estaleiro-atlantico-sul-em-pernambuco-onde-foi-construido-o-primeiro-navio-do-promef-04-05-2010

ClippingNEWS-PAOs governos de Brasil e Uruguai assinaram nesta quinta-feira (15), em Montevidéu (Uruguai), um acordo naval para integração produtiva dos dois países, informou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O documento foi assinado durante a II Reunião Plenária do Subgrupo de Integração Produtiva do Grupo de Alto Nível bilateral (GAN) para o setor naval, do Mercosul.

“Esse acordo pode ser considerado um marco na relação comercial entre os dois países e no Mercosul. Demos um passo essencial para a integração produtiva de um dos setores mais dinâmicos da economia. Com isso, o setor naval, ao lado da cadeia automotiva, passa a figurar entre os segmentos com maior integração e complementaridade entre os países do Mercosul”, afirmou o ministro do Desenvolvimento, Mauro Borges.

Com o acordo, os dois países assumem o compromisso de promover o acesso recíproco de bens e serviços de empresas brasileiras e uruguaias, informou o Ministério do Desenvolvimento. Brasil e Uruguai também aceitam reconhecer o conteúdo local, desde que a certificação seja feita por empresa atuante nos dois países, e tenha chancela de certificação realizada por técnico credenciado junto à autoridade competente do importador (Agência Nacional do Petróleo no Brasil).

Os investimentos em embarcações pela indústria de construção naval brasileira totalizaram R$ 3,7 bilhões em 2013, e em estaleiros, R$ 1,3 bilhão, segundo dados do governo federal. No ano passado, foram entregues 77 embarcações – 44 para navegação interior, 21 para apoio offshore (ao largo da costa), oito para apoio portuário e quatro para cabotagem.

“Estão na carteira de estaleiros nacionais 73 navios de apoio marítimo (incluindo novos contratos recentemente anunciados pela Petrobras); navios petroleiros, de produtos, gaseiros [para transporte de gás liquefeito de petróleo] e transporte de bunker; plataformas de produção, construções/integrações de módulos para plataformas, sondas de perfuração, navios graneleiros [que transportam mercadorias a granel], navios porta-contêineres, rebocadores e comboios [combinação de empurradores e barcaças], além de embarcações para a Marinha do Brasil”, informou o Ministério do Desenvolvimento.

FONTE: G1

Tags: , , , ,

2 Comentários para “Brasil e Uruguai assinam acordo para integrar indústria naval”

  1. wwolf22 16 de maio de 2014 at 13:30 #

    O Uruguai vai pagar com erva ??
    ja to ateh vendo o “Bob Vessel”…

  2. aldoghisolfi 16 de maio de 2014 at 21:08 #

    Li e não entendi… o Uruguai vai comprar alguma coisa? Pelo que entendi (“… integração e complementariadade …”), o acordo é muito bom para o Uruguai.

    ============================
    E continuam a falar em MerCoSul!
    ============================

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Nota à Imprensa: Avaria no Navio de Desembarque-Doca ‘Ceará’

NDD Ceará

Em complemento à Nota à Imprensa emitida hoje pelo Comando do 4º Distrito Naval, a Marinha do Brasil (MB) informa […]

Sopro de esperança: provas de mar da corveta ‘Júlio de Noronha’ começam no meio do ano

V32

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa Há muitos ditos populares que, usados com jocosa maledicência, podem […]

Nota à Imprensa sobre a situação do NDD ‘Ceará’

ceara-G30-PWFZ-aspirantes-2015-ml-01-02-15-5 copy

MARINHA DO BRASIL COMANDO DO 4º DISTRITO NAVAL ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL “NOTA À IMPRENSA” Belém – PA, 02 de […]

Irã anuncia nova rota comercial bem defronte à área de patrulhamento da FTM-UNIFIL

071712_hn_iran_640

O governo do Irã prepara a criação de uma linha de transporte marítimo entre seu país e a Síria. O […]

NDD ‘Ceará’ em pane em alto mar a caminho do Haiti

ceara-G30-PWFZ-aspirantes-2015-ml-03-02-15-8 copy

Segundo informação divulgada em redes sociais, o Navio de Desembarque Doca (NDD) Ceará da Marinha do Brasil está a deriva a 320 […]