800px-IS_Sabalan_(F-73)_1977

Dois navios da Marinha iraniana suspenderam ontem para a primeira missão no Atlântico. As informações são de emissoras estatais do país.

O desdobramento acontece em meio aos esforços de Teerã para mostrar sua capacidade de projeção de poder para além do Oriente Médio. Canais de TV iranianos informam que o contratorpedeiro Sabalan e o navio de reabastecimento Kharg, capaz de transportar helicópteros, farão uma viagem de três meses. Segundo a agência de notícias Fars, o comandante da Marinha do Irã, Almirante Habibollah Sayyari teria declarado que “os navios terão a missão de assegurar rotas, bem como treinar novos efetivos”. A agência divulgou que os navios suspenderam do porto de Bandar Abbas com 30 cadetes para treinamento além da tripulação regular. Não foram mencionados possíveis locais de escala.

O Irã tem presença constante de navios no Golfo de Aden, na costa leste da África, a fim de combater a pirataria na região e proteger navios comerciais. A recente expansão naval iraniana é uma resposta à presença da US Navy nas proximidades do litoral do paós, no Golfo Pérsico. A 5ª Frota da Marinha americana está baseada no Bahrein.

Em 2012 o Irã declarou pretensões de enviar navios de guerra até as águas internacionais próximas à costa leste dos Estados Unidos nos próximos anos, e expandir seu alcance naval mesmo até a Antártica.

FONTE: Arabnews.com (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

16 Responses to “Marinha do Irã manda navios para o Atlântico” Subscribe

  1. Fabio ASC 22 de janeiro de 2014 at 12:35 #

    Só falta fazerem escalas por aqui…

  2. daltonl 22 de janeiro de 2014 at 12:50 #

    O Kharg e não Khark é um belo navio deslocando umas 33.000 toneladas medindo 207 metros capaz de 21 nós de velocidade máxima e possuindo 2 hangares, capacidade de 2 helicopteros equivalentes ao Sea King.

    Foi construído no Reino Unido e entregue em 1984 depois de vários anos de atraso devido à Revolução.

  3. aldoghisolfi 22 de janeiro de 2014 at 15:05 #

    Deus meu… eles também…

  4. MO 22 de janeiro de 2014 at 22:20 #

    pronto … acertei

  5. MO 22 de janeiro de 2014 at 22:44 #

    Ow, ja postei isso ? =
    http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2013/01/modelismo-naval-ct-besstrashniy-434.html

    14 photos

  6. Carlos Alberto Soares 23 de janeiro de 2014 at 4:09 #

    MO

    Muito bonitas as fotos e o trabalho.

    Quantos anos vc tinha na foto (a do garoto é lógico) ?

    rzzzzz …. qsl

  7. Carlos Alberto Soares 23 de janeiro de 2014 at 4:14 #

    Propaganda da República Islâmica.

    Quando era Pérsia, na época impunha mais respeito.

    Blá blá blá ….

    Vão atracar na Venezuela ? Bem feito para eles, os dois.

  8. thomas_dw 23 de janeiro de 2014 at 8:15 #

    seria cômico, se não fosse trágico.

  9. MO 23 de janeiro de 2014 at 10:46 #

    Carai, tu nao dorme naum, rss alvorada às 0355h ui … rss, tinha 11 anos, tem 12 hoje, rsss

  10. Observador 23 de janeiro de 2014 at 12:01 #

    Senhores,

    Com apenas 1.440 toneladas, este “I.R.I.S Shabalan” está mais para uma corveta do que para um destroier.

    Disto se extrai uma verdade: para regimes totalitários, a propaganda é a alma do negócio.

    Para fazer esta viagem, só se o “contratorpedeiro de bolso” acompanhar um navio de reabastecimento mesmo.

  11. daltonl 23 de janeiro de 2014 at 12:37 #

    Para quem desconhece e esclarecendo para quem tenha interesse, com exceção de uns poucos navios de guerra de minas e de patrulha, mais o USS Ponce, os demais navios da V Frota uns 25 , incluindo um NAe e um grande Navio de assalto anfibio, estão lá na base de rodizio, vindos de bases das costas leste e oeste dos EUA.

    Todos eventualmente entram no porto, e os tripulantes apreciam alguma liberdade em terra.

  12. Carlos Alberto Soares 24 de janeiro de 2014 at 0:45 #

    MO

    Dormir ? Q q é isso ?

    Parabéns pelo garoto, moreno praia etc ….

    Praia é outro astral, já morei cinco vezes literalmente na cara do mar, o espirito revigora a cada dia ….

    ÇDÇ

  13. MO 24 de janeiro de 2014 at 1:46 #

    tks, sim eh uma verdade isso !!!!

  14. Oganza 25 de janeiro de 2014 at 0:19 #

    É essa ai que é prima de 2º Grau das nossas MK-10?

    Sds.

  15. daltonl 25 de janeiro de 2014 at 9:35 #

    É uma das 4 MK-5s, uma das quais foi afundada pela US Navy mais de 20 anos atrás.

    Toda “MK”, 1, 2, 3, 7, etc, destinavam-se a marinhas estrangeiras e a MK-5 acabou influenciando os próprios
    britânicos a construirem para si algo melhorado a
    Type 21.

    A MK-10 ou Niterói foi uma melhoria sobre a Type 21 que
    não tinha espaço para embarcar o Ikara por exemplo.

    Então quanto ao grau de parentesco acho que a MK-10
    está mais próxima da Type 21.

    Prima de 3º grau ? :)

  16. Oganza 25 de janeiro de 2014 at 18:15 #

    VLW daltonl…

    3º grau tá de bom tamanho ;)

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Entrevista com o comandante do submarino ‘Tapajó’, capitão-de-fragata Horácio Cartier

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – parte 3 PODER NAVAL: Comandante Cartier, o senhor poderia falar um pouco […]

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – parte 2

Um submarino de propulsão convencional como o Tapajó tem um funcionamento parecido com um telefone celular: de tempos em tempos […]

28ª Viagem de Instrução de Guardas-Marinha

Hoje o Navio-Escola “Brasil” realizará a Cerimônia de despedida para a XXVIII Viagem de Instrução de Guardas-Marinha. A Viagem terá […]

Um dia a bordo do submarino ‘Tapajó’ – parte 1

No dia 16 de julho de 2014, na véspera da data comemorativa do Centenário da Força de Submarinos (1914-2014), uma equipe […]

Aprovado plano de trabalho do Brasil para exploração de crostas na Elevação do Rio Grande

O Brasil acaba de alcançar importante êxito na aprovação do Plano de Trabalho para exploração de crostas cobaltíferas na Elevação […]

Veleiro ‘Cisne Branco’ aberto para visitação em Belém-PA

Está aberto para visitação do público paraense o navio veleiro Cisne Branco, da Marinha do Brasil. As visitações são gratuitas […]