MB.

    Grande abraço

  2. Mayuan 23 de outubro de 2013 at 22:54 #

    E pra melhorar os caras ainda qualificam a construção desse troço como uma conquista….

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Novo EC725 da Marinha recebe primeira integração de míssil AM39 Exocet

Helibras e MBDA realizaram primeiros testes do sistema de armamentos de combate antinavio Exocet AM39; contrato da Avibras para produção […]

NPaOc ‘Araguari’ apoia a 400ª Expedição Científica ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo

No período de 25 de março a 1°de abril, o Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Araguari” realizou a 400ª Comissão de apoio […]

Pentágono protesta contra ação provocativa de jato russo sobre navio dos EUA

Enquanto as tensões entre o Ocidente e a Rússia aumentam, um avião de ataque russo realizou um ato “provocativo” no […]

Nota da Marinha sobre matéria publicada no jornal O Dia

Senhor Editor-Chefe, Em relação à matéria intitulada “Luxo e viagem dão indício de improbidade”, que acompanhou a matéria de capa […]

Lancha Patrulha de Rio começa a operar na Tríplice Fronteira

No dia 31 de março, após uma travessia de seis dias navegando na calha do Rio Solimões, de Manaus a […]

Acervo Documental da DPHDM recebe registro no Programa Memória do Mundo da UNESCO

No dia 27 de março, a “Coleção Eduardo De Martino/Guerra da Tríplice Aliança”, do acervo da Marinha do Brasil, recebeu […]

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE