АПК "Александр Невский"

Na última semana de dezembro, a Marinha Russia recebeu de presente de Natal o cruzador submarino estratégico 955 da classe Borei, o Aleksandr Névski, com 16 mísseis estratégicos Bulava a bordo.

O cerimônia de lançamento do submarino aconteceu na fábrica da Sevmash, em Severodvinsk, com a presença do ministro da Defesa, Serguêi Choigu, do comandante-geral da Marinha Viktor Tchirkov, e do presidente da comissão estadual Igor Fiôdorov.

O presidente do país, Vladímir Pútin, foi informado da entrega do submarino ao sistema de combate da Marinha por Choigu em uma videoconferência estabelecida a partir do interior do Aleksandr Nevski. “Os testes do primeiro submarino atômico foram concluídos, confirmando todas as características de desempenho”, disse.

Pútin observou que a transferência do submarino Aleksandr Névski  para a Marinha Russa é um evento importante não só para as Forças Armadas, mas para país como um todo. “Iremos renovar por completo o componente naval das forças nucleares do país”, declarou.

Além dos oito submarinos atômicos versáteis do Projeto Iassen programados para 2020, o presidente lembrou que, em janeiro deste ano, a Marinha recebeu o submarino Iúri Dolgorúki, do projeto Borei. A construção dos segundo submarino da série, o Vladímir Monomákh, já está em fase de finalização. “No ano que vem ele também irá reforçar a força de combate”, concluiu Pútin.

Publicado originalmente pelo Nezavisimaia Gazeta

FONTE: Gazeta Russa

Tags: , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

5 Comentários para “Marinha russa lança segundo submarino da classe Borei”

  1. daltonl 6 de janeiro de 2014 at 13:43 #

    Os “Bulavas” ainda não estão a bordo, coisa que ocorrerá eventualmente quando mais testes forem realizados conforme já noticiado.

  2. Reinaldo Deprera 6 de janeiro de 2014 at 20:01 #

    Mais um “cone” russo. O que dá mais medo na tripulação de um submarino russo. Um destroyer ocidental ou o submarino em si?
    Gosto de subs, mas nesse aí eu não entraria.

  3. Ozawa 7 de janeiro de 2014 at 8:02 #

    “cruzador submarino estratégico…”

    E eu que já tinha me conformado com a miscelânia que fazem entre “fragatas e destroyers…”, com a definição eufemística dos japoneses como “destroyers de convés corrido…”, e agora esse “cruzador-submarino…”

  4. Wagner 7 de janeiro de 2014 at 9:50 #

    Os russos testaram exaustivamente essa classe de navios, são seguros.

    Eu entraria num deles com certeza ! Seria como ver o red ocotober !!

    Parabéns a Rússia, mais uma vez mostrando sua enorme capacidade técnica.

    Afinal, quantos países conseguem fazer um desses ??

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Portugal também interessado no navio-doca ‘Siroco’

corymbe-le-bpc-tonnerre-releve-le-tcd-siroco-2

Na hipótese de o Brasil considerar inviável a aquisição do navio de assalto anfíbio Siroco , o navio, que será […]

Compre seu livro ‘Monitor Parnaíba – 75 anos’

Livro Monitor Parnaíba - 75 anos -  Capas - WEB

A editora Aeronaval Comunicação, que produz a revista Forças de Defesa, está lançando a primeira edição do livro “Monitor Parnaíba […]

Base chinesa em Walvis Bay põe em xeque trabalho da Missão Naval do Brasil na Namíbia

Namibia

Uma delegação da República Popular da China desembarcará proximamente em Windhoek, capital da Namíbia, para negociar a instalação, ainda este […]

Vídeo: Navio-Patrulha Classe ‘Macaé’

Navio-Patrulha Macaé

O Navio-Patrulha classe “Macaé”, construído no Brasil sob gerenciamento da EMGEPRON, é um navio versátil, apropriado para missões de vigilância […]

Compre sua revista Forças de Defesa 12ª edição

Forças de Defesa 12 - capa e miolo 2 - destaque

Saiu a Revista Forças de Defesa 12ª edição, com 120 páginas! a versão impressa está disponível para compra pela Internet e […]