images-cms-image-000359645

A Marinha do Brasil e a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) anunciaram nesta sexta-feira, por meio de nota, que estão investigando as causas do acidente com a plataforma da Petrobras no litoral fluminense, que ocorreu na madrugada de hoje. Um inquérito sobre as circunstâncias do acidente foi aberto pela Marinha e deve ser concluído em até 90 dias.

Uma equipe de inspetores navais e auditores técnicos foram enviados a bordo da sonda, que é operada pela Noble, para acompanhar as investigações e medidas corretivas de segurança em andamento. Também foram enviados para a área da plataforma o navio de patrulha Apa e um helicóptero MH-16 Sea Hawk.

Por medida cautelar, a ANP interditou a SS-53 até que sejam reestabelecidas as condições regulamentares de segurança operacional, de acordo com informações da nota. A SS-53 estava em operação no momento do incidente, mas o poço permanece fechado com tampões de cimento, não havendo risco de vazamento ou indícios de poluição.

Entenda o incidente

Uma plataforma de petróleo que presta serviços à Petrobras na Bacia de Campos, litoral norte do Estado do Rio, apresentou problemas e teve que ser evacuada na madrugada desta sexta-feira (28/02). A plataforma estaria inclinada no mar, segundo o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro NF).

Pela manhã, a Petrobras informou que o adernamento (inclinação) de cerca de 3,5 graus na plataforma de perfuração SS-53, da empresa Noble do Brasil, que opera no campo de Marlim, na Bacia de Campo, ocorreu devido a alagamento em um dos tanques da embarcação, motivado por falha na válvula do sistema de lastro, responsável pelo controle da estabilidade da unidade”, disse a Petrobras em nota.

“As equipes de emergência atuaram imediatamente, tendo sido tomadas todas as medidas necessárias para o controle da ocorrência”, disse. Segundo a companhia, a unidade foi estabilizada e desconectada do poço, que se encontra em condições de segurança.

A Petrobras informou que as autoridades competentes já foram informadas e que para garantir a segurança dos trabalhadores a bordo foi realizado o desembarque de 77 pessoas, por meio de embarcações de apoio.

A empresa manteve um contingente mínimo de 36 técnicos especializados, com o objetivo de restaurar as condições normais de operação da plataforma. A estatal confirmou que não houve vítimas por conta do problema registrado na plataforma.

“Conforme política de segurança, meio ambiente e saúde da Petrobras, que leva em consideração os mais rigorosos padrões internacionais, a Noble do Brasil mantém equipes técnicas devidamente treinadas para ocorrências dessa natureza”, disse, em nota.

A SS-53 opera no Campo de Marlim. Ela foi construída em 1998, de acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O site da autarquia informa que a plataforma é do tipo semi-submersível, destinada, entre outras tarefas, à perfuração de poços petrolíferos.

FONTE: Terra Notícias e Época Negócios (edição do Poder Naval)

Tags: , , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

2 Responses to “Marinha investiga causas de acidente com plataforma da Petrobras” Subscribe

  1. Carlos Alberto Soares 2 de março de 2014 at 18:32 #

    Foi o dunha, irmão do bronha.

    Entenderam ?

  2. MO 2 de março de 2014 at 19:42 #

    Nein, foi o Lonchas, o primo ….

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Marinha do Brasil revela projeto próprio de NPaOc (OPV) na Euronaval 2014

Victor Barreira, Lisboa, Portugal A empresa estatal brasileira EMGEPRON (Empresa Gerencial de Projetos Navais) vai revelar o projeto do primeiro […]

Inscrições abertas: Museu Naval sedia eventos acadêmicos sobre História Militar

Brasília, 15/09/2014 – O Museu Naval da Marinha, no centro do Rio de Janeiro, vai sediar dois importantes eventos acadêmicos […]

Visita da Saab e da Embraer ao NAe ‘São Paulo’

No dia 04 de setembro de 2014, um grupo de técnico das empresas SAAB e EMBRAER visitou o Navio-Aeródromo São […]

Terceiro dia de incêndio nas proximidades de Aramar mobiliza helicópteros da Marinha

Focos de incêndio mobilizaram três helicópteros da Marinha neste domingo (14), em área de vegetação pertencente ao Centro Experimental de […]

Programa de submarinos (Prosub) avança com seção de qualificação

ICN recebe a primeira Seção totalmente produzida no Brasil Mais um passo importante no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub) […]

Amazul e FDTE assinam acordo para participar do programa do submarino nuclear brasileiro

A Amazul – Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. e a FDTE – Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia […]