185105065

Foi lançado nesta quinta-feira, em São Petesburgo, o primeiro de seis submarinos diesel-elétricos da classe Varshavyanka que devem ser entreguea à Marinha russa nos próximos dois anos. Os navios, apelidados pela Marinha americana de “buracos negros no mar” pela difícil detecção, são um componente chave para a estratégia naval da Rússia no Mediterrâneo, para onde foi enviada recentemente uma força-tarefa de aproximadamente dez meios de superfície.

A construção do Novorossiisk começou em agosto de 2010, nas instalações do Admiralty Shipyards, seguida pelas obras no Rostov-on-Don, iniciadas em novembro de 2011, e do Stary Oskol em agosto do ano passado. A classe Varshavyanka (Projeto 636) é uma versão modernizada da classe Kilo, e apresenta além de características stealth marcantes, maior alcance e capacidade para engajar alvos em terra, de superfície e submersos. Os submarinos têm como principal finalidade missões anti-navio e anti-submarinos em águas relativamente rasas.

Os navios acomodam 52 tripulantes, alcançam velocidade de até 20 nós e têm alcance de 400 milhas, além de serem capazes de realizar patrulhas por até 45 dias. Também são armados com 18 torpedos e 8 mísseis superfície-ar. A Frota do Mar Negro não recebe submarinos novos há décadas, e atualmente opera apenas o Alrosa, da classe Kilo, comissionado em 1990.

Ao comentar o lançamento do Novorossiisk, o capitão-de-mar-e-guerra Mikhail Nenashev afirmou que a Rússia precisa de pelo menos unidades da classe Varshavyanka no Mar Negro e no Mediterrâneo a fim de proteger os interesses nacionais nas duas regiões. Nenashev ainda citou especificamente como preocupações  a presença no Mediterrâneo de navios da US Navy equipados com o sistema integrado de mísseis Aegis, e a instalação de baterias anti-mísseis nos litorais de países da área.

FONTE: RIA Novosti (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

One Response to “Lançado primeiro submarino da classe Varshavyanka para a Marinha russa” Subscribe

  1. Wagner 29 de novembro de 2013 at 12:37 #

    E assim a Rússia segue recuperando suas forças, a Frota do Mar Negro está mesmo precisando !

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Navios da Marinha do Brasil visitam o porto de Santos-SP neste final de semana

Está prevista a chegada e atracação no período da manhã de sexta-feira (29.08 – 7h) de um GT (Grupo-Tarefa) composto pelos […]

Futuros tripulantes indianos de Scorpene treinam em equipamentos fabricados na Índia

Sessões de treinamento da DCNS, referentes ao console dos sistemas de gerenciamento da plataforma e de manobras do submarino, foram […]

Marinha do Brasil e Armada da República Argentina concluem a Operação ‘Fraterno-XXXII’

De 15 a 25 de agosto, a Fragata “Greenhalgh” participou da Operação bilateral “Fraterno-XXXII”, que se realiza há 32 anos, […]

Visita da comitiva do Ministério da Defesa da Suécia ao NAe ‘São Paulo’

  Na primeira quinzena de agosto de 2014, uma delegação do Ministério da Defesa da Suécia esteve no Brasil, em […]

98 anos da Aviação Naval

Todo dia 23 de agosto, comemora-se o Aniversário da Aviação Naval, em referência à data de assinatura, pelo Presidente Wenceslau […]

Custo planejado dos reparos do NAe São Paulo, de 2006 a 2012

A imagem acima, tirada de uma apresentação da Marinha do Brasil, mostra os gastos programados dos reparos no NAe São […]