INS ‘Vikramaditya’ é comissionado à Marinha indiana com 5 anos de atraso

INS ‘Vikramaditya’ é comissionado à Marinha indiana com 5 anos de atraso

110
4
SHARE

Vikramaditya_1655072f

A Rússia entregou o navio-aeródromo INS Vikramaditya à Índia no último sábado (16) após uma reforma cheia de atrasos e escaladas nos custos. A cerimônia de entrega do antigo Admiral Gorshkov  modificado aconteceu nas instalações do estaleiro russo Sevmash, na cidade de Severodvinsk, no nordeste do país. A previsão inicial era de passar o porta-aviões à Marinha indiana há cinco anos, em 2008.

Compareceram à cerimônia de entrega e comissionamento do Vikramaditya o vice-primeiro ministro russo, Dmitry Rogozin, e o ministro da defesa indiano, almirante AK Antony, que faz visita diplomática de quatro dias à Rússia. Os documentos que oficializaram a entrada do navio em serviço foram assinados pelo vice-diretor da Rosoboronexport, estatal russa responsável pela venda de armamentos a mercados externos, e pelo comandante do porta-aviões, Capitão-de-Mar-e-Guerra Suraj Berry.

INS_Vikramaditya_in_Baltic_Sea

Segundo o portal indiano de notícias Zee News, o navio-aeródromo será escoltado para a Índia por rota secreta até a base em Karwar, no sul do país, uma vez que o navio ainda não está armado com sistemas de defesa antiaérea – a previsão é de chegada é para fevereiro de 2014. Após a aquisição em 2004, a reforma da embarcação se arrastou por seguidas crises que elevaram o custo original de 947 milhões de dólares para 2,3 bilhões, causando desentendimentos entre Rússia e Índia sobre os termos do contrato entre os dois países.

Batizado em homenagem a um lendário rei indiano do século I a.C, o INS Vikramaditya era originalmente uma unidade do Projeto 1143.4 – um porta-aviões da classe Kiev modificado, comissionado pela Marinha da União Soviética em 1987 e descomissionado pela Marinha russa em 1996 por conta de cortes orçamentários.

INS_Vikramaditya_during_trials

FONTE: RIA Novosti (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

4 COMMENTS

Deixe uma resposta