784-Roll-out-September-2013

A Electric Boat, subsidiária da General Dynamics, anunciou ontem (29) que o PCU (Pré Comissining Unit),  futuro USS ‘North Dakota’, mais novo submarino da Marinha americana, será batizado no próximo sábado, dia 02, às 11 da manhã no estaleiro da empresa. A madrinha do submarino de ataque será Katie Fowler, esposa do almirante Jeff Fowler, e a cerimônia terá também participação do comandante da Força de Submarinos da US Navy, Vice-Almirante Michael J. Connor.

O ‘North Dakota’ é o 11º submarino nuclear de ataque da classe Virgínia, e a primeira unidade a passar por um processo de adaptação do projeto para as demandas navais pós-Guerra-Fria. Entre as características da classe estão a agilidade, discrição, e a capacidade de integração a meios terrestres, navais e aéreos durante desdobramentos – que tornam os navios aptos para atuar em cenários e missões diversas pelo mundo, em águas litorâneas ou em mar aberto.

FONTE: Naval Open Source Intelligence (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

14 Comentários para “SSN PCU ‘North Dakota’ será batizado no próximo sábado”

  1. André 30 de outubro de 2013 at 20:50 #

    Grandes sucessores da classe Los Angeles!

  2. Dalton 30 de outubro de 2013 at 20:53 #

    Navios da US navy são batizados aos sábados além do mais dia 2 será um sábado e não domingo, então presumo que tenha havido uima pequena confusão entre saturday and sunday :)

  3. R.Silvestro 31 de outubro de 2013 at 9:08 #

    Navios da US navy são batizados aos sábados além do mais dia 2 será um sábado e não domingo, então presumo que tenha havido uima pequena confusão entre saturday and sunday :)

    É Superstição ou algum outro motivo pra eles não fazerem em outras datas além de sábados??

  4. Dalton 31 de outubro de 2013 at 9:34 #

    R.S.

    é por conta da praticidade mesmo, afinal, normalmente não se trabalha aos sábados assim as pessoas podem comparecer ao cerimonial.

    Acrescento que o fato do SSN ser batizado ainda não dá a ele o direito de ser chamado USS, isso apenas ocorrerá, quando ele for comissionado, o que acontece normalmente uns 5 meses em média após o batismo e
    também sempre aos sábados.

    Até então o correto é chama-lo PCU, Pre-Commissioning Unit, North Dakota ou futuro USS North Dakota.

    abs

  5. MO 31 de outubro de 2013 at 10:55 #

    pronto Dalton

  6. Mauricio R. 31 de outubro de 2013 at 11:02 #

    Esse troço redondo embaixo, entre os tubos de torpedo e a proa, é o fundo do novo tipo de silo p/ mísseis de cruzeiro???

  7. daltonl 31 de outubro de 2013 at 12:01 #

    Mauricio…

    procure por “Chin Sonar Array”, é um sistema de sonar
    por assim dizer, comum em todos os Virginias.

    MO…

    Valeu…fica mais bonito assim né ?

    abraços

  8. MO 31 de outubro de 2013 at 12:30 #

    ah claro e vc ja havia avisado sobre em caso anterior, senao ficamos parecendo como um sitio qqr

  9. CVN76 31 de outubro de 2013 at 16:25 #

    “procure por “Chin Sonar Array”, é um sistema de sonar
    por assim dizer, comum em todos os Virginias.”

    E eu pesando que dalí sairia o subvoador, como no USS Sea View da série “Voyage To The Bottom Of The Seas”!!!

  10. MO 31 de outubro de 2013 at 16:37 #

    Mais curiosidades sobre navios = observem o que um angulo favorecido permite notar, observar as placas com o nome na superestrutura, Tijupá (em aviaozinhum e maquetistes = casaria, ponte do comandante ou castelo de popa … kkkkkk) de BB e BE =
    http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2013/10/mv-glory-amsterdam-3eez7-foto-curiosa.html

  11. Fernando "Nunão" De Martini 31 de outubro de 2013 at 17:00 #

    MO,

    Já vi diversas vezes que engenheiros navais costumam usar casaria também, sem problemas, para designar certas partes da superestrutura.

    Quanto a “ponte do comandante” isso deve ser, de fato, um termo usado por algum eventual “dentista de bordo” que precise dar um tapa na prótese dentária do manda-chuva.

  12. daltonl 31 de outubro de 2013 at 18:12 #

    Franz !

    O Seaview não pertence à US Navy portanto não pode ser USS Seaview !

    Segundo o manual técnico do Seaview…sim existe assim como da Enterprise de Jornada nas Estrelas, o Seaview inicialmente era o USOS Seaview (United States Oceanographic Submersible) como no longa metragem.

    Após sofrer uma reforma, para inclusive acomodar o
    subvoador , ele passou a ser designado SSRN Seaview
    (Submarine Ship Reseach Nuclear) a pedido da US Navy,
    mas ela não é proprietária do mesmo e sim do Almirante Nelson, que planejou e pagou com sua fortuna, após dar baixa da US Navy.

    Espero que essas informações sejam úteis… :)

  13. MO 31 de outubro de 2013 at 19:34 #

    ah desculpe fernandinho, mas pra cima de moir nao, nao eh pq o cara ta la de engenheiro que .. bom deixa pra la o cara pode ser motorista de onibus linha 934 – Ponta da Praia – Inferno – Acre – Praia Grande e nao entender nada de onibus tbm …

    (tipo aquele papo do “cume que vcs colocam ‘suspender’ eu mandava o caran TNC no mesmo minuto ….mas diplomacia nao eh o meu forte …. rsssssss

  14. CVN76 1 de novembro de 2013 at 12:25 #

    Almirante Dalton

    Muito obrigado pelas informações!!

    Outro detalhe que eu não sabia, era que o Captain Lee foi o segundo comandante do Sea View….

    O primeiro morreu num dos primeiros episódios!

Deixe um comentário

Navios da JMSDF em Santos

Entrada dos contratorpedeiros japoneses (JMSDF) Japan Maritime Self Defense Force / Marinha do Japão), em viagem de adestramento do Esquadrão […]

Documentário ‘Action Navy’ (1975), da Marinha Real Britânica

Royal Navy

Excelente documentário dos tempos gloriosos da Royal Navy. Na época, as fragatas da classe “Leander” ainda formavam a espinha dorsal […]

2 de agosto de 1964: contratorpedeiro USS Maddox engaja torpedeiros norte-vietnamitas no Golfo de Tonkin

USS Maddox

Há 51 anos, em 2 de agosto de de 1964, o contratorpedeiro da Marinha dos EUA USS Maddox engajou três […]

Esquadrão de Instrução japonês partindo de Recife

A cada quatro anos, regularidade que não vem sendo mantida, os navios do Esquadrão de Treinamento da Força de Autodefesa […]

O almirante põe a Marinha na Lava Jato

alteothon (1)

Claudio Dantas Sequeira (claudiodantas@istoe.com.br) Nova personagem da investigação da Lava Jato, a Marinha havia sido mencionada pela primeira vez no […]