petrobras-plataforma-p-58-rio-grande-ag-petrobras-800

ClippingNEWS-PA A presidente Dilma Rousseff lamentou nesta sexta-feira (8) o intervalo nos trabalhos de construção de plataformas de petróleo no Rio Grande do Sul.

A Folha mostrou na edição de hoje que ao menos 5.000 pessoas serão demitidas diz lamentar ‘hiato’ na construção de plataformas no RS com a conclusão da P-58, a última de uma série de plataformas de petróleo construídas na cidade de Rio Grande, no litoral sul gaúcho.

“É verdade, infelizmente terá esse hiato. Mas entram [no estaleiro] a P-75 e a P-77. Já estão contratadas”, disse Dilma. A declaração foi feita em entrevista para rádios do Rio Grande do Sul. Ela participa nesta manhã da cerimônia de conclusão da P-58 no sul gaúcho.

As plataformas P-75 e P-77 somente devem começar a ser montadas na cidade durante o primeiro semestre de 2014.

A presidente disse que os operários estão com seguro-desemprego garantido e que cada plataforma vai gerar pelo menos 4.500 vagas. “O que vai acontecer é que terá uma demanda maior por trabalhador [nas próximas plataformas].”

Na entrevista, Dilma disse que o complexo de construção das plataformas em Rio Grande, erguido na década passada, é “emblemático” e gera o desenvolvimento de novas tecnologias.

“Antes existia apenas um ‘areão’ [no terreno em Rio Grande]“, afirmou.

FONTE: Folha de São Paulo, via UOL

Tags: , ,

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

2 Responses to “Dilma diz lamentar ‘hiato’ na construção de plataformas no RS” Subscribe

  1. Antonio M 8 de novembro de 2013 at 18:54 #

    E cadê os protestos, passeatas, black blocs ?

    Lamentável é o atraso “conveniente” para que obras sejam entregues em época de campanha eleitoral não se importando com empresas e trabalhadores.

    “…A presidente disse que os operários estão com seguro-desemprego garantido …’

    Pela frase acima a gerentona vai levar um “puxão de orelhas” do partido por citar algo feito no governo anterior ao do padrinho, como o mesmo levou quando falou em Proer certa vez mas pensando que havia sido feito em seu governo.

  2. Colombelli 8 de novembro de 2013 at 22:28 #

    Demagoga. Começou o descaramento para a reeleição.

    Esse sopro na construção naval se mostrou só um sopro mesmo. Agora com os chineses no pré-sal, de onde acham que virão as plataformas?

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Navios da Marinha do Brasil visitam o porto de Santos-SP neste final de semana

Está prevista a chegada e atracação no período da manhã de sexta-feira (29.08 – 7h) de um GT (Grupo-Tarefa) composto pelos […]

Futuros tripulantes indianos de Scorpene treinam em equipamentos fabricados na Índia

Sessões de treinamento da DCNS, referentes ao console dos sistemas de gerenciamento da plataforma e de manobras do submarino, foram […]

Marinha do Brasil e Armada da República Argentina concluem a Operação ‘Fraterno-XXXII’

De 15 a 25 de agosto, a Fragata “Greenhalgh” participou da Operação bilateral “Fraterno-XXXII”, que se realiza há 32 anos, […]

Visita da comitiva do Ministério da Defesa da Suécia ao NAe ‘São Paulo’

  Na primeira quinzena de agosto de 2014, uma delegação do Ministério da Defesa da Suécia esteve no Brasil, em […]

98 anos da Aviação Naval

Todo dia 23 de agosto, comemora-se o Aniversário da Aviação Naval, em referência à data de assinatura, pelo Presidente Wenceslau […]

Custo planejado dos reparos do NAe São Paulo, de 2006 a 2012

A imagem acima, tirada de uma apresentação da Marinha do Brasil, mostra os gastos programados dos reparos no NAe São […]