QUEM É Fernando "Nunão" De Martini

Veja todos os posts de Fernando "Nunão" De Martini

9 Comentários para “A última esperança dos EUA, caso os russos continuem interferindo no sistema Aegis”

  1. pedro oliveira 22 de abril de 2014 at 14:50 #

    Pois é. …Não sei pq investem em caças modernos se um SU-24 ja da conta do recado pelo jeito…hehehe

  2. Almeida 22 de abril de 2014 at 17:34 #

    Vão até cancelar a encomenda de Su-34 rsrsrs

  3. Ozawa 24 de abril de 2014 at 20:57 #

    A penúltima esperança dos EUA, caso os russos continuem interferindo no sistema Aegis:

    http://www.flyingmule.com/products/UM-86010

  4. daltonl 24 de abril de 2014 at 21:21 #

    Ozawa…

    o Missouri em questão para quem não percebeu o que não é o seu caso, é o de 1944/1945 inclusive usando o esquema de camuflagem pintado antes dele rumar para o Pacifico.

    Mas existe a versão dos anos 80 também com misseis
    harpoon/ Tomahawks e outras modificações em alguns sites erradamente vendido como a versão de 1944.

    abraços

  5. Ozawa 24 de abril de 2014 at 21:27 #

    Sim caro Dalton… Mas, sinceramente, como disse em outro post, sou um homem da “Renascença”… Os Tomahawks são um sacrilégio no convés de um battleship… Prefiro a versão da antiguidade clássica…, rs !

    Abraços

  6. Ozawa 26 de abril de 2014 at 15:24 #

    A antepenúltima esperança dos EUA, caso os russos continuem interferindo no sistema Aegis. Outro clássico batlleship, em junho, emerge do fundo mar…

    http://www.flyingmule.com/products/UM-86013

  7. Fernando "Nunão" De Martini 26 de abril de 2014 at 18:56 #

    Ozawa,

    Mais fácil usar primeiro o que está flutuando. Ainda tem o Texas, o North Carolina…

    http://www.tpwd.state.tx.us/state-parks/battleship-texas/gallery/BSTX_2954_02.jpg

    http://www.battleshipnc.com/Portals/0/UltraPhotoGallery/493/8/0601memorial2mb%20copy.jpg

  8. Ozawa 26 de abril de 2014 at 19:36 #

    Nunão,

    Hoje o ‘Arizona’ levaria vantagem na maior furtividade…

    http://wadejohnston1962.files.wordpress.com/2009/12/uss_arizona_memorial.jpg

  9. daltonl 27 de abril de 2014 at 12:22 #

    Como curiosidade…todos os 4 Iowas foram modernizados
    e reativados nos anos 80, porém enquanto 2 deles o
    New Jersey e o Missouri foram retirados de serviço logo após o colapso da União Sovietica, os outros 2, Iowa e Wisconsin foram retidos por muitos anos para que em caso de necessidade pudessem ser reativados.

    No caso do Wisconsin ele podia ser visitado em Norfolk, na década passada mas os visitantes, como eu, tinham acesso apenas ao convés, não era permitido visitar o interior do navio.

    Teria feito um pouco mais de sentido se no filme “Battleship” o Iowa que estava no Pacifico na época tivesse sido selecionado pois fazia menos tempo que ele havia sido definitivamente retirado, mas o apelo de Pearl Harbor falou mais alto.

    Todos os 4 Iowas podem ser visitados hoje em dia.

    Além do Texas e do North Carolina mencionados pelo Nunão outros 2 encouraçados podem ser visitados,
    Alabama e Massachussetts ambos da classe South Dakota.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Marinha peruana estuda três opções para renovar sua força de superfície

DE_LA_PENNE__5____a

  Não é só a Esquadra brasileira que necessita equacionar a renovação de sua força de superfície em um cenário […]

Cerimônia de incorporação do Navio de Pesquisa Hidroceanográfico ‘Vital de Oliveira’ à Marinha do Brasil

Vital de Oliveira - 1

  Em uma cerimônia de batismo, mostra de armamento e transferência para o setor operativo, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico […]

Ministério da Defesa menos otimista com as chances do Prosuper em 2015

FREMM 523b

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa e autor do livro “As Garras do Cisne” Passam os […]

Grã-Bretanha vai investir mais de R$ 1 bilhão na defesa das Ilhas Malvinas

Falkland_islands_250m

A Grã-Bretanha vai gastar £ 280 milhões (R$ 1,3 bilhão) nos próximos dez anos para reforçar a defesa das Ilhas […]

Parceria BAE Systems/Ares fornecerá canhões Mk.4, de 40 mm, à Marinha

Bofors MK4

Dentro de mais três semanas o grupo BAE Systems Bofors AB assina com a Marinha do Brasil, no Rio de […]